Megadeth: Dave Mustaine pegou dicas de canto com Bruce Dickinson após câncer

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Rolling Stone
Enviar Correções  

Dave Mustaine, vocalista e guitarrista do Megadeth, entrou em contato com Bruce Dickinson, cantor do Iron Maiden, com o intuito de obter informações a respeito da voz após um tratamento de câncer. Mustaine lida com um tumor na garganta atualmente, enquanto Dickinson teve um problema do tipo, já curado, na língua.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em entrevista à Rolling Stone, Dave Mustaine falou sobre o contato com Bruce Dickinson. Ele revelou que ainda não voltou a cantar após o tratamento, que já foi concluído, mas que está pesquisando sobre como retomar as atividades, pois o Megadeth volta à estrada em 2020.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Ainda não cantei (após o tratamento). Falei com Bruce (Dickinson) do Iron Maiden e ele falou que quando teve sua doença, após o tratamento ser concluído, ele precisou de 3 a 6 meses de descanso", afirmou Mustaine.

Segundo o frontman do Megadeth, o colega do Iron Maiden não seguiu o conselho - e acabou sofrendo. "Ele não deu ouvidos e teve alguns problemas, então percebeu que deveria ouvir os médicos. Após isso, a voz dele voltou mais forte do que nunca", disse.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em seguida, Dave Mustaine fez elogios a Bruce Dickinson. "Eu me preocupo muito com Bruce, ele foi outro irmão solidário durante essa coisa toda. Ele me explicou como passou por isso e ajudou muito. Estou ansioso para poder retribuir o favor a todos caso tenha alguma circunstância do tipo com outro colega. É uma doença complicada, mas há médicos por todo lado trabalhando nisso", afirmou.

publicidade

Entre os outros "irmãos" mencionados por Dave Mustaine em momento diferente da entrevista, estão Paul Stanley (Kiss), Ozzy Osbourne e James Hetfield, ex-colega e desafeto de Metallica. Hetfield, inclusive, passou por problemas recentemente devido a uma recaída no alcoolismo.

"Recebi apoio de pessoas que eu conhecia, mas não sabia que se importavam. Recebi uma mensagem do meu velho irmão James Hetfield e fiquei muito feliz. Diferente do que dizem, amo James e sei que ele me ama. Você vê a verdade quando diz ao mundo que tem uma doença grave. Quem me apoiou? James. Recebi mensagens de Ozzy e Paul Stanley. Foi ótimo receber de Ozzy e não esperava de Paul Stanley. Foi ótimo, porque, no começo, quando o Kiss surgiu, eu era um garoto e os amava", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


G.G. Allin: o extremo dos extremosG.G. Allin
O extremo dos extremos

Rob Halford: Ninguém escolhe ser GayRob Halford
"Ninguém escolhe ser Gay"


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Goo336 Goo336 Cli336 WhiFin Goo336 Goo336