RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemO grande amor de Renato Russo que durou pouco mas marcou sua vida para sempre

imagemA inesperada banda brasileira que não sai dos ouvidos de Jeff Scott Soto

imagemMax Cavalera escolhe seus álbuns "não metal" preferidos

imagemManowar no Brasil? Banda posta bandeira brasileira e fãs ficam empolgados

imagemOzzy Osbourne aparece em público pela primeira vez após anunciar aposentadoria das turnês

imagemA inesperada opinião de Bell Marques (ex-Chiclete com Banana) sobre o rock progressivo

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemJoe Satriani revela o guitarrista que ele ouve e diz: "Eu jamais alcançarei isso!"

imagemThiago Bianchi explica sucessão de problemas durante show de Paul Di'Anno

imagemO dia que João Gordo xingou Ayrton Senna por piloto se recusar a dar entrevista a ele

imagemO clássico da banda Evanescence que a vocalista Amy Lee odiava

imagemA nostálgica canção de Raul Seixas que propõe abolir a divisão entre o bem e o mal

imagemO dia que Renato Russo ateou fogo em clínica de reabilitação por motivo banal

imagemRamones: C.J. conta que Johnny se recusou a visitar Joey em seu leito de morte

imagemA icônica reportagem de Glória Maria em que Raul Seixas disse que foi atropelado por onda


Exilio Angel

Rob Halford reflete o que o motiva a seguir em frente após 50 anos de carreira

Por André Garcia
Postado em 14 de outubro de 2022

O Judas Priest, assim como o Black Sabbath, foi formado em Birmingham no finalzinho da década de 60, no entanto, demorou bem mais para fazer sucesso que Ozzy e companhia: apenas em 1973 Rob Halford fez seu primeiro show com a banda, e apenas no ano seguinte lançou seu frustrado álbum de estreia, "Rocka Rolla".

Foto: Capa da Biografia Confess
Foto: Capa da Biografia Confess

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Apesar de ter começado de vagar, a banda foi conquistando seus fãs aos poucos, e gradualmente subiu os degraus do sucesso até estourar no começo dos anos 80. Na ativa até hoje, o Judas Priest é amplamente considerado um dos maiores e mais influentes nomes do heavy metal.

Em entrevista para a The Pit, o Metal God refletiu sobre o que ainda o motiva a seguir em frente, após meio século de carreira, onde conquistou tudo que podia ser conquistado — e mais um pouco.

The Pit: A essa altura, o Judas Priest já lançou 18 álbuns de estúdio e você já tem 50 anos de estrada. Desde o começo de sua carreira, passando pela metade dela até agora, o que te motiva? O que te move e inspira a essa paixão artística por meio século?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Rob Halford: Não dá para desligar. Acho que é simplesmente parte do que você é enquanto pessoa, esse almejar. Você almeja possibilidades inesgotáveis. É impossível parar, sabe, isso pode acabar com a sua vida. Às vezes eu acordo no meio da noite com uma música na cabeça. É bizarro! Você realmente tem que compreender aquilo e tentar fazer sentido para as pessoas. É a forma como seu cérebro trabalha, você não está ficando maluco.

Simplesmente a música está tão enraizada em você que o desejo de seguir se expressando criativamente é incontrolável. Sou muito grato por ainda estar em posse disso, porque é algo que pode ser facilmente perdido. É muito fácil você dar um passo em falso e perder a perspectiva.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quando penso no Priest agora, eu penso na coisa como todo. Eu penso naquele primeiro dia que entramos no estúdio em Londres — o Island Studios. [Era] um dia quente de verão [quando] começamos a gravar nosso primeiro álbum de todos. Eu lembro como se fosse ontem. Tudo aquilo está ligado ao que estamos fazendo agora, sabe? Então a motivação, o comprometimento… a chama ainda está acesa.

Nós precisamos gravar mais um disco do Priest ou não? Não precisamos, mas fazemos porque isso é parte do que faz de nós o Judas Priest. E o fato de que quando encontramos nossos fãs, geralmente é para apresentar novas músicas do lançamento mais recente, algo que não temos feito no momento. Nós ainda estamos preparando a festa de aniversário de 50 anos. Então a próxima vez que você nos ver, será na próxima turnê mundial. Será para promover o novo disco do Priest. Então há muitos motivos [para seguir em frente], mas o principal é que nós respiramos e vivemos heavy metal.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre André Garcia

Sou redator e tradutor freelancer e escritor, autor do livro de contos Liber IMP. Ouço rock desde pequeno, leio coisas sobre bandas desde sempre e escrevo sobre ela já tem anos. Cresci como fã de Iron Maiden e paladino do rock, mas já me tratei. Hoje sou fã de nomes como Beatles, David Bowie, The Cure, Kraftwerk e Velvet Underground, e de cenas como a Londres psicodélica, a Nova Iorque proto-punk e a Manchester pós-punk. Escrevo notas e notícias rápidas para o Whiplash.Net visando compartilhar conteúdo relevante sobre música e cultura pop.
Mais matérias de André Garcia.