Patria: autor de capas do Slayer e Borknagar fala sobre os shows com o Tsjuder

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva
Enviar correções  |  Comentários  | 

Você já deve ter ouvido falar de Marcelo Vasco, principalmente depois que o SLAYER lançou o 'Repentless', em 2015. E também já deve ter ouvido falar da banda de Black Metal gaúcha PATRIA. Mas, se não ligou o músico à banda, a hora é agora. Sob o codinome Mantus, Marcelo é guitarrista do PATRIA, que lança agora o seu sexto álbum, 'Magna Adversia'. Conversei com Marcelo sobre o novo álbum, sobre os shows de lançamento (abrindo para os noruegueses do TSJUDER em São Paulo e Recife) e, claro, sobre a emoção de ter sua arte na capa de álbuns de bandas como SLAYER e BORKNAGAR.

5000 acessosSlayer x Linkin Park: a intolerância e radicalismo venceram5000 acessosMachine Head: Amps Falsos no Palco - pode isso, Arnaldo?

Daniel Tavares : O que você pode adiantar desses shows do PATRIA com o TSJUDER? Como vão ser?

Marcelo Vasco: Eu acho que vai ser muito legal porque calhou de ser bem próximo do lançamento do nosso novo álbum, o 'Magna Adversia', então vai ser uma oportunidade muito boa pra gente fazer esse lançamento ao vivo aqui no Brasil.

Daniel Tavares : É a primeira vez que o PATRIA vai tocar no Nordeste, certo? O que é que você espera de Recife?

Marcelo Vasco: É, exatamente. Essa vai ser a nossa estreia ao vivo no Nordeste e a gente esperou por isso durante muito tempo. E finalmente a gente conseguiu fechar. Vai ser do caralho tocar em Recife e a expectativa da gente está muito grande.

Daniel Tavares : BORKNAGAR, SOULFLY, MACHINE HEAD, DIMMU BORGIR, HATEBREED, REBAELLIUN e, finalmente, SLAYER. Como é deixar a sua marca nos álbuns de todas essas bandas?

Marcelo Vasco: É isso é um troço fantástico e meio inexplicável até. Às vezes demora pra cair a ficha. O SLAYER, por exemplo, quando eu paro e fico pensando é difícil de acreditar. Mas eu fico muito feliz porque é um sinal de reconhecimento do meu trabalho. É algo que eu amo fazer e como todo mundo sabe viver de arte e cultura aqui no Brasil não é das tarefas mais fáceis, né? Então é um motivo de orgulho pra mim.

Daniel Tavares : O PATRIA está lançando o álbum Magna Adversia. E com convidados de peso, do Borknagar, do Rebaelliun. Conte um pouco mais sobre esse álbum.

Marcelo Vasco: Ele é nosso sexto álbum e é um trabalho muito importante pra gente, pra história do PATRIA. Foi o primeiro onde a gente trabalhou todo mundo junto desde o começo, no estúdio, nos ensaios, testando, experimentando. E a gente chegou a gravar até uma demo, que serviu como uma espécie de pré-produção. E eu acho que isso fez o material evoluir bastante e alcançar um resultado mais consistente. As bateras do disco foram gravadas todas na Noruega, pelo Asgeir Mickelson, que já tocou no IHSAHN, BORKNAGAR, SARKE e por aí vai. A co-produção, mixagem e masterização foi feita pelo Øystein [Brun], do BORKNAGAR também. E as orquestrações do álbum foram todas criadas pelo Fabiano Penna, do REBAELLIUN.

Daniel Tavares : O espaço é seu. Convide o público de São Paulo para o show do dia 24 e de Recife para o show dia 25.

Marcelo Vasco: É isso então. Legal falar com vocês. E aproveito o espaço pra convidar o povo de São Paulo para o nosso show nesta sexta-feira, dia 24, ao lado do TSJUDER e do JUSTABELI no Clash Club. E também a galera do Recife para o nosso show no dia 25, novamente com o TSJUDER e com as bandas locais VERMIN GORE e PAGAN SPIRITS, no Estelita. Valeu. Nos vemos em breve. Abração.

Serviço São Paulo
Cronos Entertaiment orgulhosamente apresenta Tsjuder pela 1° vez no Brasil e na América Latina!
Bandas convidadas: Patria (RS) e Justabeli (SP)
Data: sexta-feira, 24 de Março de 2017
Local: Clash Club
End: Rua Barra Funda, 969 (próximo ao Metrô Palmeiras-Barra Funda)
Hora: 18h (open doors) | Justabeli: 19h | Patria: 20h | Tsjuder: 21h
Evento Fb:
https://www.facebook.com/events/1207956192621392
Classificação etária: Censura: 14 Anos.
Duração: Aproximadamente 180 minutos
Estacionamento: nas imediações (sem convênio)
Estrutura: acesso para deficientes, área para fumantes e enfermaria

SETORES / PREÇOS
PISTA: R$ 70,00 (meia-entrada*) | R$ 80,00 (promocional*) | R$ 140,00 (inteira)
CAMAROTE: R$ 140,00 (meia/promocional*)
*doe um kilo de alimento na entrada da casa no dia do evento e pague meia-entrada).

Pontos de venda: Galeria do Rock (Hunter Records e Mutilation Records)

COMPRA PELA INTERNET
http://www.clubedoingresso.com/tsjuder
*Consulte o ponto de venda mais próximo em
http://www.clubedoingresso.com/ondecomprar.

**Para a compra de ingressos para estudantes, aposentados e professores estaduais, os mesmos devem comparecer pessoalmente portando documento na bilheteria respectiva ao show ou nos pontos de venda. Esclarecemos que a venda de meia-entrada é direta, pessoal e intransferível e está condicionada ao comparecimento do titular da carteira estudantil no ato da compra e no dia do espetáculo, munido de documento que comprove condição prevista em lei;
***A produção do evento NÃO se responsabiliza por ingressos comprados fora do site e pontos de venda oficiais;
****É expressamente proibida a entrada com câmeras fotográficas e filmadoras profissionais ou semi-profissionais.

Serviço Recife
25 DE MARÇO DE 2017
SÁBADO
Estelita
Av. Saturnino de Brito, 385
São José - Recife - PE

1º Lote - Pista - Meia-entrada R$ 80,00
1º Lote - Pista - Promocional (doe 1 Kg de alimento) R$ 90,00
1º Lote - Pista - Inteira R$ 160,00

Ingressos online:
http://www.clubedoingresso.com/tsjuder-recife

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Slayer x Linkin ParkSlayer x Linkin Park
A intolerância e radicalismo infantil venceram de novo

2191 acessosMaximus Festival 2017: Confira cobertura em vídeo pela TV Diário966 acessosFantômas: banda de Mike Patton e Dave Lombardo volta a ativa0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Slayer"

Metal InjectionMetal Injection
Os dez melhores gifs animados do Slayer

MetalhammerMetalhammer
10 ridículos anúncios com astro do Rock e Metal

SlayerSlayer
Tom Araya acha meio malucos fãs que tatuam logo da banda

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Patria"0 acessosTodas as matérias sobre "TSJUDER"0 acessosTodas as matérias sobre "Slayer"0 acessosTodas as matérias sobre "Borknagar"

Machine HeadMachine Head
Amps Falsos no Palco - pode isso, Arnaldo?

Bin LadenBin Laden
Possível sucessor era músico de Death Metal

Zakk WyldeZakk Wylde
"Black Sabbath com o Dio não é Black Sabbath"

5000 acessosOzzy Osbourne: filho mais velho do vocalista está falido5000 acessosMetalhammer: 10 ridículos anúncios no Heavy Metal5000 acessosNazareth: 40 anos de rock5000 acessosHeavy Metal: as melhores músicas lançadas recentemente5000 acessosIron Maiden: os três álbuns preferidos de Bruce Dickinson4795 acessosLiam Gallagher: choque anafilático após comer um M&M da cor azul

Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online