Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagemMax Cavalera diz quais foram os dois discos mais difíceis que já gravou

imagemHalford relembra o dia que caiu em pegadinha armada por Tony Iommi e Geezer Butler

imagem"Éramos nós contra o mundo" relembra Bill Ward, sobre o início do Black Sabbath

imagemAC/DC: Angus Young conta como é para ele o antes, o durante e o depois de um show

imagemDave Mustaine cutuca Kiss e bandas "preguiçosas" que usam playbacks

imagemAndreas Kisser explica por que o Sepultura mistura Metal com música brasileira


Stamp

Grunge: por que as músicas do estilo trazem tanta angústia, segundo Eddie Vedder

Por Igor Miranda
Em 25/08/20

O vocalista Eddie Vedder, do Pearl Jam, concedeu uma entrevista a Lily Cornell Silver, filha mais velha do saudoso vocalista Chris Cornell, do Soundgarden. A participação foi registrada para a série de bate-papos "Mind Wide Open", sobre saúde mental, publicada no Instagram (IGTV) sempre às segundas-feiras.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A conversa abordou não só a temática de saúde mental, como, também, assuntos relacionados à música. Uma das convergências entre os dois tópicos ocorreu quando Eddie Vedder buscou explicar por que as músicas do grunge, movimento ao qual Pearl Jam e Soundgarden pertenceram - e que acabou se tornando um estilo -, carregam tanta angústia.

Vedder pontuou, inicialmente, que tanto ele quanto Cornell acreditavam que a arte - o que inclui a música - é como um "lugar de liberação". "Obviamente, ele tinha as músicas dele e há algumas letras bem obscuras ali. Kurt (Cobain, Nirvana) também fazia letras obscuras, assim como Layne (Staley, Alice in Chains)", afirmou, conforme transcrito pelo site da Rolling Stone.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em seguida, o frontman do Pearl Jam destaca que toda essa angústia aparecia porque, simplesmente, era real. "Essas pessoas não ficavam tipo: 'vou fingir que estou compondo uma letra obscura'. Aquilo era a realidade para todos", disse.

Infelizmente, isso se tornou motivo de chacota para algumas pessoas. "Virou uma coisa para tirar sarro das bandas sérias do grunge. As pessoas levaram isso a sério, tipo: 'não estamos brincando'. É provavelmente por isso que as pessoas gostavam e pareciam precisar disso. Era tipo: 'esse cara está falando por mim, eu sinto essas coisas'", afirmou.

Pode não ser coincidência o fato de quase todos os grandes vocalistas/letristas do movimento grunge terem falecido ainda jovens. Chris Cornell, Kurt Cobain, Layne Staley, Scott Weiland (Stone Temple Pilots) e Andrew Wood (Mother Love Bone), só para citar alguns, nos deixaram bem cedo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em outro momento, Eddie comenta que a própria obra do Pearl Jam traz momentos obscuros. Ele citou, inclusive, que se surpreendeu quando o álbum de maior sucesso da banda, "Ten" (1991), passou a vender tanto.

"Há algumas coisas bem tristes ali. Lembro de pensar: 'uau, há milhões de pessoas se relacionando com esse tipo de depressão'. Quem diria? Provavelmente, (o álbum) foi algo saudável para todos", disse.

O bate-papo pode ser conferido na íntegra, em inglês e sem legendas, no player de vídeo a seguir.

As entrevistas de Lily Cornell Silver

Em entrevista à Rolling Stone, Lily Cornell Silver contou que teve a ideia de produzir a série de entrevistas "Mind Wide Open" durante a pandemia do novo coronavírus, quando estava sofrendo com sua saúde mental. Ela começou a pesquisar sobre o assunto, mas não encontrava fontes.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Não havia como saber mais sobre os desafios de lidar com a saúde mental em uma pandemia, porque a menos que você tenha, sei lá, 100 anos de idade, ninguém passou por isso", afirmou.

Além disso, Lily quer compartilhar sua experiência após o luto e o trauma causados pela perda do pai. Ela já conversou com médicos e especialistas na série de entrevistas.

No Brasil, o Centro de Valorização da Vida (CVV), associação civil sem fins lucrativos, oferece apoio emocional e prevenção do suicídio, gratuitamente, 24 horas por dia. Qualquer pessoa que queira e precise conversar, pode entrar em contato com o CVV, de forma sigilosa, pelo telefone 188, além de e-mail, chat e Skype, disponíveis no site www.cvv.org.br.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Pearl Jam: "Sempre serei grato ao Red Hot Chili Peppers"

Nirvana, Pearl Jam e Kid: os 100 anos de perdão do Rock

Garimpeiro das Galáxias: Beldades globais e sua paixão pelo rock


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.