Stone Temple Pilots: Por que eles devem entrar para o Hall of Fame?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Brunelson T., Fonte: Rock in The Head
Enviar correções  |  Ver Acessos

Com o PEARL JAM recentemente se tornando a banda mais nova do rock alternativo e do grunge sendo introduzido no Rock and Roll Hall of Fame, o tópico da discussão mudou para: "Qual será a próxima banda?"

Poison: Bret passou o cambão na mãe da Hannah Montana?Nirvana: a história por trás da música "Smells Like Teen Spirit"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O grunge dos anos 90 junto com a explosão do rock alternativo, sem dúvida forneceu uma pletora de atos de alto nível. Uma banda que quase automaticamente sobe à superfície é o STONE TEMPLE PILOTS.

Um dos atos mais duradouros e influentes de uma geração, o STONE TEMPLE PILOTS cravou uma carreira cheia de altos e baixos - com episódios e situações igualmente trágicas. Vários álbuns de platina, uma grande quantidade de músicas que ainda permeiam as estações de rádio do rock alternativo no mundo inteiro, e ainda com um dos mais carismáticos e poderosos vocalistas não só do gênero, mas da história do rock'n roll.

O STONE TEMPLE PILOTS parece uma óbvia escolha para a indução, mas o Rock and Roll Hall of Fame é uma organização engraçada. Basta perguntar a bandas como RUSH, KISS e DEEP PURPLE, que levaram décadas para entrar - porque mais parece que os jurados que formam o conselho do Hall of Fame não possuem um intelecto apropriado.

Sem dúvida, o STONE TEMPLE PILOTS possui muitos pré-requisitos e credenciais a serem consagrados no Hall of Fame. Mas enquanto eles claramente merecem ser induzidos, nada é garantido. Quando o PEARL JAM foi introduzido no Hall of Fame agora em Abril/2017, o conselho alegou que o PEARL JAM influenciou o STONE TEMPLE PILOTS, dando uma dica sobre o que eles podem pensar sobre a banda do finado Scott Weiland (ex-vocalista).

Com isso, vamos dar uma olhada no porquê o STONE TEMPLE PILOTS absolutamente deve ser introduzido, mas não impedindo-o de enfrentar uma batalha árdua.

A música, especialmente a boa música, é feita para o povo e pelo povo. Scott Weiland, Robert DeLeo (baixista), Dean DeLeo (guitarrista) e Eric Kretz (baterista) marcaram o ouro como um grupo de amigos (e irmãos) que tinham uma química inegável e um talento especial para escrever canções de rock incrivelmente cativantes e contundentes. Refrões enormes, vocais poderosos, guitarras esmagadoras e uma seção rítmica balançando, era sem dúvida um pacote completo. Em seu auge, a banda tinha uma habilidade inata para cobrir uma enorme quantidade do seu terreno musical, sem comprometer quem eram como músicos e como pessoas.

Os 02 primeiros álbuns do STONE TEMPLE PILOTS, "Core" (1992) e "Purple" (1994), são dois dos álbuns mais vendidos da era grunge até hoje! Sendo certificados respectivamente com impressionantes 08 e 06 Discos de Platina, o domínio comercial desse grupo não pode ser negado. Os fãs os amavam e os amam até hoje... A abrasividade da justaposição de canções como "Sex Type Thing" (do 1º disco) e a sombria melancolia de "Big Empty" (do 2º disco) provaram o seu alcance. No entanto, enquanto eles estavam conquistando os fãs em massa, os críticos ficaram menos impressionados com a banda.

Talvez o maior exemplo da divisão entre fã e crítica veio em 1994 como cortesia da revista Rolling Stone. Em Janeiro daquele ano, os leitores da revista votaram no STONE TEMPLE PILOTS como a melhor banda nova, mas os críticos votaram como a pior banda nova do ano. Mas as armações não só vieram dos críticos. Até mesmo o programa televisivo Saturday Night Live entrou para bater. Durante uma parte do programa, os atores brincaram: "Eu gostei melhor deles quando escutei pela 1ª vez, quando foram chamados de PEARL JAM... Ops!"

Para os mais novos e para aqueles que desconhecem, havia um monte de bandas "clonadas" surgindo em todos os lugares depois que o PEARL JAM e os outros 03 gigantes do grunge estouraram para fora de Seattle, para então assumirem o mundo da música (vide SOUNDGARDEN, ALICE IN CHAINS e o NIRVANA). E compreensivelmente, a maioria dessas bandas "clonadas" se misturaram em uma versão genérica e diluída do que havia acontecido primeiro. O STONE TEMPLE PILOTS pode ter aparecido tarde para a festa (o 1º álbum foi lançado em Setembro/1992), mas eles apareceram na cena quase como uma fraude a la PEARL JAM.

Qualquer pessoa com um conhecimento básico do grunge, pós-grunge e do rock alternativo dos anos 90, pode nomear pelo menos 05 bandas que mais claramente e deliberadamente sequestraram a fórmula de Seattle.

Ao longo da história do rock, você pode olhar para quase todos os gêneros e ver como grandes bandas de sucesso podem ter sido o 2º na fila, mas provaram ser um pouco mais bem sucedida do que os seus antecessores (no caso de longevidade). Pense em ROLLING STONES para os BEATLES. Assim como o AEROSMITH, que no início de carreira foi apresentado como nada mais do que um clone americano do LED ZEPPELIN. Mais recentemente, o LINKIN PARK fez o mesmo. Eles explodiram em uma cena já estabelecida (New Metal) para não só se tornar mais comercialmente bem sucedido do que os seus antepassados do New Metal, mas por tê-los ultrapassado em termos de duração de carreira e relevância.

O que levou essas bandas, incluindo o STONE TEMPLE PILOTS, para outro patamar, foi o fato de que elas cresceram, amadureceram e se expandiram muito além dos limites pré-concebidos do seu gênero inicial. Se houver qualquer dúvida para o STONE TEMPLE PILOTS, não precisa procurar mais longe do que o seu 3º álbum, "Tiny Music... Songs From The Vatican Gift Shop" (1996). Esta é a linha clara na areia que provou aos opositores que eles eram uma banda de força. Infelizmente, a debilitante toxicodependência de Scott Weiland tornou a banda num alvo fácil para os ataques críticos.

Em meados dos anos 90, considerando que a batalha do PEARL JAM com a Ticketmaster interrompeu que a sua turnê fosse mais extensa, foi a dependência em drogas de Weiland e suas frequentes passagens pela polícia que aleijou o STONE TEMPLE PILOTS. Bastante ou não, transformou-se numa outra razão para os opositores saltarem no vagão da banda para pegar pesado. Você conhece o velho ditado: Sexo, Drogas e Rock and Roll.

Para o STONE TEMPLE PILOTS as drogas proporcionaram uma postura ruim, porque os impediram completamente de expor as suas habilidades no rock'n roll de uma forma consistente. Mas eles devem ser continuamente refém por um cenário que tem atormentado tantas outras bandas? Eles não são os únicos a esse respeito e isso também deve ser uma razão que lhes é negado a entrada no Hall of Fame?

O Hall of Fame têm uma tendência de ser analisado por elitistas que dirigem a sua própria agenda, ignorando as opiniões que importam - a do povo. Raramente uma banda vê a sua carreira sem a quota de altos e baixos. Se o Hall of Fame tenta avaliar a dignidade das bandas em comparações meramente injustas dos meios envolvidos e no tumulto pessoal dos membros, eles estão cometendo um grande erro. Mas se mesmo assim eles querem olhar para comparações, aqui estão as que eles devem se concentrar.

O STONE TEMPLE PILOTS tem até a data de hoje 06 álbuns de estúdio lançados (mais 01 EP com 05 músicas inéditas lançado em 2013). Eles venderam mais de 40 milhões de álbuns.

O PEARL JAM vendeu mais de 60 milhões de álbuns, mas eles lançaram até hoje 10 discos de estúdio.

O ALICE IN CHAINS vendeu mais de 20 milhões de álbuns em todo o mundo (com 07 trabalhos de estúdio lançados).

O SOUNDGARDEN vendeu mais de 22 milhões de álbuns (com 06 discos lançados).

Além disso, o STONE TEMPLE PILOTS possui 07 singles que alcançaram o número 01 no ranking da Billboard, com 17 singles no total fazendo parte do top 10. O PEARL JAM também lançou 17 singles...

Quando Scott Weiland faleceu em Dezembro de 2015, o mundo da música perdeu um verdadeiro gigante. Talvez mais do que o elogio de seus fãs é o reconhecimento dos seus colegas. Falando no falecimento, o vocalista do SMASHING PUMPKINS, Billy Corgan, que raramente dá "o braço a torcer", disse em entrevista: "Se você me perguntasse quem eu realmente acreditava serem as grandes vozes da nossa geração, eu diria que foi Weiland, Layne Staley (ex-vocalista do ALICE IN CHAINS) e Kurt Cobain".

O legado do STONE TEMPLE PILOTS é definido se os jurados do conselho os induzem ou não ao Hall of Fame. Eles foram absolutamente uma das maiores bandas dos anos 90 e ao contrário de muitos outros grupos da época, a música deles permaneceram vibrante e relevante no mundo da música desde então.

Se fosse quando estavam juntos, em projetos solo ou montando super grupos como o VELVET REVOLVER e o ARMY OF ANYONE, o STONE TEMPLE PILOTS tem suportado e forneceu uma quantidade enorme de grande música para os seus fãs.

Eles eram uma banda onde cada membro colocava o seu dedo nas composições. Eles ofereceram, querendo ou não, algo para todos que se importavam e para os opositores. Aí reside a razão pela qual você não vai conseguir passar mais de 01 hora ouvindo uma rádio alternativa sem escutar as clássicas músicas "Plush" (do 1º disco) ou "Vasoline" (do 2º disco), ou qualquer outra coleção impressionante dos seus hits.

Talvez um dia o grupo será introduzido no Hall of Fame, mas a sua validação como uma das maiores bandas de uma geração não depende do Hall of Fame... Essa validação já existe desde 1992.

Segue o vídeo clipe da canção "Plush", que fez a banda ficar conhecida no mundo inteiro.

Comente: Qual a próxima banda "nova" que mererece entrar no Rock Hall na sua opinião?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Stone Temple Pilots"


Scott Weiland: viúva faz desabafo emocionante na webScott Weiland
Viúva faz desabafo emocionante na web

Seguro Desemprego: 15 músicos que foram demitidos de bandas famosasSeguro Desemprego
15 músicos que foram demitidos de bandas famosas


Poison: Bret passou o cambão na mãe da Hannah Montana?Poison
Bret passou o cambão na mãe da Hannah Montana?

Nirvana: a história por trás da música Smells Like Teen SpiritNirvana
A história por trás da música "Smells Like Teen Spirit"


Sobre Brunelson T.

Vocalista/guitarrista da banda Terrakiuz.

Mais matérias de Brunelson T. no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336