JackDevil: André Nadler conta seus primórdios no Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ya Exodus, Fonte: Metal On Metal
ENVIAR CORREÇÕES  

Gostaria de agradecer a você André pela disponibilidade em atender os leitores do Metal On Metal.

O Whiplash.Net protege algumas bandas e prejudica outras?Two and a Half Men: Participações de astros do rock

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Antes de qualquer questão, nos conte como o Heavy Metal entrou na sua vida.

O meu primeiro contato com heavy metal foi através de um amigo de infância, lembro que estávamos fuçando nos discos antigos do pai dele e achamos 3 álbuns: O Led Zeppelin IV do Led Zepellin,o Master Of Reality do Sabbath e o Killers do Iron Maiden. Nós gostamos de primeira do som e principalmente das artes contidas nos discos, após isso começamos a procurar com outras pessoas cd’s dessas bandas e de outras também. Com o passar do tempo e como não existia essa facilidade dos downloads rápidos como existe hoje, o jeito era comprar os álbuns que gostávamos muito e fazer meio que uma seleção para comprar os preferidos, porém a minha família enfrentava uma época bem difícil e a solução que achei naquela fase da minha vida para isso foi furtar alguns cd’s das lojas. Lembro até que os 2 primeiros que roubei foram o "Volume 4" do Black Sabbath e o "Generator" do Bad Religion e por algumas vezes quase fui pego, ainda bem que escapei e estou aqui para contar história! (risos)

Na sua família há influências de instrumentistas?

Existiam alguns tios e parentes que tocavam violão, mas não tive apoio de ninguém e acabei criando o meu próprio caminho na música.

Conte-nos um pouco da sua formação musical. Você é autodidata na guitarra e vocal, ou tem alguma formação acadêmica com relação à música?

Comecei como a maioria dos jovens da minha época; conhecendo e explorando o instrumento sozinho. Com o passar do tempo achei alguns amigos que estavam à frente em relação a técnicas e conhecimento, eles conseguiram me ajudar a desenvolver algumas coisas. Na época em que comecei o máximo que tínhamos de auxílio eram aquelas revistas de cifras que encontrávamos nas bancas e me recordo que descobri coisas como "riffs" e "arpejos" de formas alternativas como, por exemplo, vendo músicos tocando ao vivo.

Quais foram seus primeiros equipamentos? (Guitarra, amplificador, etc)

Meu primeiro instrumento foi um violão para falar a verdade,comprei um da marca Giannini semi-novo por aproximadamente uns 60 reais na época e consegui essa grana após panfletar no sinal para uma escola de inglês. Antes disso arrisquei meus primeiros acordes em um violão emprestado de um amigo e quando o devolvia desenhava de caneta as cordas do violão no meu próprio braço para ficar memorizando os acordes. (risos)

Após essa época e quando tudo melhorei financeiramente fui comprando outros instrumentos e a minha primeira guitarra foi uma Golden e meu primeiro amplificador foi um Meteoro.

Quando você passou a fazer parte da cena Heavy Metal junto com bandas? E qual foi a sua primeira banda?

Toco em shows desde 2003, um ano antes foi a época onde comprei minha primeira guitarra da mão de um músico de uma igreja próximo a minha casa. Meu primeiro show foi numa escola da cidade que estava fazendo um "show de talentos" e toquei com amigos algumas músicas do Black Sabbath e do Metallica,essa consecutivamente foi minha banda e nós nos shows seguintes tocávamos covers do Motorhead,Sepultura,etc…

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

No nicho do Metal nós procuramos nos vestir com camisetas de bandas, deixar os cabelos compridos, usar coturnos, coletes, etc. Como você vê essa parte mais superficial de quem ouve música?

Pelo menos no heavy metal eu posso afirmar que é fundamental o músico ter uma indumentária que se encaixe com o estilo de som que você faz até porque isso faz parte da informação visual que sua banda quer passar. Obviamente não acredito que se tenha um padrão exato, mas faz parte do espetáculo.

Confira mais em:
http://metalonmetal666.wordpress.com/2013/11/05/andre-nadler...




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Nordeste: cinco bandas que estão retomando o Old SchoolNordeste
Cinco bandas que estão retomando o Old School

Jackdevil: Extremistas, homofóbicos e xenofóbicos deveriam largar o metalJackdevil
Extremistas, homofóbicos e xenofóbicos deveriam largar o metal


O Whiplash.Net protege algumas bandas e prejudica outras?O Whiplash.Net protege algumas bandas e prejudica outras?

Two and a Half Men: Participações de astros do rockTwo and a Half Men
Participações de astros do rock


Sobre Ya Exodus

Yasmin Amaral, mais conhecida por Ya Exodus, é editora do blog Metal On Metal, colunista no site Imprensa do Rock, atua com freelances para outros sites e também é supervisora na assessoria de imprensa Island Press. Natural de São Paulo, começou sua história na música aos 10 anos aprendendo guitarra e já chegou a tocar com bandas como Salário Mínimo e Sinaya. Admiradora da banda Exodus, e do Metal em geral tenta fortalecer a cena fazendo alguns eventos no interior de São Paulo. Além disso hoje possui uma empresa para management de bandas.

Mais matérias de Ya Exodus no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280