RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemTodos os rockstars que já recusaram ser condecorados pela rainha Elizabeth II

imagemO hit de Cazuza feito durante internação e que seria indireta para affair Ney Matogrosso

imagemAxl e o pequeno gesto com Slash comprovando que as tretas do passado ficaram pra trás

imagemManeskin e o grande temor que Gastão Moreira tem em relação à banda

imagem"Hi Regis, I'm Paul!": o dia em que Paul McCartney ligou para Regis Tadeu

imagemO protagonismo do Sepultura em relação a Anitta, segundo João Gordo

imagemMembro do Guns N' Roses vai na Galeria do Rock de SP e compra camiseta oficial

imagemRenato Russo tentava boicotar Legião marcando show em dia de jogo na copa de 1994

imagemBob Dylan revela como conhecer seu maior ídolo o fez deixar de venerar pessoas

imagemArnaldo explica por que saía do palco quando Titãs tocava hit de "Cabeça Dinossauro"

imagemA surpreendente música do Metallica que Trujillo mostraria para quem não conhece a banda

imagemPor que Casagrande precisou de escolta de psicóloga para participar de programa de Gordo?

imagemBlack Sabbath: 4 obscuras influências musicais da formação original

imagemRitchie Blackmore em 2018: "Eu gostaria de fazer um show com o Deep Purple"

imagemO motivo pelo qual Pete Townshend disse se arrepender de integrar o The Who


NFL Steve Harris

Nervosa: "é difícil ser músico de rock/metal no Brasil, um país muito católico"

Por Igor Miranda
Em 22/01/21

A guitarrista Prika Amaral, da Nervosa, refletiu sobre os desafios de se trabalhar com música, especialmente com rock e heavy metal, no Brasil. Em entrevista ao Consequence of Sound, Prika destacou que é difícil atuar nesse segmento em terras tupiniquins devido ao fato da população brasileira ser muito católica.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Inicialmente, a musicista mencionou que o Brasil é um país "muito rico e muito pobre ao mesmo tempo". "Vivemos com a miséria, que é muito comum no Brasil, e com a beleza. Temos um clima lindo, praias, muita natureza no Brasil, mas somos um dos países mais violentos do mundo, com muito tráfico de drogas", afirmou.

Prika relembrou de duas ocasiões, ocorridas há alguns anos, em que foi vítima do crime no Brasil. "Colocaram uma arma no meu rosto e o cara levou minha moto. Uma arma nas minhas costas e levaram minha carteira. Infelizmente, é muito comum. Todas essas situações fazem sentir que seja necessário falar sobre isso nas músicas, para mostrar a todos que precisamos fazer algo para mudar as nossas vidas aqui", disse.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em seguida, a única remanescente das formações anteriores da Nervosa refletiu sobre trabalhar com música no país. "Ser músico no Brasil, especialmente nas cenas de rock ou metal, é muito difícil, pois nosso país é muito católico e o rock, não só o metal, é completamente negado. O rock não aparece na TV ou nas rádios - temos nossa própria rádio e canais de YouTube por causa da intenret", comentou.

Mesmo com tantas dificuldades, a cena metal brasileira é "muito forte mesmo com a mídia negando tudo sobre rock e metal", de acordo com Prika. "Por outro lado, quando fazemos turnês nos Estados Unidos e na Europa, o dinheiro que ganhamos lá vale muito no Brasil, então, isso torna possível trabalhar com música e isso nos ajuda bastante", declarou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Integrantes latinas?

Os problemas vivenciados não só no Brasil, como na América Latina, impediram que Prika Amaral encontrasse latinas para se juntar à Nervosa. A espanhola Diva Satanica (vocal), a italiana Mia Wallace (baixo) e a grega Eleni Nota (bateria) ocuparam as vagas deixadas pelas brasileiras Fernanda Lira e Luana Dametto no início de 2020.

"Na América Latina, há um crescimento de cantoras em comparação a outras regiões, mas tudo é muito difícil por aqui. Quando eu buscava integrantes para a nova formação da Nervosa, eu procurei por musicistas latinas, mas por estarmos em uma região pobre, muitas vezes elas têm de trabalhar, não dá para largar tudo para trás pela música e ir para o outro lado do mundo e ficar a quilômetros de distância. Consegui muitas garotas da América Latina, mas na decisão final, precisei considerar muitas coisas", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

O legítimo motivo que quase fez Fernanda Lira desistir de sair da Nervosa

Nervosa: Nanu Villalba fala da expectativa para a turnê latino-americana

Os 3 motivos que levaram Prika a decidir não cantar no último disco da Nervosa

Nervosa troca baixista temporariamente e Prika desabafa: "Não foi por briga"

A estratégia de Prika Amaral para afastar vontade de estar em outros projetos

A opinião de Prika Amaral (Nervosa) sobre o jornalista Regis Tadeu

Prika revela origem do nome Nervosa e explica por que nome anterior não agradava

Prika revela que pensa em ter duas guitarristas na Nervosa, mas detalhe ainda impede

A opinião de Prika Amaral sobre o ídolo Rob Halford

O curioso motivo que levou Nervosa a ser acusada de "machismo inverso"

A inesperada reação do pai de Prika Amaral após filha mostrar interesse em tocar violão

Prika Amaral sobre eleições: "Reconheçam o erro e votem melhor"

Nervosa e Crypta tocarão juntas abrindo para Behemoth e Arch Enemy em São Paulo

Nanu Villalba é efetivada como baterista da banda Nervosa

A inteligente estratégia de Prika para não perder gravadora na ruptura da Nervosa

Nervosa: Prika Amaral toca os seus riffs preferidos na guitarra (vídeo)

Lista: dez grandes bandas de heavy metal que surgiram no Brasil - Parte 1

A opinião de Diva Satanica, da Nervosa, sobre Tatiana Shmailyuk do Jinjer

Ultimate Classic Rock: os 100 maiores clássicos do rock

Supergrupos: Os melhores e piores na opinião da Metal Hammer


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.