Matérias Mais Lidas


O show que arrancou lágrimas de Regis Tadeu de tão fã que ele é da banda

Por Bruce William
Postado em 25 de fevereiro de 2024

Durante corte da Live batizada "30 Melhores Músicas da Minha Vida em Debate", publicada pelo jornalista e crítico musical Regis Tadeu em seu canal do youtube, e nesta ocasião com a participação do empresário e produtor musical Paulo Baron e do jornalista Sérgio Martins, um internauta disse que uma música que o marcou foi "Epitaph", do King Crimson, e perguntou qual a opinião deles sobre a canção.

Regis Tadeu - Mais Novidades

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Epitaph" é a terceira faixa do álbum de estreia do King Crimson, "In the Court of the Crimson King", lançado em 1969. Ela foi escrita por Robert Fripp, Ian McDonald, Greg Lake e Michael Giles, com letras de Peter Sinfield, tendo ficado marcada pelo uso intenso do Mellotron e, assim como a pancada que abre o álbum, "21st Century Schizoid Man", ela traz na letra uma atmosfera meio distópica, meio que um espécie de protesto contra a Guerra Fria.

"Minha nossa senhora!", exclama Regis. "Quando o King Crimson veio fazer aquele show no Brasil - você estava naquele show, Sérgio?", pergunta, e ao receber uma resposta afirmativa de Sérgio prossegue: "Cara, fora de brincadeira, eu derramei lágrimas em pelo menos umas seis músicas ali", diz Regis, comentando depois que o show que ele assistiu - realizado no Espaço das Américas em São Paulo, cujos detalhes podem ser vistos aqui - foi diferente da segunda apresentação da banda em solo brasileiro, que aconteceu alguns dias mais tarde na edição de 2019 do Rock in Rio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mais adiante na conversa, onde debatem outros temas envolvendo o King Crimson, Regis diz sobre o "In the Court of the Crimson King": "Meus amigo e minha amiga, ouça esse disco na íntegra, do começo ao fim, de preferência com fones de ouvido, e a vida de vocês vai ficar muito melhor", enquanto exibe sua belíssima edição nacional de 1976 do álbum, com capa dupla (a primeira edição é capa simples, de 1972).

A Live completa pode ser vista no player abaixo. O trecho acima acontece por volta de 1 hora e 13 min.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Bruce William

Quando Socram chegou no Whiplash.net era tudo mato, JPA lhe entregou uma foice e disse "go ahead!". Usou vários nomes, chegou a hora do "verdadeiro". Nunca teve pretensão de se dizer jornalista, no máximo historiador do rock, já que é formado na área. Continua apaixonado por uma Fuchsbau, que fica mais linda a cada dia que passa ♥. Na foto com a Melody, que já virou estrelinha...
Mais matérias de Bruce William.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS