Crucified Barbara: entrevista com a vocalista Mia Coldheart

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Edu Lawless, Fonte: Rock Express
Enviar correções  |  Comentários  | 


Crucified Barbara, expoente banda sueca formada apenas por garotas já está na estrada desde 1998. No começo a banda tinha um estilo mais punk rock, mas mudou para o Heavy Metal. Com a entrada da vocalista Mia Coldheart, a banda assinou com a gravadora sueca GMR e lançou seu primeiro álbum “In Distortion We Trust” em 2005. Desde então a banda já pode tocar em turnês com Motorhead e Sepultura entre outras e se tornou bem conhecidas da cena Metal Européia participando de vários grandes Festivais. Às vésperas de entrar em estúdio para a gravação do seu terceiro álbum, o ROCK EXPRESS entrou em contato com a banda numa entrevista exclusiva com a vocalista Mia Coldheart que contou um pouco mais sobre a banda e o que esperar do novo álbum! Confira.
5000 acessosBeatles: como seriam os quatro rapazes hoje em dia?5000 acessosSeparados no nascimento: Dave Mustaine e um Cocker Spaniel

Por Edu Lawless do ROCK EXPRESS

ROCK EXPRESS – Recentemente CRUCIFIED BARBARA revelou em seu site oficial que estaria trabalhando em seu novo álbum de estúdio. Conte-nos mais sobre esse novo álbum? O que os fãs podem esperar dele?

Mia Coldheart – Nós não queremos mudar qualquer coisa, apenas fazê-la melhor. Assim como antes nós não temos medo de mesclar diferentes estilos e haverá mais foco na melodia do que antes. Claro que nós estamos planejando fazer de longe o melhor álbum!

ROCK EXPRESS – No primeiro álbum ‘In Distortion We Trust’ a banda tinha um som mais sujo. No segundo álbum o som me pareceu seguir mais a tendência de um Hard Rock, mas não menos pesado. Como você vê esses dois álbuns e qual a tendência do novo trabalho?

Mia – O primeiro álbum é mais cru de um modo, mas no segundo álbum nós procuramos soar mais como nós fazemos ao vivo, e ainda estamos trabalhando nisso com o novo álbum. Alto, sujo e suado! Nós queremos que o novo álbum seja um pouco mais sujo e menos moderno, mas ele ainda está saindo. Nós temos grandes equipamentos agora tanto que temos um som matador no palco, e nós faremos o nosso melhor para adicionar esse sentimento no álbum.

ROCK EXPRESS – Eu pude ouvir duas músicas inéditas (‘Fire’ e ‘Heaven or Hell’), ou que não estão nos dois primeiros álbuns, publicadas no MySpace da banda, e em minha opinião são excelentes músicas e com um toque maior do estilo Hard Rock. Elas estarão no próximo álbum? Elas seriam uma preliminar do que está por vir?

Mia – “Fire” foi feita para nosso ultimo álbum, mas lançada mais tarde com o single de “Jennyfer”. “Heaven or Hell” foi uma música com que nós participamos na Suécia do concurso “Eurovision Song Contest”, uma experiência realmente divertida e um pouco louca! Essa música foi lançada com um single somente e estas músicas não serão lançadas novamente com o novo álbum. Ambas as músicas tem melodias lindas e fortes e ela pode ser uma prévia no modo que estamos trabalhando mais nas melodias agora do que antes.

ROCK EXPRESS - O novo álbum já tem nome? Você tem uma previsão para o lançamento?

Mia - Nós não temos o nome para o álbum ainda, nós veremos quando todas as músicas e letras estiverem prontas e o que vem com elas! Nós gravaremos em Setembro e Outubro e então nós esperamos lançá-lo no começo do próximo ano, mas não há uma data definida ainda.

ROCK EXPRESS – A música “Jennyfer” (do segundo álbum) chamou muito minha atenção. A letra dessa música parece ter sentimentos pessoais para alguém da banda ou próximo de vocês. Qual é a história por trás desta música?

Mia - Ela fala sobre alguém que já passou por momentos difíceis e péssimos relacionamentos, ela não acredita que ela mereça melhorar e é duro sair dessa espiral negativa – e ela começa acreditar que alguém pode amá-la pela pessoa que ela realmente é. Ela fala sobre incentivar para manter a cabeça erguida, mesmo quando os tempos são duros, porque existem pessoas que se importam, e é possível encontrar um caminho para sair da escuridão. Tínhamos alguém em mente quando nós escrevemos a canção, mas também é uma mistura de pessoas diferentes, sentimentos e experiências, tanto nossos quanto dos outros.

ROCK EXPRESS – Na versão original do primeiro álbum vocês fizeram covers do KISS e Motorhead. Qual a principal influência do CRUCIFIED BARBARA?

Mia - Nós sempre tivemos problemas respondendo essa questão, a banda não tem uma principal influência em mente quando escrevemos as músicas. Todas nós começamos a tocar música por nós mesmas porque gostávamos de Nirvana, Hole e todas as bandas legais da era "grunge", apesar de não conhecermos umas às outras nesse tempo, nós nos encontramos anos depois e formamos a banda. Agora nós ouvimos todos os tipos de música. Eu perguntei para Klara agora o que ela diria sobre nossas principais influências (nós estamos na minha casa escrevendo músicas). Ela disse espontaneamente: sexo, morte e velha escola do metal pesado. Por isso vamos mantê-la assim!

ROCK EXPRESS - Há mais bandas femininas vindo da Europa do que de outras partes do mundo, e a Suécia é um dos berços deste novo cenário das bandas femininas. Como você vê isso?

Mia - A Suécia é um país ótimo para fazer música, há tantas grandes bandas ao redor de modo que há muita concorrência, mas ainda assim todos são legais e se dão muito bem. Existem organizações muitos jovens que estão apoiando as bandas jovens a começar tocar e encontrar salas de ensaio, etc., por isso é um bom clima para as bandas crescerem. Tanto para garotos e garotas, então eu acho que incentivam também as garotas a tocar mais. Há tantas garotas mais jovens tocando em bandas de rock hoje em comparação com quando eu comecei a tocar há 16 anos, então eu acho que você pode esperar muito mais das grandes bandas de rock feminino no futuro.

ROCK EXPRESS - Qual banda feminina a CRUCIFIED BARBARA tem com grande inspiração? Quem você considera um grande nome feminino para o Rock nos dias de hoje?

Mia - Nós não temos uma influência principal feminina para CRUCIFIED BARBARA, Somos apenas inspiradas por grandes bandas. Nós não pensamos em termos de masculino e feminino, quando ouvimos música. Mas eu fui muito inspirada por Courtney Love, quando eu comecei a tocar e queria ser como ela. Então eu fui mais para o metal e queria ser como Marty Friedman (Megadeth), haha. Eu também fui muito inspirada por Drain STH e Phantom Blue, especialmente o álbum “Built to Perform” com a grande guitarrista - e pessoa incrível - Michelle Meldrum (RIP) e Gigi Hangach “cool rock vox” (uma voz legal do rock) que era também um abridor de olho para mim, mesmo antes que eu começasse a cantar.

ROCK EXPRESS - CRUCIFIED BARBARA já é bem conhecida na cena do metal europeu, principalmente fazendo parte de grandes festivais. Como você vê o público da banda nos outros continentes, especialmente na América do Sul?

Mia - É incrível ver que temos uma grande base de fãs, mesmo em partes do mundo que não fizemos nenhuma Tour ainda. Recebemos um monte de pedidos de pessoas na América do Sul e nós realmente pensamos sobre o tempo que iremos fazer uma Tour por lá! É claro que é um sonho uma Tour Mundial, se o novo álbum se tornar um grande sucesso – que é o nosso plano claro, poderá acontecer em breve!

ROCK EXPRESS - Há alguma possibilidade ou intenção de vir do Brasil em breve?

Mia - Temos alguns bons contatos no Brasil, então eu acho que nós vamos definitivamente ir quando tivermos lançado o novo álbum!

ROCK EXPRESS - Qual lenda do rock, com quem você já tocou e que foi inesquecível?

Mia - Foi incrível fazer 4 semanas de Tour do Reino Unido com o Motörhead em 2006! No último show em Londres, Phil Campbell se juntou a nós no palco e tocou ‘Killed by Death’ com a gente, que foi um dos melhores momentos, a banda nunca soou tão bem, ha, ha! Foi uma verdadeira honra ser convidada por Lemmy e a banda para abrir para eles. Então teve também uma grande semana, quando nós excursionamos pela Escandinávia com Sepultura e In Flames!

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Crucified Barbara"

Crucified BarbaraCrucified Barbara
A curiosa origem do nome da banda

MulheresMulheres
5 bandas de Hard Rock atuais com vocais femininos

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Crucified Barbara"

BeatlesBeatles
Como seriam os quatro rapazes hoje em dia?

Dave MustaineDave Mustaine
A bizarra semelhança com um Cocker Spaniel

GuitarristasGuitarristas
Os sete mais influentes de todos os tempos

5000 acessosAskmen.com: site elege as dez melhores músicas do Nirvana5000 acessosAnitta: "Eu era roqueira. Comecei no funk por destino."5000 acessosOzzy Osbourne: Sharon conta como o Madman tentou assassiná-la5000 acessosAnthrax: veja Scott Ian sendo morto em "The Walking Dead"5000 acessosHeavy Metal: top 10 músicas instrumentais com foco em guitarras5000 acessosAssombrai-vos: prodígio da bateria de 7 anos descasca Painkiller

Sobre Edu Lawless

Editor e criador do site Rock Express, que deu asas ao grande desejo de escrever e viver um pouco mais intensamente o mundo do Rock. A filosofia é a vertente do Hard Rock - Sexo & Rock - e a ideologia é sempre escrever sua própria matéria e continuar Fotografando e Animalizando...! Keep rockin´ dudes!!! \,,/

Mais matérias de Edu Lawless no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online