Matérias Mais Lidas

imagemCinco músicas que são covers, mas você certamente acha que são as versões originais

imagemOs únicos quatro assuntos das conversas nos EUA que enchiam saco de Fabio Lione

imagem"Ninguém imaginava que o Metallica seria maior que o Iron Maiden", diz Scott Ian

imagemO baterista que não tinha técnica alguma e é um dos favoritos do Regis Tadeu

imagemRock in Rio 1991, Maracanã lotado, e o Guns N' Roses ameaçou não subir ao palco...

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagemDave Mustaine diz que perdoa Ellefson, mas nunca mais fará música com o baixista

imagemAndreas Kisser pede doação de sangue para sua esposa Patricia

imagemSupla explica por que fala sempre misturando português com inglês

imagemAC/DC: Angus Young comenta a capa de "Highway to Hell" e a morte de Bon Scott

imagemNoel Gallagher sobre sua preferida do Pink Floyd: "Adoraria conhecer Roger Waters"

imagemDave Mustaine quis tirar foto com moça que usava vestido do Megadeth, mas...

imagemCopa do Mundo do Rock: uma banda de cada país que vai disputar a Copa do Catar

imagemJohn Frusciante responde qual foi o motivo de seu retorno ao Red Hot Chili Peppers

imagemTecladista dos Rolling Stones revela se Richards e Jagger se dão bem hoje em dia


In-Edit

Gary Moore: de Albert King, o melhor conselho sobre música que ele já recebeu

Por Igor Miranda
Fonte: Guitarload
Em 27/05/21

publicidade

É inegável: Gary Moore foi um dos guitarristas mais completos da história. A forma como o músico irlandês, falecido em 2011, transitou por diversos estilos, como rock, blues e jazz, quase sempre na linha de frente do processo de composição, evidencia sua versatilidade e genialidade.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Conforme publicado pela Guitarload, a gama de influências que construiu a personalidade do artista merece destaque. É evidente que Gary Moore estudou a obra não apenas de nomes mais tradicionais, como Eric Clapton e Jimi Hendrix, como, também, de músicos nem sempre lembrados entre os roqueiros "raiz", como o gênio do jazz Allan Holdsworth e o subestimado gênio do blues britânico Peter Green, do Fleetwood Mac.

Moore dizia que o melhor conselho que já recebeu com relação a musicalidade veio de um de seus ídolos, o gigante Albert King: deixar espaço para a música, sem preencher todas as lacunas com guitarra ou mesmo com barulho.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em antiga entrevista publicada pelo The Independent, ele cita: "Quando você cria o hábito de deixar espaço, você se torna um músico muito melhor. Se você tem um estilo expressivo e consegue expressar suas emoções por meio de sua guitarra, e tem um bom timbre, isso cria muita tensão para a audiência. Tem tudo a ver com a sensação. Se você tem o sentimento do blues, já é uma grande parte, mas você precisa dar espaço".

Sob esse conceito, nasceram algumas das composições mais elogiadas do guitarrista, como "Still Got the Blues", "Parisienne Walkways" e "Empty Rooms" – não por acaso, canções mais melódicas, que podem ser definidas como baladas. Todas elas apresentam transições que vão do solo mais marcante à base mais calma.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A edição 113 (maio de 2021) da revista Guitarload traz um especial sobre Gary Moore. O artigo analisa a carreira de Moore, aponta os principais equipamentos que o músico utilizou ao longo de sua trajetória e indica os melhores álbuns produzidos por ele. A revista pode ser lida de forma gratuita, mas por tempo limitado, no site oficial.

Outros conteúdos sobre guitarra e guitarristas podem ser acessados na Guitarload, site e revista online.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Os 20 maiores solos de guitarra de todos os tempos, segundo os leitores da Guitar PlayerOs 20 maiores solos de guitarra de todos os tempos, segundo os leitores da Guitar Player


Gary Moore: de Albert King, o melhor conselho sobre música que ele já recebeu

Ozzy Osbourne: Gary Moore era primeira opção de guitarrista para carreira solo


Garimpeiro das Galáxias: Beldades globais e sua paixão pelo rock


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.