Andreas Kisser: o Brasil passa por um momento idiótico, ou você é A ou é B

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Bruce William, Fonte: Tenho Mais Discos Que Amigos
Enviar correções  |  Comentários  | 

Durante conversa com Felipe Deliberaesm para o Tenho Mais Discos Que Amigos, Andreas Kisser falou sobre diversos assuntos, incluindo o novo disco do Sepultura, "Machine Messiah", confira o papo aqui e mais abaixo alguns trechos.

171 acessosMax e Iggor Cavalera: conheça o ônibus de turnê dos irmãos5000 acessosRock Progressivo: Você sabe que está ouvindo demais quando...

TMDQA!: Você participou da Semana Internacional de Música em São Paulo e falou sobre ser uma banda brasileira no exterior. A agenda de vocês já está cheia de fevereiro a julho com shows pela Europa e Estados Unidos. Como é, pra você, ver que conseguem marcar turnês mais facilmente lá fora do que por aqui? As coisas ainda andam mais devagar no Brasil?

Andreas: Não é questão de andar devagar ou não porque são duas coisas diferentes. Lá fora você toca de segunda a segunda e aqui, embora tenha progredido, isso ainda é quase impossível. No Brasil as bandas se apresentam de fim de semana. Para efeito de comparação, em cinco semanas da nossa turnê com o Kreator faremos 27 shows. Na Europa tem transporte público de qualidade, estradas boas, e a geografia em geral ajuda. Aqui, pra ir de São Paulo a Recife é um sacrifício. O Brasil não tem tradição de receber turnês de rock como as de fora. A linha férrea é debilitada, as estradas são perigosas. Mas temos tocado muito por aqui e temos tido a oportunidade de fazer trilha para séries de TV e filmes, de tocar com gente como o Zé Ramalho, então aproveitamos o Brasil de forma diferente dos Estados Unidos e Europa. Fazemos turnês por aqui desde 1989 e já melhorou muito – temos a possibilidade de tocar em lugares como o Paraguai, o Peru e a Colômbia quando antes era só Brasil, Argentina e Chile.

TMDQA!: Vocês chegaram a fazer um dos shows que estavam previstos com o Lobão, depois os outros foram cancelados. O que achou da reação negativa de uma parte dos fãs? Você entende, concorda com as reclamações deles sobre vocês serem uma banda que tanto luta contra o sistema e que agora ia se juntar com uma espécie de símbolo da direita política, ou existe um lado que eles não estão enxergando ou entenderam errado?

Andreas: Eu respeito a opinião de todo mundo, mas acho isso completamente patético. O Brasil passa por um momento idiótico: ou você é A ou é B. Não tem discussão, ninguém ouve a opinião do outro, existe muita fobia, muita intolerância e desrespeito. O show com o Lobão em Belém foi sensacional, um show energético, com as bandas se dividindo no palco, uma hora só a gente tocando, outra hora só ele, outra hora juntos… mas nós já tocamos com a Ana Cañas, com o Zé Ramalho, e ninguém ficava questionando essas parcerias. Não tem plataforma política nisso. Nós defendemos a arte, o deixar o cabelo crescer, o fazer tatuagem, o exacerbar a sexualidade. Tudo isso é a arte mostrando caminhos diferentes. Nós não somos políticos, somos cidadãos. Vimos que o Brasil não está pronto para certas coisas. Vimos que no palco funciona, mas fora dele não. Infelizmente. Mas espero que role outra oportunidade.

Comente: Concorda com Andreas?

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

MetallicaMetallica
Kisser entrevista Ulrich e Trujillo para o Altas Horas

171 acessosMax e Iggor Cavalera: conheça o ônibus de turnê dos irmãos1476 acessosSepultura: veja a performance da banda no programa Metropolis0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Sepultura"

Bandas extremasBandas extremas
10 álbuns que causaram surpresa

SepulturaSepultura
Um vocalista como Max é quase impossível de achar, diz Andreas

SepulturaSepultura
Max diz que Paulo Jr. não era tão bom

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 16 de janeiro de 2017
Post de 24 de fevereiro de 2017

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Andreas Kisser"0 acessosTodas as matérias sobre "Sepultura"

HumorHumor
Você está ouvindo rock progressivo demais quando...

SepulturaSepultura
Novos vídeos da série "o Eloy não é humano"

VenomVenom
"Matar pessoas não tem nada a ver com entretenimento!"

5000 acessosIron Maiden: versões pesadas para clássicos do Rock5000 acessosInacreditável: O que acontece de mais bizarro em um show de metal5000 acessosSOAD: quando Shavo quase matou Brent Hinds em briga na MTV2831 acessosAaron Okeefe: os mais impressionantes covers infantis do Youtube5000 acessosSeparados no nascimento: Bon Scott e Odair José5000 acessosGuns N' Roses: Duff McKagan conta como conheceu Axl Rose

Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online