Rock e Metal: Algumas das melhores duplas de guitarristas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Gustavo Debastiani
Enviar correções  |  Comentários  | 

10. Eddie Ojeda & Jay Jay French (Twisted Sister)

1283 acessosIron Maiden: filme e álbum ao vivo sobre a turnê Book of Souls5000 acessosAnitta: "Eu era roqueira. Comecei no funk por destino."

Os guitarristas do Twisted Sister são, acima de tudo, esquecidos pela música. Sabemos que seu sucesso se deve total e exclusivamente aos anos 80. O que seria de I Wanna Rock sem o riff rápido e enérgico, o que seria de We’re Not Gonna Take It sem o solo estupendo de Ojeda, ou ainda o solo e riff dramáticos de The Price? Nada! Eddie e Jay Jay são muito desmerecidos pelo mundo da música atual, sendo que eles, nos anos 80, foram uma das principais bandas do cenário musical.

9. Kiko Loureiro & Rafael Bittencourt (Angra)

Veja a entrosação dos dois guitarristas do Angra na faixa Temple of Hate, do álbum Temple of Shadows. Ritmo rápido, solo elaborado e guitarras em perfeita sintonia, assim pode se descrever toda a amizade que as guitarras de Kiko e Rafael tem. Angra, como sabemos, é uma banda nova (em relação as outras da lista, que são dos anos 70 ou 80), mas não podemos negar toda a habilidade e destreza que estes “garotos” da música tem.

8. Wolf Hoffmann & Herman Frank (Accept)

Os dois atuais guitarristas do Accept também gravaram os álbuns Restless And Wild e Balls To The Wall juntos, como companheiros das seis cordas. Wolf e Herman têm muita afinidade, e conseguem colocar muito peso em suas composições. Prova disso é a música Teutonic Terror, gravada em 2010, presente no álbum Blood of The Nations. Herman foi a salvação do Accept, assim como Mark Tornillo. Herman, mesmo ficando pouco tempo no Accept dos anos 80, foi o companheiro de Hoffmann na fase mais famosa da banda.

7. Angus & Malcolm Young (AC/DC)

O que dizer dos guitarristas da família Young? Quem nunca escutou o riff destruidor de Back in Black, ou balançou a cabeça ouvindo Highway To Hell, ou ainda cantou junto com Bom Scott a clássica TNT. Sim, todos nós já fizemos isso, até mesmo quem não curte um bom e velho Rock n’ Roll. Podem dizer que o AC/DC é uma banda “modinha” atualmente, mas ninguém vai e nem pode tirar o legado que esses dois irmãos construíram.

6. Kirk Hammett & James Hetfield (Metallica)

Outra dupla muito criativa. Os solos rápidos de Kirk alinhados aos riffs matadores de Hetfield mostram toda a qualidade musical do Metallica. A criatividade de Hetfield não tem limites, e os magníficos solos de Kirk fazem com que nós peçamos incessantemente para que os mesmos continuem. Um ponto forte é que, desde o primeiro álbum, os guitarristas do Metallica nunca foram trocados, isso aumenta ainda mais a sintonia entre os dois.

5. Jeff Hanneman & Kerry King (Slayer)

É impossível dizer que o Slayer não possui uma das melhores duplas de guitarristas da história. Muito peso, letras “sinistras”, cozinha presente, são marcas registradas do Slayer, mas nada neles surpreende mais do que a dupla de guitarristas Jeff Hanneman e Kerry King.

4. Matthias Jabs & Rudolf Schenker (Scorpions)

Outra dupla bastante desvalorizada. Ninguém lembra dos riffs marcantes do Scorpions, seja nos anos 70 ou 80. O responsável pela composição das músicas é Rudolf, que criou verdadeiros hinos, como é o caso de Rock You Like A Hurricane, a mais famosa do Scorpions, ou de Make It Real, que possui um dos riffs mais matadores da história do Rock n’ Roll. Matthias tem poucas composições, mas isso não importa nada quando se tem velocidade e técnica alinhadas. Seus solos são enérgicos e muito contagiantes.

3. Dave Mustaine & Marty Friedman (Megadeth)

Todos sabemos que o vocal do Megadeth não é nada agradável. Porém, eles compensam isso com sua musicalidade. Instrumentalmente falando, o Megadeth é uma das melhores bandas do Rock n’ Roll.

2. Glenn Tipton & K. K. Downing (Judas Priest)

Os guitarristas do Judas Priest são excepcionais. A melhor parte da banda se encontra nas guitarras, que criaram riffs memoráveis e solos inesquecíveis. Eles são bastante entrosados, e prova disso é a música You Don’t Have To Be Old To Be Wise. O riff é grande, quando as duas guitarras tocam juntas a música ganha peso e se torna um dos maiores exemplos da superioridade musical do Priest perante a todas as outras bandas.

1. Adrian Smith & Dave Murray (Iron Maiden)

A dupla que mais fez sucesso com o Maiden. O Iron reina absoluto, no primeiro lugar. Prova são os álbuns dos anos 80 da banda, uma porrada de riffs inesquecíveis e de solos longos e técnicos. O maior exemplo disso é The Trooper, um hino do Iron Maiden que alinha toda a técnica dos dois guitarristas.

Os responsáveis são citados no texto. Não culpe os editores. :-)

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 03 de junho de 2014
Post de 08 de julho de 2014

Iron MaidenIron Maiden
Novo disco/filme ao vivo traz faixas gravadas no Brasil

1283 acessosIron Maiden: filme e álbum ao vivo sobre a turnê Book of Souls1613 acessosIron Maiden: Fortaleza e Rio no novo álbum ao vivo482 acessosIron Maiden: Val Andrade lança mais um vídeo animado62 acessosEm 29/09/1986: Iron Maiden lança o álbum Somewhere In Time0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Iron Maiden"

Bruce DickinsonBruce Dickinson
Ele não ouve música, só rádios de notícias

LiteraturaLiteratura
Os livros que inspiraram o Iron Maiden

Bruce DickinsonBruce Dickinson
A estranha reação ao ver banda cover de mulheres

0 acessosTodas as matérias da seção Maiores e Melhores0 acessosTodas as matérias sobre "Twisted Sister"0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"0 acessosTodas as matérias sobre "Accept"0 acessosTodas as matérias sobre "AC/DC"0 acessosTodas as matérias sobre "Metallica"0 acessosTodas as matérias sobre "Slayer"0 acessosTodas as matérias sobre "Scorpions"0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"0 acessosTodas as matérias sobre "Judas Priest"0 acessosTodas as matérias sobre "Iron Maiden"

AnittaAnitta
"Eu era roqueira. Comecei no funk por destino."

VocalistasVocalistas
Belíssimos timbres de alguns cantores de rock

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1980

5000 acessosFotos de Infância: Ozzy Osbourne5000 acessosImmortal: fotos de Horgh se divertindo no Brasil5000 acessosÁlbuns: Mike Portnoy revela os seus 10 favoritos5000 acessosCuriosidade: 13 estranhos objetos relacionados à música5000 acessosAlemanha: as dez maiores bandas de Metal do país5000 acessosRoy Khan: ouça vocalista cantando música gospel

Sobre Gustavo Debastiani

Conheceu o Rock n' Roll com 11 anos de idade, com a música Wind of Change, do Scorpions, que tocou no rádio do carro do seu amigo, imediatamente ele pediu o nome da música e banda pra seu amigo que o respondeu. Quando chegou em casa, a primeira coisa que fez foi procurar Wind of Change no youtube e se apaixonou pela banda, que é sua preferida. É fanático pelo Hard Rock oitentista, tendo como bandas mais preferidas além de Scorpions, Twisted Sister, KISS, Aerosmith, Whitesnake, Journey, Skid Row e Rush, curte também Heavy Metal e Psicodélico, tendo como preferidas Judas Priest, Iron Maiden, Black Sabbath, Accept, Yes e Pink Floyd.

Mais matérias de Gustavo Debastiani no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online