RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas


Por que era tão difícil trabalhar com o Guns N' Roses, segundo Doc McGhee

Por Igor Miranda
Postado em 23 de dezembro de 2020

O Guns N' Roses não era descrito como "a banda mais perigosa do mundo" à toa. O potencial de autodestruição do grupo em sua fase clássica, entre os anos 80 e 90, era proporcional ao talento de seus integrantes, que emplacaram vários hits e venderam milhões de discos nesse período.

Guns N' Roses - Mais Novidades

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em entrevista ao podcast de Mitch Lafon, transcrita pelo Ultimate Guitar, o empresário Doc McGhee fez alguns comentários sobre o dilema do Guns N' Roses em seus primeiros anos. A banda vivenciou seu auge em popularidade ao mesmo tempo de sua decadência pessoal, com integrantes viciados em drogas e diversos problemas internos.

McGhee, vale destacar, trabalhou brevemente com o Guns N' Roses em outros tempos, entre 2010 e 2011. Apesar disso, o empresário conhece os músicos desde os anos 80 e gerenciou bandas de estilos semelhantes naqueles tempos, como o Mötley Crüe - para quem o Guns abria shows no início - e o Bon Jovi.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"A banda em si tinha ótimos caras. É toda a m*rda no entorno que deixa tudo difícil. Axl (Rose, vocalista) é um garoto muito, muito inteligente e musical, além de ter um grande coração e ser muito generoso. Porém, ele nunca teve a chance de ser realmente o que desejava ser. Foi o que entendi dele", afirmou.

O manager destacou que o Guns N' Roses tinha muitas questões a serem resolvidas em seu gerenciamento. "Eles sempre quiseram se autogerenciar, mas não dava. Estive com Duff (McKagan, baixista) na Alemanha, eu estava com o Skid Row, que tocava com o Guns, e o cara que cuidava dele teve que dar uma cabeçada nele, pois ele estava fora de controle. Foi levado ao hospital e testou positivo para 27 drogas diferentes", disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Apesar disso, Doc McGhee aponta que a banda era muito talentosa. "Eles fizeram grandes álbuns. 'Appetite for Destruction' (1987) é o tipo de disco que ninguém conseguirá repetir. Foi uma daquelas situações em que as estrelas se alinharam e os caras chegaram para fazer aquilo. Axl nem seria o vocalista lá no começo, ele era tecladista e Izzy (Stradlin, guitarrista) disse para ele cantar, pois eles haviam perdido o vocalista", declarou.

Ainda durante o bate-papo, o empresário, que hoje trabalha com o Kiss, relembrou que o Guns N' Roses surgiu "do nada" e conquistou o mundo - e foi aí o "começo do fim". "Quando é divertido, você ainda está dormindo no chão, compondo suas primeiras músicas, envolvendo-se de maneira emocional com a música - como deve ser. Quando a grana começa a entrar, f*de tudo. Entra namorada, esposa, mãe, pai, advogado, empresário - todos os gênios que não estavam lá quando você não tinha nada", concluiu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A entrevista completa pode ser ouvida, em inglês e sem legendas, no player de vídeo a seguir.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - WHIP
Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | Alex Juarez Muller | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Geraldo Fonseca | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.
Mais matérias de Igor Miranda.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS