Ozzy Osbourne: produtor confessa trambicagem na gravação de disco ao vivo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruce William, Fonte: Ultimate Guitar, Tradução
Enviar Correções  

Durante conversa com Eddie Trunk, transcrita pelo Ultimate-Guitar, o produtor Max Norman fala sobre o primeiro disco ao vivo de Ozzy Osbourne, "Speak of the Devil", lançado em 1982:

"Em primeiro lugar, o álbum fazia parte de uma obrigação contratual com a Jet Records. Brad (Gillis, que entrou no lugar de Randy Rhoads) aprendeu as músicas em dois dias. Fomos para o The Ritz em Manhattan (atualmente se chama Webster Hall) e gravamos em uma tarde, com alguns takes extras se precisássemos substituir algo. Eles fizeram um grande show sem ninguém na plateia. Se não me engano cinco músicas deste show foram usadas no álbum".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Trunk então comenta: "Eu tenho plena convicção que não há um único álbum ao vivo famoso que tenha sido gravado integralmente ao vivo", e Max emenda: "Acho que você tem razão. E a outra parte da história é que Ozzy, claro, não ficou contente com os vocais, então fomos para os estúdios Record Plant, onde passamos quatro dias mixando o disco. Ozzy veio num dia e refez os vocais do lado A, e no dia seguinte foi a vez do lado-B do disco, até que em quatro dias terminamos tudo e mandamos para o engenheiro de som".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Daí Trunk pergunta: "Então todo o vocal do 'Speak of the Devil' foi refeito em estúdio?", e Max respondeu: "Sim, a maior parte dos vocais foram regravados. Fizemos tudo com muita pressa e meio na surdina, eu passei uns seis meses com medo de ouvir o resultado, sabia que tínhamos feito tudo às pressas e receava ouvir como tinha ficado. Finalmente quando tive coragem pensei 'até que não ficou ruim!'".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


GooAdHor Cli336 Goo336 Goo336