Elvenking: trazendo material novo para shows no Brasil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva
Enviar correções  |  Ver Acessos

O Dark Dimensions Folk Festival, evento que apresenta importantes nomes do heavy metal com elementos da música celta/escandinava, acontece neste domingo em São Paulo (19/11 - Carioca Club) e na segunda-feira em Curitiba (20/11 - Hermes Bar). O line-up é composto por Ensiferum (Finlândia), Elvenking (Itália),Kalevala (Rússia) e Armored Dawn (Brasil). Ainda há ingressos à venda! Conversamos com o baixista JAKOB, do ELVENKING, banda italiana também formada por Damna (vocal), Aydan e Rafahel (guitarras), Lethien (violino) e Lancs (bateria) e que acabou de lançar seu mais novo disco, "Secrets of The Magick Grimoire".

Legião Urbana: a versão de Renato Rocha sobre a sua saídaDonald Trump: os roqueiros que apoiam o presidente eleito

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Perguntamos: o que diabos vem a ser um grimório? Mas também falamos, é claro, sobre os shows e sobre a influência de bandas brasileiras. "O ANGRA foi a primeira banda que vi ao vivo", disse o baixista. Confira o papo completo logo abaixo.

Foto - site oficial
Foto - site oficial

Daniel Tavares: Vamos começar com o começo. O que os fãs da América do Sul podem esperar de um show de vocês aqui? E o quão ansiosos vocês estão para estar aqui?

Jakob: Para ser honesto, sim, nós estamos um pouco ansiosos. Planejar toda a organização não foi fácil de forma nenhuma. Mas parece que no final vai dar tudo certo. Vocês podem esperar um show todo novo, com um novo setlist e algumas surpresas... assim como um pouco do material mais velho, claro.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Daniel Tavares: O "Secrets of The Magick Grimoire" será lançado em dois dias [N.R. em 10 de novembro, na Europa]. Eu já tive a chance de ouví-lo (e quando esta entrevista for publicada, a maioria dos seus fãs também já o terão ouvido). O quão contente você está com seu novo trabalho? Como você prevê a reação dos fãs?

Jakob: Estamos muito satisfeitos com "Secrets of the Magick Grimoire"! Não tenho certeza sobre a reação, porque mesmo que não mudássemos muito nosso estilo em comparação com o álbum anterior "The Pagan Manifesto" (ao contrário do que fizemos às vezes no passado ...), esse é um pouco mais complexo e mostra um lado mais escuro do nosso som. Então, esperamos reações misturadas, e muitas críticas ruins também ... mas isso não parece acontecer, até agora! Todas as reações até agora são esmagadoras, e as classificações são incríveis e "Secrets ..." já chegou no topo em toda a Europa.

Daniel Tavares: Em qual posição você classifica esse álbum em sua discografia?

Jakob: Eu pessoalmente ainda não sei. Ele tem estado preso em meus ouvidos por meses (por causa de gravações, pós-produção, ensaios etc.) então eu acho que vamos ver se ele resiste ao teste do tempo, e acima de tudo, se ele funciona quando tocamos ao vivo ... mas Estou muito confiante, sinto que estamos crescendo tanto ao longo dos anos, em todos os aspectos.

Daniel Tavares: Vocês vão tocar algo deste álbum aqui no Brasil?

Jakob: Pode apostar!

Daniel Tavares: Além disso, a maioria de nós não sabe muito sobre grimórios [N.R. Segundo a Wikipedia, grimórios (do francês grimoire) são coleções medievais de feitiços, rituais e encantamentos mágicos invariavelmente atribuídas a fontes clássicas hebraicas ou egípcias. Tais livros contêm correspondências astrológicas, listas de anjos e demônios, orientações sobre como efetuar feitiços ou misturar remédios, conjurar entidades sobrenaturais e da confecção de talismãs], etc. Eu tive que buscar no Google para saber o que isso significa. Você poderia nos contar um pouco sobre como e por que você escolheu este tema para dar nome ao seu álbum?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Jakob: Nós sempre fomos interessados em contar histórias de magia, bruxaria, contos de fadas e lendas ... então por que não tentar contar algo sobre esses livros antigos da Idade Média? Além disso, alguns de nós somos interessados profundamente em história e literatura. Por isso tem sido divertido fazer pesquisas. Um deles é o Manuscrito Voynich. Mas o álbum não é um conceito como um todo. Há também algumas histórias diferentes, tiradas de mitos e arte também.

Foto - site oficial
Foto - site oficial

Daniel Tavares: E o nome da banda vem de J.R.R.Tolkien. Você falaria sobre um pouco mais sobre isso? O quanto você gostou da adaptação de Peter Jackson do trabalho de Tolkien à tela grande? No meu ponto de vista, a trilogia LOTR foi boa, mas a trilogia Hobbit adicionou muitas coisas desnecessárias e deveria ser mais concisa. Você compartilha esta visão comigo?

Jakob: Sim, é claro que é - Elvenking vem do Rei Elfo. O nome foi escolhido há muito tempo (20 anos, mais ou menos) pelos membros fundadores Aydan (guitarra) e Damna (vocais), mas tudo não se trata apenas de Tolkien e duendes e anões, espadas e dragões. Tudo isso é legal e nós adoramos, mas não é tudo sobre isso, se você lê nossas letras. Falando sobre os filmes: a trilogia LOTR foi um ótimo trabalho e assisti-lo no cinema foi deslumbrante, o Hobbit teve seus momentos e eu também gostei muito, mas eu concordo com você, é muito longo.

Daniel Tavares: Que outros livros influenciam na sua música? Você listaria para quem não os conhece?

Jakob: Alguns romances, mas não tanto. Nós somos mais de lendas, mitos, contos de fadas e histórias de terror.

Daniel Tavares: Esta pergunta sempre pergunto a todos os meus entrevistados. Existe alguma banda ou artista brasileiro que tenha tido alguma influência na sua música ou que você goste?

Jakob: Um show do ANGRA foi o primeiro show de metal que já fui, quando estava na minha adolescência. E acho que o primeiro do SHAMAN é um dos melhores álbuns de folk metal já feitos. Então, a resposta é absolutamente sim!

Daniel Tavares: Além da brasileira Armored Dawn, vocês vão tocar no Dark Dimensions Folk Festival com os finlandeses da ENSIFERUM e os russos da Kalevala. O quanto você gosta dessas bandas?

Jakob: É a primeira vez que tocamos juntos e estamos felizes em compartilhar o palco com bandas tão grandes. Tenho certeza que todas vão dar o seu melhor! Acho que nossa abordagem estilística é bastante diferente, mas isso é legal, porque as pessoas irão apreciar as muitas faces e estilos de power e folk metal.

Daniel Tavares: Agora, deixe uma mensagem para seus fãs brasileiros, principalmente para aqueles que irão a um (ou a ambos) seus shows em São Paulo e Curitiba.

Jakob: Em primeiro lugar, obrigado ao Whiplash.net pelo espaço e obrigado aos seus leitores! Sabemos que o Brasil é um dos países mais metálicos do mundo e não podemos esperar para vê-lo na primeira fila. E venha dizer olá depois do show! Horns Up!

Os ingressos em ambas as capitais continuam à venda pelo site do Clube do Ingresso (http://www.clubedoingresso.com) e pontos autorizados pela empresa em São Paulo, Osasco, São Caetano do Sul, Santo André, Curitiba e Rio de Janeiro (http://www.clubedoingresso.com/ondecomprar).




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Elvenking"Todas as matérias sobre "Angra"


Dave Mustaine: se rasgando em elogios para Kiko LoureiroDave Mustaine
Se rasgando em elogios para Kiko Loureiro

Angra: uma sincera homenagem aos mestres Chimbinha e JoelmaAngra
Uma sincera homenagem aos mestres Chimbinha e Joelma


Legião Urbana: a versão de Renato Rocha sobre a sua saídaLegião Urbana
A versão de Renato Rocha sobre a sua saída

Donald Trump: os roqueiros que apoiam o presidente eleitoDonald Trump
Os roqueiros que apoiam o presidente eleito


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280