Matérias Mais Lidas

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagemIggor Cavalera diz que reunião da formação clássica do Sepultura seria incrível, mas...

imagemDave Mustaine, eufórico, compara James LoMenzo com Cliff Burton

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagemNovo clipe do Megadeth foi filmado no litoral de São Paulo, veja fotos

imagemQuando Jimi Hendrix chamou Eric Clapton para subir no palco e afinar sua guitarra

imagemQuando Fiuk achou que iria apanhar do Chorão, do Charlie Brown Jr.

imagemJoão Gordo diz que não torce pela seleção brasileira de futebol

imagemTravis Barker, do Blink-182, é hospitalizado às pressas e filha pede orações

imagemCuecão de couro: Rob Halford posa com suas "great balls of fire" em camarim

imagemCinco nomes do heavy metal que já gravaram músicas do ABBA

imagemVeja diz que David Coverdale só passa vergonha nas redes sociais

imagemKerry King explica por que não assumiu o posto de guitarrista do Megadeth


Ego Kill Talent e o tratamento recebido do Metallica na turnê pelo Brasil

Por Bruce William
Em 15/06/22

Jean Dolabella, baterista e guitarrista do Ego Kill Talent, disse durante participação no podcast ibagenscast, conduzido por Manoel Santos, que abrir para o Metallica na turnê brasileira de 2022 foi uma "mistura bizarra de sentimentos" principalmente por causa da pandemia, que deixou todo mundo parado por cerca de dois anos: "O mundo inteiro puxou o freio de mão, e na área do entretenimento foi muito bizarro o que aconteceu com a gente, o entretenimento depende da aglomeração, mas não podia ter nada, não podia realizar eventos, daí teve todo aquele lance de fazer Live, de tentar se posicionar online, toda aquela parada essa movimentação toda, mais claro, obviamente não é a mesma coisa(...)banda de rock precisa de palco, precisa estar tocando, então foi frustrante para todo mundo".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Lucca Miranda - divulgação
Lucca Miranda - divulgação

"E junta isso tudo com a coisa de fazer quatro shows em estádio com a maior banda de rock do planeta, então a parada foi muito intensa", prossegue Jean, explicando que a Ego Kill Talent se preparou bastante para isto e ficou satisfeita com o resultado. "Foi tudo muito, muito acima das nossas expectativas, foi tudo muito positivo, muito bom, e acima disso tudo ainda a gente teve um contato muito foda com o Metallica".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Jean fala então sobre o tratamento que o Metallica dispensa às outras bandas: "É interessante pensar assim, pois de uma banda tão grande você esperaria uma certa distância, é normal, a gente já tocou várias vezes em festival desses gigantes com bandas muito grandes, então é normal você manter uma certa distância. Mas a gente foi sempre muito bem tratado desde o começo, a gente se sentiu em casa, eles fizeram questão de deixar a gente assim, não só a gente como o Greta (Van Fleet), também. Quer queira ou não o Greta também é uma grande banda, tá no lugar muito foda, e é uma banda que, tipo o mais velho deve ter 23 anos de idade (risos), mas eles estão num momento muito bom, estão grandes".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Foi bem surpreendente o quão familiar estava a vibe de 'todo mundo em casa'", diz Jean um pouco mais adiante. "Mas eu estou colocando em contraponto que a gente sempre agiu de forma muito profissional, a gente sempre encarou isso de um jeito muito sério. O que estou querendo dizer é que a banda de abertura normalmente é um problema, porque eles vão tocar na frente, tem o equipamento deles, as coisas deles. Então para um show que vai dar sold-out, que vai ser grande de qualquer jeito, ter uma banda de abertura é um problema. A gente entrou ali sabendo disso, a gente já fez isso várias vezes, a gente já teve a experiência de ter bandas abrindo o nosso show, assim como a gente já teve a experiência de abrir shows de bandas muito grandes. A gente fez uma turnê com o Foo Fighters há alguns anos atrás que também foi dessa magnitude, de estádios, então a gente entende muito bem e se coloca no lugar deles, a gente foi super extremamente profissional de estar sempre na hora certa, usar os tempos que a gente tinha para as coisas que tinha que fazer, a montagem, a passagem de som, tudo muito direitinho, a equipe muito bem informada, tudo muito bem costurado".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Então ele fala sobre o episódio do presente que a banda deu para o baterista Lars Ulrich: "Mas enfim, todo o negócio foi muito especial assim, com todo este trabalho e tudo mais, a gente se sentiu em casa, eles fizeram questão de deixar a gente bem à vontade, e rolou esta aproximação natural. Se não me engano foi no segundo show, no show de Curitiba, eu estava colocando a calça que eu ia tocar, era tipo quatro da tarde, estava na concentração do shows, os nossos eram às seis e meia. E aí o Lars entrou no camarim (risos). Daí todo mundo fica tipo 'como lidar com esta parada', ao mesmo tempo extremamente empolgado com a grandiosidade que isto representa, alguém como o Lars, representando a banda, entrando no camarim e perguntando se estava tudo bem, se a gente estava sendo bem tratado, já foi de cara um choque. E foi muito foda porque rolou uma conexão real, uma conexão de banda mesmo".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Jean então teoriza com base no que leu em biografias do Metallica que Lars "jogou duro" pra fazer o negócio acontecer, pra estar na maior banda do mundo, e por causa disso ele tem esta conexão com a história dele quando ele entra no camarim de uma banda que está galgando seu espaço, ele se identifica com a situação da banda que está ali batalhando pra conquistar seu lugar ao sol. "Então rolou este engajamento massa entre a gente. E o Rafa, que é o outro baterista do Ego Kill Talent, é muito fã do Metallica, que é provavelmente a banda da vida dele" conta Jean, relatando que o Rafa e os outros caras da banda se conheceram numa loja de discos falando sobre o Metallica, e também falando de outras conexões dele com a banda de Lars & Cia.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Então o Rafa fez uma caixa de bateria, ele construiu uma caixa, ele foi atrás da lâmina de metal, da solda, da furação, ele construiu uma caixa de 14 por seis e meio de alumínio de 3 mm, uma sonzeira. Ele construiu ela para dar de presente para o Lars. E foi emocionante a parada, eu acho que o cara não esperava um presente assim, não é comum. E o Rafa contou pro Lars que ele é um dos principais motivos que ele toca bateria, foi muito emocionante. E na sequencia entra o James Hetfield, nem tinha dado tempo de assimilar a presença do Lars (risos), foi muito foda"(risos).

Este corte da entrevista de Jean ao podcast ibagenscast pode ser visto no vídeo a seguir.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A conversa na íntegra está disponível no player abaixo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Resenha - Ego Kill Talent (Estacionamento da Fiergs, Porto Alegre - RS, 05/05/2022)

Ego Kill Talent: Assista entrevista de Jean Dolabella ao Rock Mania (vídeo)

Jean Dolabella: os 10 melhores bateristas, na opinião do batera do Ego Kill Talent

Sepultura: Jean Dollabella fala de sua saída da banda

Exodus: "Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary Holt


Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William.