RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemTodos os rockstars que já recusaram ser condecorados pela rainha Elizabeth II

imagemO hit de Cazuza feito durante internação e que seria indireta para affair Ney Matogrosso

imagemManeskin e o grande temor que Gastão Moreira tem em relação à banda

imagemArnaldo explica por que saía do palco quando Titãs tocava hit de "Cabeça Dinossauro"

imagemAxl e o pequeno gesto com Slash comprovando que as tretas do passado ficaram pra trás

imagemO protagonismo do Sepultura em relação a Anitta, segundo João Gordo

imagem"Hi Regis, I'm Paul!": o dia em que Paul McCartney ligou para Regis Tadeu

imagemMembro do Guns N' Roses vai na Galeria do Rock de SP e compra camiseta oficial

imagemPor que Casagrande precisou de escolta de psicóloga para participar de programa de Gordo?

imagemBob Dylan revela como conhecer seu maior ídolo o fez deixar de venerar pessoas

imagemO revoltante motivo que fez gravadora não aceitar Jairo Guedz como baixista do Ministry

imagemRenato Russo tentava boicotar Legião marcando show em dia de jogo na copa de 1994

imagemA surpreendente música do Metallica que Trujillo mostraria para quem não conhece a banda

imagemO dia que Renato Russo colocou companheiro da Legião em saia justa após piti homérico

imagemRussos usam música do Slipknot e Abba como tortura, diz ex-prisioneiro


NFL Steve Harris

Journey: por que Arnel Pineda é diferente de todos os cantores que Neal Schon já viu

Por Igor Miranda
Postado em 23 de agosto de 2022

Atualmente, há dois tipos dominantes de fãs de Journey: aqueles que ainda sonham com a volta de Steve Perry aos vocais e os que aceitam e curtem o trabalho de Arnel Pineda, atual titular da função. Quem se encaixa na segunda opção certamente tem motivos para celebrar, já que a banda acabou de lançar seu terceiro álbum com o cantor, "Freedom", e retomou a atividade na estrada com uma turnê ao lado do Toto que já percorreu os Estados Unidos e pode vir em breve ao Brasil.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em entrevista a IgorMiranda.com.br (vídeo disponível no YouTube), o guitarrista Neal Schon refletiu sobre a longevidade do trabalho com Arnel Pineda no Journey. O guitarrista foi convidado a refletir não apenas sobre a atuação do cantor em "Freedom", como também nos últimos 15 anos em que é parceiro do artista filipino.

Inicialmente, ele relembrou como a aposta em Arnel, encontrado a partir de vídeos no YouTube em tempos onde o lado multimidiático da internet ainda engatinhava, acabou dando certo em meio a tanta desconfiança. "Arnel é uma joia. Ele é mais incrível agora do que ele era quando o encontrei pela primeira vez em Manila, 15 anos atrás. Ele era sem-teto, estava na miséria. Eu estava procurando um novo cantor pro Journey e escolhi o YouTube para procurar o mundo todo. Quando ouvi a voz dele, sabia que era aquilo. Sem pensar duas vezes. Me acertou no coração. Sabia que ele era capaz. Mantive essa postura, apesar de muita resistência de dentro da banda e dos empresários. Todos achavam que eu era louco. Então a gente o trouxe pros EUA e ele provou que eu estava certo de novo", disse.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Na sequência, Schon apontou que Pineda é diferente de todos os cantores que já viu por ele ser um "camaleão". O termo foi usado pelo vocalista ser capaz de se adaptar a diferentes cenários com maestria, seja ao reproduzir os timbres de um gigante como Steve Perry ou dar um pouco de tempero próprio à sua performance.

"Outro dia fizemos um show e ele estava fenomenal o tempo inteiro. Soa como um disco toda noite. Ele está muito empolgado com a nossa nova direção, porque deixa ele mostrar o quão criativo ele consegue ser sem precisar emular nossos outros álbuns – o que é um requerimento pra qualquer vocalista entrando no Journey. É isso ou jogar fora todos os hits que temos. O que fazer? Começar do zero de novo? Não faz sentido. Então quando encontrei Arnel, sabia ter encontrado um camaleão, como nenhum outro cantor que eu havia visto. Ele é incrível. Adoro ele, ele é um guerreiro de verdade", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Arnel Pineda e um "grande produtor de vocais"

Ainda durante a entrevista, Neal Schon falou sobre a performance de Arnel Pineda em "Freedom". O novo álbum do Journey, que já está disponível nas plataformas digitais via BMG, foi produzido pelo próprio guitarrista em parceria com o baterista Narada Michael Walden, que conduziu as gravações de vocal diretamente com Pineda.

"Deixei Narada e ele sozinhos para trabalhar só os dois. Queria que Arnel se sentisse confortável com Narada, porque eu sabia o quão bom ele havia sido com vocalistas no passado. Achei que seria a primeira vez que Arnel teria a oportunidade de trabalhar com um grande produtor de vocais como Narada Michael Walden, que já trabalhou com Whitney Houston, Mariah Carey, Aretha Franklin e muitos outros gigantes. Deixei ele em paz. Vi que menos era mais. E quando ouvi o resultado, achei fenomenal", concluiu.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A entrevista completa com Neal Schon pode ser assistida no player de vídeo a seguir, com legendas em português. O guitarrista compartilhou mais detalhes a respeito de "Freedom" e indicou que Journey e Toto pretendem vir ao Brasil com sua turnê conjunta.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Journey: por que Arnel Pineda é diferente de todos os cantores que Neal Schon já viu

Por que o Journey só veio uma vez ao Brasil? Eles voltam com o Toto? Schon responde

Steve Perry revela o motivo ter recusado substituir Dave Lee Roth no Van Halen

O clássico de hard rock que também aparece em Stranger Things

Sem ter o que fazer, guitarrista do Journey comprou 150 guitarras durante a pandemia

Steve Perry: Suas 5 maiores músicas pós-Journey, pela Rock Pasta

Força, foco e fé: cinco músicas que poderiam ser trilha de palestras motivacionais

Mundo AOR: dicas de álbuns do gênero para se ouvir

Van Halen: o constrangedor encontro de Eddie com o Nirvana

A importância da revista Playboy na vida de alguns rockstars


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.