RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemZelador viraliza após incrível semelhança com voz de Steve Perry em "Don't Stop Believin'"

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemTony Iommi conta quais são os riffs preferidos que ele escreveu

imagemOs 20 melhores álbuns lançados em 1993, segundo a Revolver Magazine

imagemEloy Casagrande repete o feito sendo eleito melhor baterista de metal do mundo

imagemO último grande álbum clássico do rock, segundo André Barcinski

imagemEm disputa acirrada, fãs batem recorde e elegem melhores discos de metal de 2022

imagemA atitude ousada da Legião Urbana ao peitar Globo e Faustão no meio de uma grande crise

imagemFernanda Lira revela favoritos e histórias de bastidores com bandas do Summer Breeze

imagemBrian May diz que adoraria trabalhar com ícone dos anos 2000; "Ela é a melhor"

imagemMoita: O fã de heavy metal no Brasil é muito melhor atendido que o fã de música pop

imagemO motivo nada musical que fez Bruce Dickinson querer se juntar aos hippies

imagemEstrela pop sueca causa polêmica por usar vestido com arte da banda Burzum

imagemLinkin Park inicia contagem regressiva misteriosa nas redes sociais e fãs especulam


Summer Breeze

Robert Fripp sobre o King Crimson: "Não éramos pagos para cair na estrada"

Por André Garcia
Postado em 17 de outubro de 2022

Com "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band" e "The Piper at the Gates of Dawn", ambos de 1967, Beatles e Pink Floyd expandiram os horizontes musicais e estéticos do rock. Aquilo acabou dando origem ao rock progressivo, por ter influenciado o surgimento de bandas como Yes, Genesis, e King Crimson.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

King Crimson foi formado em 1968 pelo guitarrista Robert Fripp para fazer tudo que ele não conseguia em outras bandas, e misturar todas as suas vastas influências musicais. Dessa forma, já em seu álbum de estreia, "In the Court of the Crimson King", surpreendeu com suas experimentações sonoras e elementos de música clássica e jazz.

Com o passar dos anos (e das décadas), sempre girando em torno de seu idealizador, a banda se tornou um dos mais respeitados nomes do progressivo. Entretanto, ao contrário do Pink Floyd, Genesis e Yes, King Crimson jamais foi de quebrar recordes de vendas e lotar estádios pelo mundo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em trecho de entrevista compartilhado no YouTube pelo canal Pedal Pawn, Robert Fripp revelou que os integrantes não recebiam para sair em turnê.

"Não éramos sequer pagos para cair na estrada. O orçamento era nulo para salários! O orçamento para salários era zero — aquilo nem sequer estava no orçamento. Então o King Crimson, se o que você queria era ficar rico e famoso, não era lá uma das melhores bandas."

"Por outro lado, você tinha a oportunidade de experimentar uma forma de viver sua vida tocando instrumento e trabalhando com outros músicos e se apresentando para outras pessoas. [A banda] apresentava uma oportunidade que você não recebia seguindo o manual."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Se a pergunta for 'Como era?', a resposta é: 'real'", concluiu.

A liberdade e integridade artística e criativa de tocar ao lado de Robert Fripp no King Crimson é algo que já interessou a muitos músicos — afinal de contas, a lista de ex-integrantes da banda é imensa.

Atualmente, a banda está inativa, enquanto Robert Fripp tem sido mais conhecido na internet pelos inusitados vídeos caseiros musicais que faz com Toyah Willcox, com quem é casado desde 1986. Confira abaixo eles tocando "Chop Suey", do System of a Down:

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Mike Portnoy: os dez melhores discos de rock progressivo


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre André Garcia

Sou redator e tradutor freelancer e escritor, autor do livro de contos Liber IMP. Ouço rock desde pequeno, leio coisas sobre bandas desde sempre e escrevo sobre ela já tem anos. Cresci como fã de Iron Maiden e paladino do rock, mas já me tratei. Hoje sou fã de nomes como Beatles, David Bowie, The Cure, Kraftwerk e Velvet Underground, e de cenas como a Londres psicodélica, a Nova Iorque proto-punk e a Manchester pós-punk. Escrevo notas e notícias rápidas para o Whiplash.Net visando compartilhar conteúdo relevante sobre música e cultura pop.
Mais matérias de André Garcia.