Jeff Scott Soto: um tapa na cara do radicalismo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 


5000 acessosChris Cornell: relatório policial descreve últimas horas e morte5000 acessosHeavy Metal: "um conforto para os jovens brilhantes"

O ex-frontman do JOURNEY, JEFF SCOTT SOTO, acaba de lançar o segundo álbum do projeto WET e falou com a revista inglesa RECORD COLLECTOR sobre o que mais rola com ele…

“Pode haver uma reunião do TALISMAN eventualmente, e algo no estúdio com o Trans-Siberian Orchestra, além de um novo álbum solo no verão”.

Ainda há algo não lançado?

Muito, e parte disso pelas razões certas [risos]. Eu adoraria um box set em algum momento, para colocar as demos e as coisas não lançadas em um set.

Você fez algo que seus fãs não sabem?

Muitas coisas. Meu CV inclui anúncios, para os chocolates Hershey’s, cerveja Keystone, doces Rice Krispy, trilhas sonoras como ‘George o Rei da Selva, ‘Flubber’, ‘O Garoto da Bolha’, e ‘Mistery, Alaska’ e a trilha para a TV de ‘Esquadrão Marte’!

Você tem fitas das bandas do seu tempo de escola?

Uma imensidão de cassetes: Reaper, Kana, Restless Breed, Seducer, Eternity, tudo antes de eu completar 18 anos.

Qual álbum você achava que fosse o melhor de todos os tempos naquela época?

“Boston”, ainda soa muito bem.

Qual era sua loja de discos favorita nesse período?

A Tower Records de Sunset Boulevard, Hollywood.

Quem fez a música progredir na última década?

Cee Lo Green, Bruno Mars, Foo Fighters, Linkin Park.

Você já fez coleção de alguém?

Prince, meu guru. Eu colecionei piratas e demos por 15 anos.

Quem você gostaria que cantasse uma de suas músicas?

Eu amaria se o Aerosmith fizesse uma música que eu tenho chamada ‘Bona Fide’.

De todas as pessoas com as quais você já trabalhou, quem te ensinou mais?

Yngwie Malmsteen. eu aprendi sobremúsica e teoria com ele.

Com quem você mais gostaria de trabalhar?

Prince.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 19 de março de 2013

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Jeff Scott Soto"

Jeff Scott SotoJeff Scott Soto
Vocalista fala dos defeitos de Yngwie Malmsteen

Jeff Scott SotoJeff Scott Soto
Memórias ruins de quando cantou para Malmsteen

Jeff Scott SotoJeff Scott Soto
"Eu tinha medo do Kiss quando era criança!"

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Jeff Scott Soto"

Chris CornellChris Cornell
Relatório policial descreve últimas horas e morte

Heavy MetalHeavy Metal
Pesquisa indica que gênero é apreciado por alunos brilhantes

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1981

5000 acessosSteve Vai: O dia em que ele foi humilhado por Chimbinha5000 acessosChris Cornell: cantor usou aparelho de escalada para tirar a vida5000 acessosPattie Boyd: o infernal triângulo com George Harrison e Eric Clapton5000 acessosSlash: Falando sobre seus filmes preferidos5000 acessosMotorhead: a opinião de Lemmy sobre Viagra, Hendrix e velhice5000 acessosMetallica e Pink Floyd: entre os preferidos da bandidagem

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online