Paulo Ricardo: falas sobre "politicamente correto" no "Encontro" polemizam

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Cifras
Enviar Correções  

Paulo Ricardo, notável por ter sido vocalista do RPM, causou polêmica durante sua participação no "Encontro com Fátima Bernardes", programa da TV Globo, na última quarta-feira (24). O cantor fez críticas ao que considera "politicamente correto" após falas tidas como preconceituosas serem citadas para debate durante a atração.

Anos 90: Discos "estranhos" de três bandas nacionais dos anos 80 lançados nos anos 90Slipknot: Ana Maria Braga surpreende em abertura do Mais Você

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Inicialmente, Fátima Bernardes expôs frases como "mulher só sabe pilotar fogão" e "até que, para uma mulher, você é uma boa chefe". Paulo Ricardo, então, reagiu: "Eu acho que, de um tempo pra cá, as pessoas ficaram muito sensíveis. De um tempo pra cá tem essa praga do politicamente correto e algumas coisas... dependendo do grau de intimidade com a pessoa, você dizer 'mulher no volante, perigo constante'... tem coisas que são piadas", afirmou.

A fala de Paulo Ricardo causou reação de Jennifer Dias, atriz de "Malhação - Vidas Brasileiras". "Mas não cabe mais, né? Esse tipo de piada", disse. "Mas é o politicamente correto. E eu acho o humor politicamente correto muito chato", respondeu Paulo Ricardo.

Em outro momento, Fátima Bernardes perguntou a Jeniffer Dias sobre racismo na infância. A atriz, por sua vez, revelou que usava cabelo liso desde a infância. O ator Marcelo Médici disse que o penteado em questão era "moda" na época. Jennifer, então, respondeu: "É moda mais ou menos. É questão de autoaceitação, sim, porque eu não me sentia representada. Eu olhava a revista e só via mulheres loiras. Eu achava bonito ter cabelo liso", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em seguida, Paulo Ricardo respondeu: "A Naomi Campbell sempre teve cabelo liso". Jeniffer, por sua vez, disse: "Mas aqui no Brasil eu morava numa comunidade em Niterói. Eu abria a revista e não tinha nenhuma negra. Na televisão também não".

Veja, abaixo, algumas reações às falas de Paulo Ricardo no "Encontro":




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Anos 90: Discos estranhos de três bandas nacionais dos anos 80 lançados nos anos 90Anos 90
Discos "estranhos" de três bandas nacionais dos anos 80 lançados nos anos 90

Live do Bem RP: Roupa Nova, Kiko Zambianchi e outros se unem em transmissãoLive do Bem RP
Roupa Nova, Kiko Zambianchi e outros se unem em transmissão


A importância da revista Playboy na vida de alguns rockstarsA importância da revista Playboy na vida de alguns rockstars

Vírgula: Hits dos 80s que a gente tinha vergonha, mas hoje canta com vontadeVírgula
Hits dos 80s que a gente tinha vergonha, mas hoje canta com vontade


Slipknot: Ana Maria Braga surpreende em abertura do Mais VocêSlipknot
Ana Maria Braga surpreende em abertura do Mais Você

Iron Maiden: pastor evangélico tem 172 tatuagens da bandaIron Maiden
Pastor evangélico tem 172 tatuagens da banda


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280