Matérias Mais Lidas

imagemSlash explica porque o Guns N' Roses faz shows de 3 horas e meia

imagemGuns N' Roses cancela show na Escócia por razões médicas

imagemDave Mustaine perde a compostura e xinga membro da equipe do Judas Priest

imagemO mega sucesso do Led Zeppelin que era pra ser uma piada mas se tornou um hino

imagemGuitarrista original do Mercyful Fate solta os cachorros por ter ficado fora de reunião

imagemA banda de hard rock dos anos 1970 que é a queridinha de Xande de Pilares

imagem"Master Of Puppets" apareceu em comédia há 19 anos, muito antes de "Stranger Things"

imagemLed Zeppelin ou Pink Floyd, qual dos dois vendeu mais discos de estúdio?

imagem"Master Of Puppets" entra no top 30 global do Spotify depois de "Stranger Things"

imagemDave Mustaine rasga elogios e fala sobre amizade com Ice-T, vocalista do Body Count

imagemO que Lemmy Kilmister aprendeu trabalhando como roadie de Jimi Hendrix

imagemMetallica em "Stranger Things" deixa fãs preocupados com a "popularização" da banda

imagemAngra: vídeos e setlist de show celebrando "Rebirth" em SP, com convidada especial

imagemMorre Patricia Kisser, esposa do guitarrista Andreas Kisser

imagemAxl Rose teria sofrido ataque de ansiedade antes de show, diz jornal


Stamp

Red Hot Chili Peppers: morre o ator Blackie Dammett, pai do vocalista Anthony Kiedis

Por Igor Miranda
Em 13/05/21

Morreu aos 81 anos o ator Blackie Dammett, pai de Anthony Kiedis, vocalista do Red Hot Chili Peppers. A informação foi divulgada por meio de um grupo de Facebook que vinha atualizando fãs sobre o estado de saúde do artista, diagnosticado com demência há alguns anos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

De acordo com a publicação, Dammett faleceu na última quarta-feira (12). A causa não foi divulgada, mas imagina-se que esteja relacionada a seus recentes problemas de saúde. Até o momento, nem Anthony, nem a banda se manifestaram sobre o assunto.

"Blackie era um personagem extravagante, gigante, que abriu seu próprio caminho ao longo da vida. Sua vida certamente não era convencional - nem seu método de criação como pai - e teve altos e baixos, mas nos últimos anos ele encontrou seu lugar liderando a tribo de fãs do Red Hot Chili Peppers como presidente do fã-clube oficial", diz o texto da página.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A publicação completa: "Ele não apenas produziu a revista do fã-clube e organizou encontros, como também, muitas vezes, oferecia um aspecto pessoal com cartas individuais ou pequenas lembranças enviadas aos fãs. Blackie foi um elo incrível entre a banda e a base de fãs do Red Hot Chili Peppers, e desde que se afastou, fez muita falta, tendo deixado um grande vazio em seu rastro".

Blackie Dammett, cujo nome real era John Kiedis, teve diversos e discretos trabalhos como ator, incluindo filmes como "Máquina Mortífera" e séries como "Starsky & Hutch" e "Magnum, P.I.", entre outros. Nos bastidores do cenário de Hollywood, ele era conhecido por traficar drogas para várias celebridades, o que fez Anthony Kiedis ter contato com entorpecentes logo cedo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Também por intermédio do pai, Anthony, sob o nome artístico Cole Dammett, fez uma série de pequenos trabalhos para filmes e séries na década de 1970. Já famoso, nos anos 1990, o vocalista do Red Hot voltou a fazer participações cinematográficas, sempre influenciado pelo familiar.

Em seus últimos anos, Blackie desempenhou, conforme já mencionado, a função de presidente do fã-clube oficial do Red Hot Chili Peppers, mantendo contato com muitos fãs. Em 2013, lançou uma autobiografia chamada "Lords of the Sunset Strip".

Durante um show do Red Hot, no ano de 2017, Anthony Kiedis contou ao público que Blackie estava doente e iria falecer em breve. Apesar da criação conturbada, o vocalista era muito próximo do pai, que inspirou a composição de músicas como "Savior" e "The Hunter".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Red Hot Chili Peppers: Novas músicas são tão boas quanto antigas

Red Hot Chili Peppers: Chad Smith desabafa sobre seus vícios

Exodus: "Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary Holt


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.