Matérias Mais Lidas

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemFãs protestam contra Claustrofobia após banda fazer versão de música do Pantera

imagemJohn Bonham, Keith Moon ou Charlie Watts, quem era o melhor segundo Ginger Baker?

imagemZakk Wylde relembra ídolo: "tão relevante quanto Bach, Beethoven e Mozart"

imagemStjepan Juras retruca comentário de Regis Tadeu sobre reencontro de Di'Anno e Harris

imagemProdutor de "Temple of Shadows" conta problemas que teve com voz de Edu Falaschi

imagemA dura crítica de Angus Young a Led Zeppelin, Jeff Beck e Rolling Stones em 1977

imagemSteven Tyler dá entrada em clínica de reabilitação após sofrer recaída

imagemMichael Anthony diz que "Van Halen III" foi "a coisa mais louca que a banda já fez"

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemRitchie Blackmore comenta o instrumental que lançou como homenagem a Jon Lord

imagemComo era a problemática relação do Angra no "Aurora Consurgens", segundo produtor

imagemComo foi 1º encontro de Nando Reis e Cássia Eller, ocorrido na casa de Marisa Monte

imagemMetallica vai lançar toca discos super invocado, que obviamente custará uma fortuna

imagemKiko Loureiro explica efeito colateral da saída de Andre Matos que o fez crescer


Stamp

Destruction: o Metal deve permanecer no underground

Por Bruce William
Em 25/06/20

Schmier, vocalista do Destruction, falou sobre o Heavy Metal em conversa com a Audio Ink Radio: "Ouço todas essas entrevistas com pessoas dizendo que o heavy metal está morto e o rock está morto. Estou na estrada há quase 40 anos, e sempre dizem isto. Quando começamos não havia uma cena, éramos poucos. Claro, houve alguns momentos nos anos 80 onde o Metal foi popular, mas eu não gostei muito pois trouxe muitas pessoas que não pertencem à cena. Então nos anos 90 tudo morreu de novo com os 'descolados' passando a ouvir grunge e techno. Acho que toda essa discussão que o Metal e o Rock estão morrendo não é verdade. Eu vejo muitos fãs de Metal onde tocamos em todo o mundo e hoje em dia é possível ir para muitos países loucos que você não conseguia naqueles tempos. Eu acho que o Metal não precisa ser uma coisa super moderna, e eu não quero que isso aconteça também. Eu acho que o Metal deve ficar no underground, e a cena está boa... acho que estamos em uma posição muito boa, na verdade. Há 20 anos tudo parecia muito pior do que está agora".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Schmier também opinou sobre as bandas de heavy metal que se tornam muito bem-sucedidas comercialmente e atraem um público totalmente novo neste processo. "Sim, mas não sei se realmente quero que isso aconteça, que as massas estejam ouvindo minha banda favorita. Porque o que geralmente acontece é que a banda fica mais comercial e perde o ponto, daí deixa de ser a minha banda favorita. Eu era um grande fã do Metallica mas com o 'Black Album' ele se tornaram uma outra banda, basicamente. Eles se tornaram muito mais bem-sucedidos. As pessoas sempre pensam que o sucesso significa melhor, mas para mim, não é tudo sobre dinheiro. Às vezes trata-se também de integridade e honestidade e não de vender apenas pelo dinheiro. É por isso que eu realmente não quero que o metal se torne a nova coisa hipster, porque senão ele entraria em decadência novamente, já que as tendências vêm e vão. Lá nos 80s, quando o Metal estava na moda, meus amigos começaram a ouvir o gênero, todos se tornaram metalheads. Alguns anos mais tarde eles deixaram de ouvir Metal, cortaram o cabelo e embarcaram na nova tendência do momento. Não acho que o Metal precise disto, ele é bom do jeito que é. Tudo bem pros caras do Metallica que a banda tenha se transformado em algo mais comercial, é o jeito deles fazerem as coisas. Mas eu penso de modo diferente".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Fonte: Blabbermouth
https://www.blabbermouth.net/news/destructions-schmier-heavy-metal-metal-should-stay-underground/

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Metal Heavy: 10 clássicos para entender o Thrash Metal



Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William.