Matérias Mais Lidas

Dio: o dia em que tomou bolo da Mtv e foi tomar sopa em churrascaria no BrasilDio: o dia em que tomou bolo da Mtv e foi tomar sopa em churrascaria no Brasil

Possessed: após 30 anos em cadeira de rodas, Jeff Becerra volta a andarPossessed: após 30 anos em cadeira de rodas, Jeff Becerra volta a andar

Iron Maiden: Nicko diz a reação da banda quando um produtor fala que uma música é longaIron Maiden: Nicko diz a reação da banda quando um produtor fala que uma música é longa

Guns N' Roses: Axl Rose culpa intoxicação alimentar por performance ruim em ChicagoGuns N' Roses: Axl Rose culpa intoxicação alimentar por performance ruim em Chicago

Raimundos: por que Rodolfo não queria gravar Selim e como foi convencido do contrárioRaimundos: por que Rodolfo não queria gravar "Selim" e como foi convencido do contrário

Lista: 5 álbuns de metal que serão lançados em outubro e merecem sua atençãoLista: 5 álbuns de metal que serão lançados em outubro e merecem sua atenção

Kirk Hammett: ele descreve com detalhes briga de Axl Rose e Kurt Cobain no VMA 1992Kirk Hammett: ele descreve com detalhes briga de Axl Rose e Kurt Cobain no VMA 1992

Judas Priest: confira show em Michigan cheio de raridadesJudas Priest: confira show em Michigan cheio de raridades

Metallica: por que The Blacklist foi gravado por artistas de tantos estilos?Metallica: por que "The Blacklist" foi gravado por artistas de tantos estilos?

Freddie Mercury: um relato detalhado sobre as suas últimas horasFreddie Mercury: um relato detalhado sobre as suas últimas horas

Rush: como eles dividiam grana das composições e como eram os egos, segundo Geddy LeeRush: como eles dividiam grana das composições e como eram os egos, segundo Geddy Lee

Soulfly: Marc critica inatividade na pandemia; poderiam ter feito como o SepulturaSoulfly: Marc critica inatividade na pandemia; "poderiam ter feito como o Sepultura"

Matanza: do dinheiro ao cansaço, Jimmy London conta por que a banda acabouMatanza: do dinheiro ao cansaço, Jimmy London conta por que a banda acabou

Metallica: Hetfield reage a torcida que cantou Enter Sandman e distorceu sismógrafoMetallica: Hetfield reage a torcida que cantou Enter Sandman e distorceu sismógrafo

Sepultura: quando Steve Vai ficou travado ao tentar tocar Roots Bloody RootsSepultura: quando Steve Vai ficou travado ao tentar tocar "Roots Bloody Roots"


Tunecore 2

Rick Bonadio: produtor critica funk brasileiro no Grammy, é detonado e se retrata

Por Igor Miranda
Em 15/03/21

Rick Bonadio, produtor musical que já trabalhou com Charlie Brown Jr, Mamonas Assassinas, Los Hermanos, Titãs e NX Zero, chamou atenção nas redes sociais ao criticar o funk brasileiro. O comentário foi feito após as rappers Cardi B e Megan Thee Stallion tocarem uma versão funk da música "WAP", feita pelo DJ carioca Pedro Sampaio, no Grammy 2021.

Em uma publicação no Twitter, que acabou removida em meio às críticas recebidas, Bonadio comentou que o Brasil "exportou" outros artistas no passado que, em sua visão, seriam melhores que os representantes do funk. O profissional de estúdio também lamentou o teor sexual das músicas do estilo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Já exportamos Bossa Nova, já exportamos Samba Rock, Jobim, Ben Jor. Até Roberto Carlos. Mas o barulho que fazem por causa de 15 segundos de Funk na apresentação da Cardi B me deixa com vergonha. Precisamos exportar música boa e não esse 'fica de quatro'", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A fala de Rick Bonadio rendeu críticas. "Rick Bonadio, produtor de clássicos como 'me passaram a mão na bunda e ainda não comi ninguém' reclamando do verso "fica de quatro, tá bom", afirmou um internauta, citando "Vira-Vira", dos Mamonas Assassinas. "Isso é mais uma opinião racista sobre o funk dissimulada sobre qualidade e erudição musical", disse outro. "o sonho era ter exportado o álbum do ET e Rodolfo que produziu, né?", comentou mais um.

O nome do profissional de estúdio também entrou nos trending topics (assuntos mais comentados) do Twitter, com mais críticas. "O Rick Bonadio critica o funk não por não gostar e sim porque é um gênero musical que quebrou totalmente os negócios dele e tomou a fatia do mercado que ele dominava há anos", declarou um internauta. "Receber crítica de um produtor musical cafona, retrógrado e ultrapassado como Rick Bonadio deve ser considerado elogio", disse outro. "No mínimo contraditório o Rick Bonadio criticar o trecho 'fica de 4', enquanto ele produziu 'depois de uma semana ela voltou pra casa, toda arregaçada, não podia nem sentar' e 'toda vez que eu lembro de você, me dá vontade de bater, te espancar'", apontou um terceiro.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Diante disso, o produtor apagou a postagem e se explicou em outros tweets. "Não tenho nenhuma intenção de criar polêmica, muito menos desmerecer o trabalho de ninguém. Espero que evoluam e entendam as críticas. Só aplauso pode ser alienação", declarou, em uma publicação seguinte.

Ele continuou: "Eu sinto a necessidade de criticar algumas situações porque vejo uma alienação generalizada. O funk precisa evoluir. Os funkeiros precisam ousar, evoluir musicalmente para crescer. Não se pode fazer o mesmo sempre porque isso dá certo. Meu post anterior não teve a intenção destrutiva".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por fim, Rick pediu desculpas pela postagem que gerou controvérsia. "Não dá pra aceitar que sempre a mesma batida com letras de putaria seja algo necessário ou a 'cultura do país'. De qualquer forma eu respeito todos do funk por suas batalhas e vitórias. Desculpem se ofendi, nunca é minha intenção. O que eu espero é que ao fazer sucesso, o funkeiro busque melhorar, estudar música, letra e crescer musicalmente para então tornar o gênero crossover definitivamente, mas com qualidade", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Rick Bonadio: O rock vai voltar a fazer sucesso? A opinião do produtorRick Bonadio
O rock vai voltar a fazer sucesso? A opinião do produtor

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Iron Maiden: Fã em cadeira de rodas emociona Bruce em Belo HorizonteIron Maiden
Fã em cadeira de rodas emociona Bruce em Belo Horizonte

Dead Fish: A proposta mais indecente que a banda já recebeu pelo FacebookDead Fish
A proposta mais indecente que a banda já recebeu pelo Facebook


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.