Black Sabbath: não éramos músicos brilhantes, mas a banda funcionava

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruce William, Fonte: Music Radar, Tradução
Enviar Correções  

Durante conversa com a Total Music, o guitarrista Tony Iommi falou sobre a importância do baixista Geezer Butler no Black Sabbath.

Zakk Sabbath: ouça versão para "The Wizard", clássico do Black Sabbath

Curiosidades: 40 fatos inacreditáveis do rock

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Geezer é insubstituível... muito importante, pois ele me seguia e sabia o que eu iria tocar. Nunca tive qualquer sombra de dúvida que Geezer tocaria a coisa certa. Este tipo de músico não existe muito por aí. Ele era o baixista ideal para nós. Acho que ele conseguia extrair o melhor de cada um de nós, pois não éramos músicos brilhantes mas como banda a coisa funcionava. Tecnicamente não éramos tão bons mas tocávamos e gostávamos do que estávamos fazendo. Criamos um som e riffs básicos que as pessoas gostaram. Bem, nós também gostamos destes riffs!"

"Toquei com outras pessoas que são técnicas e aprendi que por melhor que você seja, não significa que você pode tocar o que tocamos. Isto ficou provado quando era pedido para alguns grandes músicos tocar 'War Pigs' ou 'Black Sabbath' e eles não conseguiam. Soava sem sentimento algum. E a quantidade de vezes que tive bateristas que chegavam e diziam 'Conheço todo o material do Sabbath' e quando começava a tocar eu pensava 'Pare! Não é nada disto. O sentimento não está aí'. Mas tecnicamente falando eles são excelentes. Isto abriu meus olhos. É tudo simples... mas não é".


Goo336x280 GooAdapHor