Krampus: entrevista realizada com Filippo Gianotti

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Caio Bueno, Fonte: Filippo Gianotti exclusivo., Tradução
ENVIAR CORREÇÕES  

Hey, como vão as coisas, tudo bem?

Filippo Gianotti - Olá! Estou ótimo, obrigado.

Como e quando o Krampus começou?

Filippo Gianotti -O Krampus começou em 2010 como uma experiência de adolescentes, eu não estava na banda no momento. Quando eu entrei para a banda, nós começamos a mudar muito e começamos a trabalhar com uma atitude mais focada.

Você é o cara por tráz das letras e músicas no album Survival Of The Fittest, geralmente como as idéias para compor surgem?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Filippo Gianotti -Bom, eu geralmente apenas sento e escrevo músicas, eu não toco nenhum instrumento sem ser teclado (mas nunca o utilizei para compor). Eu meio que tenho as músicas em minha cabeça e eu apenas tento escrever elas. Então, há muito trabalho nos arranjos das músicas, é o que demora mais tempo para se fazer. As letras são um pouco diferentes, Eu e Davie escolhemos um tema e começamos a desenvolver as idéias ásperas até letras reais. O que nós mantemos em nossas mentes é a vontade para comunicar os sentimentos e as emoções que vem junto a eles.

Quando você começou a cantar?

Filippo Gianotti -Eu acho que logo que eu pude, eu sempre fiz isso. Eu entrei na minha primeira banda com 13 anos e comecei a cantar gutural um pouco depois.

Krampus tocou no Heidenfest, como foi essa experiência?

Filippo Gianotti -Isso foi incrivel. Nós vimos várias pessoas e tocamos em vários países e casas de show. Nós tivemos a chance de dividir o palco com músicos brilhantes e nós ganhamos muito da experiência deles.

Hati Rafaeli (Equillibrium) entrou para o Krampus como um membro oficial, como isso aconteceu e quais são as expectativas para agora?

Filippo Gianotti -Bem, nós conhecemos Hati desde o Metal Camp 2010 e nós nos tornamos amigos, ele sempre nos ajudou e quando nosso baterista teve de sair, ele propos para se juntar a nós. Claro que nós ficamos muito felizes porque nós o respeitamos muito como baterista e ele é também um bom amigo.

Nota: O baterista do Krampus, foi atingido por um raio, não pode continuar tocando bateria. Mas está bem.

Quando o novo album vai sair?

Filippo Gianotti -Honestamente eu não tenho idéia. Eu terminei de escrever várias músicas e eu ainda continuo escrevendo um novo material, mas nós ainda não estamos prontos para um novo album agora. Nós temos algumas surpresas para o final do ano também ;)

Você pode nos dizer uma história engraçada de turnê?

Filippo Gianotti -Bem, uma vez nós começamos uma guerra de brincadeira com o Trollfest quando nós jogamos um balde de água gelada no Espen quando ele foi tomar banho. Isso terminou com uma camiseta no nosso case de vôo e um camarão estragado dentro do meu microfone (levei 2 dias para descobrir isso).

Algum plano para vir a América do Sul?

Filippo Gianotti -Agora não, mas nós definitivamente queremos ir!

Filippo Gianotti -Obrigado pela entrevista! Eu quero agradecer a todos os nossos fãs da América do Sul, nós vamos tentar tocar aí para vocês o mais rápido possível!

Fear the Krampus!




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Krampus"


Guitar World: revista elege os 50 guitarristas mais rápidosGuitar World
Revista elege os 50 guitarristas mais rápidos

Anos 90: bandas de hard rock e metal que decepcionaram os fãsAnos 90
Bandas de hard rock e metal que decepcionaram os fãs


Sobre Caio Bueno

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Cli336x280 CliIL