Weapon: perfeita junção do Black e Death Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vicente Reckziegel, Fonte: Witheverytearadream
Enviar correções  |  Ver Acessos

O Weapon vem despontando como uma das boas revelações do Metal canadense, fazendo um ótimo Death/Black Metal, dois estilos que possuem suas similaridades, ao mesmo tempo que são completamente distintos. A banda lançou este ano seu terceiro disco "Embers and Revelations", pela Relapse Records, o que irá trazer ainda mais notoriedade para o Weapon. Nesta conversa Vetis Monarch, vocalista, guitarrista e fundador da banda, fala um pouco mais sobre a carreira e inclusive conta ser um admirador do metal extremo brasileiro.

Nirvana: colunista da Folha pergunta se banda planeja shows no Brasil e viralizaR.E.M.: banda é dona da faixa que mais faz o homem chorar

Vicente - Conte-nos um pouco sobre os quase dez anos do Weapon

Vetis Monarch - Março de 2013 vai marcar os 10 anos da banda. Temos feito tudo em nossos próprios termos, sem nunca comprometer um pingo de nossa ideologia, idéias criativas e metas. Agora estamos em pé de guerra para a dominação global e é o culminar de um trabalho árduo, perseverante e sem aceitar um não como resposta.

Vicente - Vocês lançaram este ano o seu terceiro disco, "Embers and Revelations". Como foi a gravação deste álbum?

Vetis Monarch - A gravação é sempre um momento estressante / agradável para nós. Desta vez tivemos um produtor de verdade (Terry Paholek) trabalhando com a gente, por isso foi ainda mais estressante, porque o homem é um perfeccionista. Não que nós não somos, mas a sua abordagem a aspectos musicais e técnicas de estúdio está em um nível diferente de profissionalismo.

Vicente - E a reação dos fãs foi que vocês esperavam?

Vetis Monarch - Pelo fato desse álbum estar sendo lançado pela Relapse Records, ele irá expor-nos a muito mais pessoas e ganharemos um público muito maior. Ao mesmo tempo, eu sei que os idealistas vão nos chamar de "vendidos" porque nós assinamos com uma grande gravadora, mas não dou a mínima. Nós fazemos o que fazemos. As pessoas que são genuinamente Death/Black Metal não irão se decepcionar.


Vicente - Para você, qual é a principal diferença entre "Embers and Revelations" para os primeiros álbuns do Weapon?

Vetis Monarch - Temos muito mais agressão, as composições estão mais maduras e dinâmicas em nossas novas músicas. Weapon é muito mais uma banda multidimensional neste ponto, e neste caminho que devemos continuar.

Vicente - Conte-nos um pouco sobre as letras neste álbum, qual é a mensagem que a banda quis passar para seus fãs?

Vetis Monarch - Desde o início, o ocultismo e o satanismo tem ditado o conteúdo lírico e até hoje assim isso permanece. Nós não estamos aqui para pregar às pessoas, mas para apontar quem vai "ouvir" a direção correta. As palavras são inúteis se as ações não as seguem.

Vicente - Além disso, vocês lançaram "Drakonian Paradigm" e "From the Devil's Tomb". Conte-nos um pouco sobre cada um deles.

Vetis Monarch - "Drakonian Paradigm" é o nosso álbum de estréia, místico, sinistro e muito pessoal. O álbum, infelizmente, sofreu com uma produção pobre e um baixista incompetente, mas no geral é excelente.

Vetis Monarch - Em nosso segundo álbum, "From the Devil's Tomb", que trouxemos a violência e brutalidade a um novo nível, um álbum implacável e sombrio que não é fácil de digerir, mas gratificante cada vez que escutado. Este é o álbum que nos colocou no mapa, por assim dizer.

Vicente - O som do Weapon é um forte Death / Black Metal. Como você vê essa cena nos dias atuais?

Vetis Monarch - Existem algumas bandas fenomenais no Black e Death Metal hoje em dia, mas poucas bandas mesclam os dois estilos de forma satisfatória. Black Metal é Satã e Death Metal é a morte e decadência.


Vicente - Como é a cena no Canadá com relação ao Rock e Metal?

Vetis Monarch - A Cena Metal está bem. Temos bandas como Mitochondrion, Antdeiluvian e Chthe'ilist, todas muito relevantes. Eu não escuto rock moderno, então não posso falar sobre isso.

Vicente - O que vocês sabem sobre Rock e Metal no Brasil?

Vetis Monarch - Uma das minhas bandas favoritas de Black Metal de todos os tempos, Mystifier, vem do Brasil. Também tem as essenciais, como Sarcofago, Impurity, Krisiun, Holocausto, Goatpenis e muitas outras.

Vicente - Em poucas palavras, o que você pensa sobre essas bandas:

Deicide: Os primeiros álbuns são essenciais. Especialmente Legion!

Morbid Angel: Uma banda que não poderia fazer nada de errado no meu livro, até sua recente produção de lixo em 2011. Talvez a minha banda favorita de Death Metal.

Immortal: Holocausto puro. Isso é tudo.

Voivod: A fundação canadense do Speed / Thrash. Os álbuns posteriores não chegaram a me chamar à atenção, mas eu ainda os respeito muito.

Vicente - Por fim, deixe uma mensagem para todos os brasileiros que conhecem ou gostariam de saber muito mais sobre a música do Weapon.

Vetis Monarch - O Weapon tem uma apreciação muito forte pelo Metal brasileiro e os apoiadores do black/Death Metal que vêm do Brasil. Esperamos fazer uma turnê muito em breve e mostrar nossa violência satânica em um ambiente ao vivo!



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Weapon"


Nirvana: colunista da Folha pergunta se banda planeja shows no Brasil e viralizaNirvana
Colunista da Folha pergunta se banda planeja shows no Brasil e viraliza

R.E.M.: banda é dona da faixa que mais faz o homem chorarR.E.M.
Banda é dona da faixa que mais faz o homem chorar


Sobre Vicente Reckziegel

Servidor público, escritor, mas principalmente um apaixonado pelo Rock e Metal há pelo menos duas décadas. Mantêm o Blog Witheverytearadream desde Dezembro de 2007. Natural e ainda morador de uma pequena cidade no interior do Rio Grande do Sul, chamada Estrela. Há muitos anos atrás tentou ser músico, mas notou que faltava algo simples: habilidade para tocar qualquer instrumento. Acredita na música feita no Brasil, e gosta de todos os gêneros, desde Rock clássico até Black Metal.

Mais matérias de Vicente Reckziegel no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin