Igor Cavalera: Max e eu acreditamos que o Sepultura não faz mais sentido

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Pablo Bruno de Paula dos Santos, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Em entrevista ao The Salt Lake Tribune, Igor Cavalera foi questionado sobre sua relação, hoje, com os membros do Sepultura, mais de dez anos após a saída do grupo. O baterista, que anda celebrando — junto de seu irmão (vocalista original e criador do Sepultura), Max Cavalera, o vigésimo aniversário do clássico álbum "Roots".

1 acessosEm 10/11/1986: Sepultura lança o álbum Morbid Visions5000 acessosO tempo não para: fotos do antes e depois de alguns rockstars

"É negativo, porque, de certo modo, eu e Max acreditamos que o Sepultura não faz mais sentido de acordo com o que estão fazendo, e com isso vem muita raiva da parte deles.

Mas, apesar de tudo, nós não nos importamos. Isto é o que fazemos. E nós estamos muito felizes com o que temos por direito agora. Eu sei de muitos fãs que gostam disso vindo nos ver. Eu não sei, a vida é tão curta para ficar com raiva e brigar e fazer todas essas coisas. Então eu realmente não me importo com o que eles fazem ou não", disse Igor.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 23 de fevereiro de 2017


Rock In Rio 1991Rock In Rio 1991
Em vídeo, como rock/metal eram retratados na mídia

1 acessosEm 10/11/1986: Sepultura lança o álbum Morbid Visions33 acessosSepultura: cancelada a apresentação em Mogi Mirim18 acessosEm 25/10/2013: Sepultura lança The Mediator Between Head And Hands Must Be The Heart1813 acessosSepultura: Max Cavalera fala sobre o primeiro show da banda1336 acessosGojira: cover de Sepultura e jam com baterista de 12 anos; vídeo0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Sepultura"

KornKorn
Nós é quem fomos influenciados pelo Sepultura, diz guitarrista

Eu Toco RockEu Toco Rock
Documentário mostra dificuldade de viver do estilo

SepulturaSepultura
O 1° show e as tretas do início da carreira

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Sepultura"


O tempo não paraO tempo não para
Fotos do antes e depois de alguns rockstars

Nick JonasNick Jonas
Ele tentou fazer um solo e virou um meme de Internet

Nuno BettencourtNuno Bettencourt
Rihanna canta muito, mas ele não quer mais tocar com ela

5000 acessosMTV Unplugged: As 25 melhores apresentações da história5000 acessosEurope: toco de Lemmy, pito de Freddie, mijada com Axl Rose5000 acessosO futuro do Rock nacional: bandas autorais devem "se tocar"5000 acessosJudas Priest: vão nos deixar um legado de grandes memórias5000 acessosBlack Sabbath: 7 momentos curiosos que nem todos sabem5000 acessosJethro Tull: Ian Anderson não sabia tocar flauta

Sobre Pablo Bruno de Paula dos Santos

Pablo B.P. Santos é um escritor especialista em mídias sociais. Iniciou a primeira fonte brasileira sobre "A Series of Unfortunate Events", o Desventuras em Série Brasil, reconhecida por Daniel Handler, Companhia das Letras e Editora Seguinte. Produz artigos e entrevistas como colaborador para revistas e websites.

Mais matérias de Pablo Bruno de Paula dos Santos no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online