M Pire of Evil: olhando sempre para frente

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo M. Brauna e Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: M: Pire of Evil
Enviar correções  |  Ver Acessos

O M: PIRE OF EVIL surgiu em 2010 pela vontade dos fãs, tanto é que foram os próprios que escolheram o nome para a banda que se chamou Prime Evil, mas infelizmente outro grupo já existia com esse nome e os ex-VENOM tiveram que fazer outra escolha. Nesse curto bate-papo, TONY "DEMOLITION" MAN (baixo e vocal) fala sobre isso, questão envolvendo CRONOS (VENOM), planos com os demais, JEFFREY "NANTAS" DUNN (guitarra) e MARC "JXN" JACKSON (bateria), assim como uma nova vinda ao Brasil em outubro.

Guns N Roses: Bon Jovi fez com Steven Tyler o que ele fez com AxlSlipknot: Joey Jordison foi demitido por telegrama cantado?

Através de que os fãs participaram da escolha do nome da banda?

Tony "The Demolition Man" Dolan: Redes sociais... twitter, Face book principalmente.

Para alterar o nome houve alguma questão judicial, já que Prime Evil foi inspirado no álbum do Venom de 1989 do qual estiveram juntos você e Mantas?

Tony: A outra banda gastou dinheiro registrando o nome. Eles precisam fazer isso em todos os territórios e todos os anos também, então, isso custa algum dinheiro e vai custar mais... logo eles vão esquecer e nós poderemos pegá-lo de volta! (risos). Estou zoando. Quem dá à mínima, mas nós vamos relançar o Prime Evil, o álbum, então... está tudo bem pra gente. Eu apenas gostaria que eles não tivessem gasto todo aquele dinheiro quando eu já estava trabalhando no nosso novo nome. Mas, as pessoas são simplesmente tapadas às vezes - eu acho - ficam tão afetadas quando fazem coisas irracionais. Eu acho que a maioria dos membros daquela banda já se mandou de novo. Então, qual era mesmo a razão daquilo tudo?

Nesta última turnê, que passou pelo Brasil, Cronos parece ter se chateado com alguns anúncios que faziam menção ao Venom. O que realmente aconteceu?

Tony: Ah, bem, alguns produtores de shows usaram o logo do Venom na publicidade dos shows no Brasil. Ele mandou uma intimação a Mantas pedindo para parar de usar o logo nos cartazes de nossas apresentações. O Mantas respondeu que nós nunca tínhamos usado, usamos ou usaremos o logo, mas que iria pedir aos produtores no futuro para encontrarem outro jeito. Existe uma contenda sobre a propriedade do logo, mas ele é propriedade do Venom, não do Cronos, como apontou o Abaddon. E depois de tudo, foi o Abaddon que realmente o desenhou e, se você olhar nos álbuns do Venom do passado, você verá: "toda a arte, Venom", o que quer dizer que é dos três membros da banda, Mantas, Cronos, Abaddon... mas eu ainda não vejo como isso poderia confundir os fãs, principalmente quando o Venom também está em turnê.

Quais são os planos do M: Pire of Evil para 2014?

Tony: O álbum ao vivo deve estar finalizado e lançado no início desse ano, seguido pelo novo álbum de estúdio, Unleashead, mais um single em vídeo que ainda não conseguimos finalizar e outro produto especial em vinil de sete polegadas. Também uma edição especial para o Brasil quando voltarmos para fazer toda a América do Sul, incluindo mais datas no seu país em outubro. Haverá um box set mais para o fim do ano com um vinil, uma camiseta especial e outros itens... E nós já temos vários shows agendados na França, no Reino Unido e nos EUA, vamos voltar ao Japão e manter a M:Pire se elevando!

Nós agradecemos à visita e os momentos de intensa energia que vocês nos proporcionaram. Agora pode deixar um alô para os fãs brasileiros.

Tony: Obrigado pelas palavras gentis. Nós apenas gostaríamos de dizer que temos o máximo respeito pelo Brasil e pelos fãs. Para aqueles que entre vocês não puderam nos ver, nós vamos voltar. E para aqueles que foram aos nossos shows, vocês são a nossa razão de ser. 'Hail' para todos e aos melhores nós mandamos nossas melhores considerações. Nos vemos!



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Mpire Of Evil"


Guns N Roses: Bon Jovi fez com Steven Tyler o que ele fez com AxlGuns N Roses
Bon Jovi fez com Steven Tyler o que ele fez com Axl

Slipknot: Joey Jordison foi demitido por telegrama cantado?Slipknot
Joey Jordison foi demitido por telegrama cantado?

Em cana: os rockstars em suas fotos mais constrangedorasEm cana
Os rockstars em suas fotos mais constrangedoras

Humor: Os impressionantes diários secretos de Roger WatersHumor
Os impressionantes diários secretos de Roger Waters

Ozzy Osbourne: o morcego era quente e crocanteOzzy Osbourne
"o morcego era quente e crocante"

Boatos no rock: auto-felação, satanismo, sexo bizarro?Boatos no rock
Auto-felação, satanismo, sexo bizarro?

Evanescence: Amy Lee faz cover sombrio de música do U2Evanescence
Amy Lee faz cover sombrio de música do U2


Sobre Leonardo M. Brauna

Leonardo M. Brauna é cearense de Maracanaú e desde adolescente vive a cultura do Rock/Metal. Além do Whiplash, o redator escreve para a revista Roadie Crew e é assessor de imprensa da Roadie Metal. A sua dedicação se define na busca constante por boas novidades e tesouros ainda obscuros.

Mais matérias de Leonardo M. Brauna no Whiplash.Net.

Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.