Matérias Mais Lidas

imagemAndreas Kisser pede doação de sangue para sua esposa Patricia

imagemRock in Rio 1991, Maracanã lotado, e o Guns N' Roses ameaçou não subir ao palco...

imagemCinco músicas que são covers, mas você certamente acha que são as versões originais

imagemOs únicos quatro assuntos das conversas nos EUA que enchiam saco de Fabio Lione

imagemCopa do Mundo do Rock: uma banda de cada país que vai disputar a Copa do Catar

imagemO baterista que não tinha técnica alguma e é um dos favoritos do Regis Tadeu

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagem"Ninguém imaginava que o Metallica seria maior que o Iron Maiden", diz Scott Ian

imagemSupla explica por que fala sempre misturando português com inglês

imagemDave Mustaine diz que perdoa Ellefson, mas nunca mais fará música com o baixista

imagemJohn Frusciante responde qual foi o motivo de seu retorno ao Red Hot Chili Peppers

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que os headbangers idolatram 1986

imagemNovo clipe do Megadeth ultrapassa meio milhão de visualizações no Youtube

imagemOzzy Osbourne libera clipe da nova música "Patient Number 9", faixa do novo álbum

imagemRaimundos: Digão acusa Instagram de censura após poucas curtidas em post


Stamp

Ritchie Blackmore comenta o instrumental que lançou como homenagem a Jon Lord

Por André Garcia
Em 25/05/22

Um dos membros fundadores do Deep Purple, o tecladista John Lord foi um dos maiores do rock quando o assunto é o icônico órgão hammond. Além disso, ele foi também um dos pioneiros na introdução de elementos de música clássica no rock pesado.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Conforme publicado pela Guitar, seu ex-colega Ritchie Blackmore declarou que ele foi seu melhor amigo no Deep Purple. Tanto que foi tão tocado por seu falecimento que fez em sua homenagem a música instrumental "Carry On… Jon".

Ritchie Blackmore começou contando como conheceu Jon Lord: "Eu estava morando em Hamburgo quando recebi uma carta de Chris Curtis [baterista do The Searchers] dizendo: 'Vem para cá, estou precisando de você.' Eu fui para a Inglaterra e encontrei Chris, que visivelmente estava sob efeito de algum medicamento."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Conforme narrado pelo guitarrista, o diálogo entre eles foi o seguinte:

Ritchie Blackmore: Quem está nessa banda?

Chris Curtis: Jon Lord.

Ritchie Blackmore: Quem vai tocar baixo?

Chris Curtis: Eu.

Ritchie Blackmore: E quem vai tocar bateria?

Chris Curtis: Eu mesmo.

Ritchie Blackmore: Ah, é?

Chris Curtis: E eu vou tocar a guitarra principal também. Você vai fazer a segunda guitarra.

"Foi assim que formamos o Deep Purple", contou Blackmore. "[Eu e Jon] nos conhecemos, e os agentes acharam [Curtis] meio maluco. Quando nos encontramos, eu disse para Jon Lord: 'Chris Curtis… aquele cara é meio esquisito, né?', e ele respondeu: 'Sim.' John foi provavelmente meu melhor amigo na banda [Deep Purple]. Quando [ele] faleceu, aquilo me afetou mais do que eu imaginava que fosse. Tanto que escrevi a música 'Carry On… Jon'. Inclusive, é muito difícil tocar ela ao vivo sem ficar emocionado. Essa é para Jon."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Confira abaixo a faixa "Carry on… Jon":

Jon Lord fez parte do Deep Purple até 2002, quando saiu em carreira solo, e morreu uma década depois, no dia 16 de julho de 2012. No ano seguinte, Ritchie Blackmore deu uma entrevista para a NJ com Candice Night para promover o álbum "Dancer and the Moon" (2013), do Blackmore's Night. Nela, o guitarrista comentou a faixa "Carry On... Jon".

"Nós estávamos presos na nevasca: eu, o engenheiro [de som] e o produtor. Sem nada para fazer, eu disse: 'Tenho um instrumental vagamente finalizado. Vocês querem tentar?' Eu a escrevi no calor do momento, já tinha uma melodia bem melancólica, aí comecei a pensar sobre Jon. Pensei em talvez ter uma parte de órgão, como uma homenagem a ele. Pat Regan é um organista experiente. Eu o guiei em algumas coisas, como riffs e a forma que Jon tocava sincopado com a mão direita."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Então, foi uma ideia jogada na mesa que deu em alguma coisa. Foi um presente para Jon, minha forma de agradecer a ele por todos aqueles anos. É difícil falar quando alguém me pergunta o que eu achava do Jon, eu prefiro tocar uma canção. Nós não teríamos feito [a música] se não tivesse sido pela neve. Talvez Jon tenha causado a nevasca...", concluiu.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

In-Edit


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Michael Schenker: por que ele não aceitou entrar no Deep Purple, Motorhead e Ozzy?


Sobre André Garcia

Sou redator e tradutor freelancer e escritor, autor do livro de contos Liber IMP. Ouço rock desde pequeno, leio coisas sobre bandas desde sempre e escrevo sobre ela já tem anos. Cresci como fã de Iron Maiden e paladino do rock, mas já me tratei. Hoje sou fã de nomes como Beatles, David Bowie, The Cure, Kraftwerk e Velvet Underground, e de cenas como a Londres psicodélica, a Nova Iorque proto-punk e a Manchester pós-punk. Escrevo notas e notícias rápidas para o Whiplash.Net visando compartilhar conteúdo relevante sobre música e cultura pop.

Mais matérias de André Garcia.