Def Leppard: Phil Collen comenta residência em Las Vegas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fábio Ruivo Brolo, Fonte: Hard N' Rocker
Enviar correções  |  Ver Acessos


Seguindo os passos do Guns N' Roses e do Motley Crue, no próximo dia 22 de março o Def Leppard irá começar uma residência de três semanas no "Hard Rock Hotel & Casino", em Las Vegas. O ponto mais alto dessa mini-turnê será que o grupo executará pela primeira vez Hysteria, o seu álbum de maior sucesso, na integra. Em uma nova entrevista, o guitarrista Phil Collen fala sobre as suas expectativas para a residência.

Nikki Sixx: "transei com a mulher do Bruce Dickinson"Astros mortos: como estariam alguns se ainda estivessem vivos?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

LV. O que levou o grupo a fazer esta residência em Las Vegas?

Um monte de outras bandas fazem essas residências, mas eu acho que dessa vez é um pouco mais especial, porque 'Hysteria' foi um disco de diamante, especialmente nos dias atuais, aonde poucos álbuns atingem esse status. É por isso que é tão importante para nós. Além disso, é um desafio também. Nós nunca fizemos isso antes. Nós sempre dissemos que poderiamos tocar 'High' n 'Dry' na integra. Mas 'Hysteria', é muito mais desafiador. Um monte de músicas lá são difíceis de cantar e tocar ao mesmo tempo.

Que tipo de preparação vocês tem feito para conseguirem reproduzir todas as faixas de "Hysteria" ao vivo?

Temos tocado várias músicas, e claro, entre elas estão as de 'Hysteria'. Neste verão mesmo, na turnê que fizemos com o Poison, executamos sete canções do álbum, porque afinal lançamos sete singles... que são sucessos que estamos tocando há 25 anos. Algumas das outras faixas do álbum, só vamos voltar a tocar agora, quando ouvimos o disco todo percebemos o quão importante foi esse trabalho.Obviamente (o produtor) Mutt Lange teve uma influência enorme, então nós estamos realmente animados

Como é para o grupo tocar para os fãs em Las Vegas?

Eu acho que é muito legal, como eu disse, é uma espécie de homenagem. Queremos fazer um show muito bom. Não queremos fazer o que todo mundo faz. Vai ser o álbum todo. Nós provavelmente irémos tocar hits de outros álbuns, mas as pessoas irão vir para ouvir um álbum completo, e eu acho que isso nos dá licença para fazer coisas que não fizemos durante anos em outras turnê. A outra coisa que tenho a falar é sobre mudar o setlist toda noite... Temos muito para escolher além do conjunto de mais de uma hora de 'Hysteria'

Por que você acha que Hysteria atrai fãs até hoje?

Mutt Lange é um gênio. Ele disse que poderiamos fazer ou um álbum de rock ou poderiamos fazer uma versão rock de 'Thriller', onde conseguimos sete singles de sucesso. Mas, para isso, tivemos que colocar um esforço extra.Muita gente não gostou do álbum quando ele foi lançado. Eles pensavam, "oh isso é muito pop" ou eles não entendiam a mistura que fizemos porque criamos o híbrido perfeito entre o rock e o pop. Se você olhar para o histórico de registros de Mutt Lange, verá que entre seus maiores sucessos temos, por exemplo, Shania Twain. Ele definitivamente trouxe o country para as massas. Ele conseguiu fundir a música rock, pop com o cowntry, e eu nunca pensei que iria ver isso um dia. Eu lembro de estar no Japão e ouvir Shaina Twain em um elevador. Já para nós, como eu disse, foi o híbrido perfeito de pop e rock e foi realmente aceitável. Um monte de fãs de rock não gostavam do álbum no começo, mas até o final do ano todos eles tinham comprados o disco. Você realmente não podia fugir disso. Foi música pop, mas erá rock. Nós criamos algo muito bom. Era muito diferente de tudo o que veio antes, na verdade.

Você acha que essas canções mudaram ao longo dos anos?

Eu acho que um pouco. "Pour Some Sugar on Me" tomou uma vida própria, se tornou um hino de stripper. Independente de onde tocamos essa música, quase toda garota que escuta realmente "se transforma" em uma stripper, é muito interessante. Mais uma vez, isso é como a canção se tornou um sucesso... Então eu acho que todas as músicas assumem algo um pouco diferente depois de alguns anos... Elas não são exatamente como estavam no registro. É realmente interessante. É maravilhoso fazer parte de um desses álbuns clássicos ".

Você tem uma canção favorita do álbum?

Elas são todas diferentes. A canção que realmente resume-nos mais do que qualquer outra coisa é "Rocket." O assunto é a ponta do chapéu para todas as nossas influências. No vídeo da música você vê Mick Jagger, David Bowie entre outros. As guitarras e os vocais dessa música são perfeitos. Então resumindo, eu acho que essa canção resume o Def Leppard. Eu amo tocar essa música ao vivo, por essa razão, na verdade. É a típica música do Def Leppard. Claro, também existem outras como "Love Bites", que foi o nosso primeiro número 1. E quando eu toquei a demo dessa canção para a minha mãe ela explodiu em lágrimas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O grupo teve alguns altos e baixos ao longo dos anos, o que continua a inspirar você a tocar?

Muitas pessoas dizem: 'Você tiveram altos e baixos', alguns integrantes morreram, outros tiveram acidentes. Mas, somos como uma família, e é isso o que acontece. Todo mundo morre em algum momento. Você tem altos e baixos, você tem acidentes, mas a única coisa é que eu estive na banda por 30 anos, e a maioria das famílias não duram assim por tanto tempo. As pessoas saem, as pessoas se divorciam, as crianças saem de casa, então nós realmente temos mais ligação do que a maioria das famílias que já entramos em contato. Então, fazer isso é mais fácil, com certeza. Obviamente, todo mundo é muito diferente quando você começa a banda. Você tem ideais e formas próprias de fazer as coisas. Conforme você envelhece, você desenvolve suas própria personalidade. Então você tem que lidar com isso. O que na verdade é o que quebra a maioria das bandas. Eles não podem lidar com o fato de que alguém não é o mesmo cara que erá quando tinham 17 anos.

Para muitas pessoas o Def Leppard é o que eles pensam quando se referem a uma banda emblemática de arena rock dos anos 80. Você gosta de ser reconhecido por isso?

Bom eu posso ver que as pessoas dizem isso, porque realmente fazemos um som excelente em arenas.Isso é realmente o que criamos, e esperamos que as pessoas fossem reagir a isso. Esse suporte é bom. Eles nos chamam de banda de rock arena, e gosto disso. É exatamente o que nós somos. É uma grande descrição eu acho, mas para isso temos que ter canções icônicas. Eu acho que muitas das nossas canções são hinos 'Pour Some Sugar on Me,' 'Rock of Ages,' 'Armageddon It', 'Photograph,' é são cançoes que podemos tocar, elas tem o estilo que costuma funcionar

E mais uma vez, vindo para Las Vegas, queremos continuar esse tema realmente. Ele funciona melhor quando há teatro por trás dele. E esse sempre foi o plano. Nós sempre fomos grandes fãs de músicas de arena, o Queen é um grande exemplo, assim como o AC/DC. Você tem essas grandes canções que geram um impacto, e você tem o visual também. Então, é continuar esse tema, na verdade, fazendo um híbrido de porque como eu disse, nós temos um pé no pop também, claro tudo isso, além de um pouco mais.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Def Leppard"Todas as matérias sobre "Phil Collen"


Dia Mundial do Rock: cinco histórias que unem F1 e Rock' n' RollDia Mundial do Rock
Cinco histórias que unem F1 e Rock' n' Roll

The Gauntlet: melhores músicas para fazer air guitarThe Gauntlet
"melhores músicas para fazer air guitar"


Nikki Sixx: transei com a mulher do Bruce DickinsonNikki Sixx
"transei com a mulher do Bruce Dickinson"

Astros mortos: como estariam alguns se ainda estivessem vivos?Astros mortos
Como estariam alguns se ainda estivessem vivos?


Sobre Fábio Ruivo Brolo

Fábio Ruivo Brolo, 21 anos, formado em tecnólogo em informática. Jundiaiense, Gunner desde os 13 anos de idade após assistir pela primeira vez o clipe de November Rain em um DVD que continha diversos clipes de rock. Além do Guns tem como bandas preferidas os grandes nomes do Heavy Metal e do Hard Rock. Tentando ainda em fase inicial se tornar um bom guitarrista um dia, porém enquanto não consegue se esforça para pelo menos contribuir com o mundo do rock com boas notícias e informações. Twitter @FBROLO.

Mais matérias de Fábio Ruivo Brolo no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline