Slayer: os pais dos caras da banda sempre estavam na plateia lá no começo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruce William
Enviar Correções  

É muito comum no início da carreira, as bandas contarem com a ajuda dos pais e amigos para "engrossar" a plateia em seus shows. E com o Slayer não foi diferente, conforme contou Tom Araya à Metal Hammer.

Slayer: Tom Araya não acha que a banda foi tão grande como os fãs dizem

Slipknot: Corey explica as nojentas desvantagens das máscaras

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Tive muita sorte pois meus pais eram solidários, assim como os de Kerry (King), Dave (Lombardo) e Jeff (Hanneman). Nós literalmente tínhamos os nossos pais em todos os nossos primeiros shows depois que o Slayer se formou, o que foi muito legal. Todos apoiaram o que a gente estava fazendo, e a presença deles era muito especial para mim e para os outros caras da banda", contou Araya.

Curiosamente a inclinação musical de Tom não veio do ambiente familiar. "Não havia ninguém na família que tocasse. Hoje eu penso nisto, foi muito estranho. Bem, na verdade minha irmã mais velha quem começou a aprender a tocar um instrumento, e com isto meu irmão mais novo (e mais tarde roadie do Slayer) Johnny e eu começamos a tocar violão".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Após uma longa carreira, com doze álbuns de estúdio e vários outros lançamentos, além de shows memoráveis por todo o mundo, a banda encerrou atividades em 2019, quando os pais de Araya, que hoje tem dois filhos, já haviam falecido - a mãe, Tina, se foi em 2015.

FONTE: Loudwire
https://loudwire.com/slayer-members-parents-attended-bands-f...


Cli336x280 CliIL Cli336x280