About.com: site elege os 5 melhores álbuns do Slayer

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Karina Detrigiachi, Fonte: About.com, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nos anos 80, o SLAYER era um dos “4 grandões” do thrash metal, ao lado de ANTHRAX, METALLICA e MEGADETH. Tomando uma abordagem mais extrema para o gênero, o SLAYER foi alvo de controvérsia constantes e críticas pelas artes de suas capas e letras perturbadoras, que discutia temas que vão desde os serial killers até satanismo.

231 acessosSlayer & Yoko Ono: e não é que funciona?5000 acessosGuitarras: as 15 músicas mais complicadas para tocar

A banda prosperou com a publicidade negativa, atingindo um público maior com o lançamento de seu álbum de excelência “Reign In Blood” de 1986.

O SLAYER foi abraçado pelos fãs de metal, tanto underground e mainstream, e esta lista feita pela ABOUT.COM reflete os momentos cruciais da sua carreira.

1. Reign In Blood (1986)

O terceiro álbum do SLAYER é constantemente classificado por fãs e críticos como um dos melhores álbuns de thrash metal de todos os tempos. A influência do “Reign In Blood” não é somente thrash, mas também death e black metal em grande proporção. Depois do ambicioso “Hell Awaits”, o SLAYER afinou mais seu som e encurtou a duração das músicas, enquanto aumentavam sua intensidade.

A banda está em grande forma, e a produção, feita por Rick Rubin, foi como um tiro certeiro. “Angel Of Death” e “Raining Blood” são as faixas reconhecíveis, mas as “porradas” “Altar Of Sacrifice” e “Jesus Saves” são as jóias subestimadas de “Reign In Blood”.

2. Seasons In The Abyss (1990)

Combinando os riff brutais de “Reign In Blood” e as vagarosas melodias de “South Of Heaven”, “Seasons In The Abyss” é o último grande álbum do SLAYER, antes da saída do baterista Dave Lombardo, que ocorreu nos anos 90 e os atingiu como uma frigideira no rosto.

A banda se coloca em seu melhor desempenho coletivo, com um forte trabalho de bateria e os trabalhos frenéticos das guitarras de Kerry King e Jeff Hanneman.

A faixa-título remonta aos dias de “Hell Awaits”, e "War Ensemble" atualmente, é um das favoritas ao vivo.

3. South Of Heaven (1988)

Após a destruição violenta de “Reign In Blood” ter sido deixada para trás, o SLAYER acrescentou alguns elementos melódicos em “South Of Heaven”.

O vocalista Tom Araya canta limpo em algumas faixas, violões foram implementados próximos a “Spill "The Blood", e a banda estava mais calculista em seu ataque sonoro.

O SLAYER manteve a intensidade alta, sendo “Mandatory Suicide” e “Ghosts Of War” as faixas de destaque. Foi uma abordagem diferente para a banda, a qual obteve opiniões diversificadas entre os fãs.

Com o passar do tempo, “South Of Heaven” é agora considerado um clássico subestimado.

4. Hell Awaits (1985)

Com o flerte do SLAYER com um som mais progressivo, “Hell Awaits” sofreu com a produção pobre, mas a composição é, sem dúvida uma de suas mais fortes até agora.

Mesmo quando as canções escorregam para a marca de seis minutos, a banda manteve as coisas interessantes com alterações de compasso, solos épicos, e um brilhante desempenho de Lombardo.

O álbum é posto de lado pela maioria dos fãs de SLAYER, o que é uma absoluta injustiça, considerando canções como "At Dawn They Sleep", "Kill Again" e "Crypts Of Eternity que se classificaram como algumas de suas melhores até agora.

5. Show No Mercy (1983)

“Show No Mercy” tratou-se de uma viagem do SLAYER ao NWOBHM, adicionando um pouco de VENOM na medida certa. Mesmo em sua fase inicial, o SLAYER teve uma força com a qual contar.

O aspecto mais notável do seu álbum de estréia foram os solos que soavam limpos feitos por King e Hanneman, com nenhum dos efeitos extras e efeitos whammy que dominariam o seu trabalho nos anos posteriores.

Hinos como “The Anti-Christ” e “Die By The Sword” conquistaram público no mundo inteiro, enquanto faixas multifacetadas como “Black Magic” e “Metal Storm/Face The Slayer” deram aos ouvintes uma pequena amostra do que estaria por vir com “Hell Awaits”.

Os responsáveis são citados no texto. Não culpe os editores. :-)

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 14 de fevereiro de 2014
Post de 14 de fevereiro de 2014

Kerry KingKerry King
Guitarrista revela qual a sua música favorita do Metallica

231 acessosSlayer & Yoko Ono: e não é que funciona?793 acessosDuplas de guitarristas: Loudwire elenca suas dez melhores913 acessosBody Count: divulgado videoclipe de covers do Slayer763 acessosBody Count: veja o vídeo para "Raining Blood", do Slayer0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Slayer"

SlayerSlayer
As lendárias demos com Jeff Hannemann nos vocais

SlayerSlayer
Kerry King fala do "estúpido" aquecimento da banda

SlayerSlayer
As preferências do guitarrista Kerry King

0 acessosTodas as matérias da seção Maiores e Melhores0 acessosTodas as matérias sobre "Slayer"

GuitarrasGuitarras
As 15 músicas mais complicadas para tocar

Kiss FmKiss Fm
As 500 mais pedidas na programação em 2008

FotosFotos
Confira 10 das mais curiosas no mundo do Rock - Parte 1

5000 acessosGuns N' Roses: Algumas curiosidades sobre o vocalista Axl Rose5000 acessosOzzy Osbourne: No Rock In Rio, má impressão sobre o Brasil5000 acessosSlipknot: banda trolla repórter da Multishow antes de show no RIR3694 acessosVídeo: A mais brutal bateria natalina do ano5000 acessosLed Zeppelin: sexo explícito na entrega de discos de ouro em 19735000 acessosEddie Van Halen: "Eruption foi um acidente"

Sobre Karina Detrigiachi

Designer, nascida na cidade de São Paulo, Kari como é mais conhecida, cresceu ouvindo Deep Purple, Led Zeppelin, Skid Row e Alice Cooper. É apaixonada por todas as vertentes do Metal, porém ouve de tudo um pouco sem se prender a rótulos.

Mais matérias de Karina Detrigiachi no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online