Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagemAndreas Kisser conta quais os dez álbuns que mudaram a sua vida

imagemAlice Cooper diz que em sua equipe "todo mundo é tratado como a banda"

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemProdutor de "Temple of Shadows" conta problemas que teve com voz de Edu Falaschi

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"


Airbourne 2022

Ian Anderson: "Tony Iommi teria mudado radicalmente a música do Jethro Tull"

Por Zé Elias
Em 23/04/21

O líder do JETHRO TULL, Ian Anderson, disse que estava pronto para mudar a abordagem musical de sua banda se o então futuro guitarrista do BLACK SABBATH, Tony Iommi, permanecesse.

Iommi havia se tornado recentemente um membro da banda EARTH antes de passar várias semanas com Anderson em 1968, e depois decidiu voltar atrás. Nunca gravou com o JETHRO TULL, mas fez parte da formação vista no filme "Rock'n'Roll Circus" dos ROLLING STONES.

Ouça aqui a versão remasterizada em 2018 de "A Song for Jeffrey" tocada nesse evento.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em seguida, o JETHRO TULL começou a trabalhar no segundo álbum, "Stand Up", que começou a definir seu som progressivo. Mas na época, disse Anderson à Planet Rock, a banda estava longe de decidir qual direção tomar. "Fomos colocados no nicho das pequenas bandas de blues com a estranheza de ter uma flauta no meio. Com certeza teria sido muito diferente se Tony tivesse se tornado um membro permanente da banda, por causa de seu estilo musical ser outro."

Em seguida lhe foi perguntado "Você então não chamaria Tony de guitarrista de blues?" e Anderson disse: "Ele não fazia todos aqueles licks e não tocava esse tipo de coisa; era monotônico e era ótimo nisso. Na banda em que ele tocou, EARTH, que mais tarde se tornou BLACK SABBATH, a proposta era outra."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre o caso de Tony Iommi ter ficado, Ian Anderson admitiu honestamente: "Isso teria mudado radicalmente a forma como a música do JETHRO TULL teria evoluído. Teria mudado a maneira como escrevi as músicas do nosso segundo álbum, em 1969. Tony e eu concluímos que o formato das músicas que eu estava trabalhando não era a praia dele."
Anderson se lembra de Iommi como um "cara legal": "Eu me apaixonei por tocar guitarra quando o EARTH tocou com o JETHRO TULL em algum show da faculdade. Pensei: nossa, aquele cara pode ter algo a oferecer. E de fato, ele ofereceu isso ao mundo!"

FONTE: Rockol.it
https://www.rockol.it/news-721650/ian-anderson-jethro-tull-intervista-tony-iommi-black-sabbath

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metallica: perdendo o Grammy para o Jethro Tull e ganhando do Megadeth

Exodus: "Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary Holt


Sobre Zé Elias

José Elias da Silva Neto é paulista de Santo André, nasceu em 1965. Mora em Poços de Caldas, MG. É designer gráfico, baixista e palmeirense. O primeiro rock ouviu com 2 anos de idade, "Wooly Booly", de Sam the Sham and the Pharaos. Em 1972, foi apresentado ao "Machine Head" do Deep Purple e ao "Santana 3". Uns anos depois vieram a coletânea "1962-1966" dos Beatles e "No Mean City", do Nazareth. Aí virou mania. Quem tá sempre no player: Jethro Tull, Queen, Led Zeppelin, Genesis, Gentle Giant, Dixie Dregs, Emerson Lake & Palmer, Rush, Focus. E alguma coisa de jazz anos 30-40, música erudita, MPB. O que não lhe faz a cabeça: rock farofa, solos muito longos e metal muito zoeira.

Mais matérias de Zé Elias.