Maggot's Soldiers : Entrevista com J.F. Costa, da Nitrovoid

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Everton Costa, Fonte: Maggot's Soldiers
Enviar correções  |  Ver Acessos

Essa semana, o compositor, vocalista e guitarrista da banda gaúcha Nitrovoid, J.F. Costa, concedeu uma entrevista para o Blog Maggot's Soldiers, onde ele responde algumas perguntas, desde como surgiu a banda, as influências, e também dando informações sobre os possíveis eventos desse ano, a banda é formada por 4 integrantes, J.F. Costa - Voz e guitarra, Alex Castanheira - Bateria, Erlon M. - Guitarra e voz e Will Farias - Baixo.

Lauren Harris: Como é ser filha do baixista do Iron MaidenCradle of Filth: Chimbinha, do Calypso, usando camiseta?

A entrevista completa segue abaixo:

Maggot's Soldiers: Como e Quando a banda surgiu? E quem teve a idéia do nome?

José Fernando Costa: A história da banda inicia em 2002 quando eu montei a Minerva, primeira formação com músicas próprias e de minha autoria, com uma sonoridade já focada no grunge. Desde lá sempre estive escutando e compondo músicas. A Minerva durou de 2002 até 2004.
Então, tive um intervalo em que toquei com a "Stereophonia" entre 2004 e 2005.
No final de 2005, depois de uma breve passagem pela "Aberdeen" (banda grunge de rio grande, RS), resolvi retomar a Minerva. Aí já com uma sonoridade mais pesada, mesclando referências de Deftones, Korn com as antigas influências grunge.
São desta época músicas como 'Sem Lar, sem fim', 'Nebula'. No final de 2006, depois de uma pesquisa via web, descobri que existiam muitas bandas chamadas Minerva. Foi aí que surgiu a idéia de trocar o nome.
Fiz então uma lista com vários prefixos e sufixos, coisas como 'mono', 'super','ultra' aí pintou a idéia de homenagear o Black Sabbath fazendo referência a uma das músicas que mais gosto deles, 'Into the Void'.
Então, nessa brincadeira de usar prefixos e sufixos resolvi mesclar alguns com a palavra 'void' que em inglês quer dizer abismo, buraco, ai vieram nomes como 'Supervoid', 'Ultravoid' até chegar em Nitrovoid, sendo este o único nome exclusivo na web, ou seja, somos a única Nitrovoid do planeta.

Maggot's Soldiers: Quais as bandas que mais influenciaram o som de vocês?

José Fernando Costa: As bandas que mais me influenciaram e continuam influenciando são aquelas que marcaram minha adolescência, época em que comecei a ouvir e tocar rock'n'roll.
Nirvana, Alice in Chains, Soundgarden, Pearl Jam, Black Sabbath, Helmet, Deftones, Korn, Metallica entre outras, além de coisas mais antigas como The Beatles e Pink Floyd.

Maggot's Soldiers: Desde a criação da banda, até hoje, qual foi o momento mais marcante para vocês?

José Fernando Costa: Acho que o principal momento da Nitrovoid até agora foi a participação no concurso "a melhor banda é daqui" em junho de 2010, onde concorremos com mais de 160 bandas de todo o Rio Grande do Sul, e na final tocamos ao lado da Cachorro Grande ficando em quarto lugar geral.
Até agora essa foi a passagem mais significativa de nossa história.

Maggot's Soldiers: E os shows de vocês, existe alguma preocupação em agradar o publico, ou vocês tocam o que vocês gostam mesmo?

José Fernando Costa: Em primeiro lugar não penso em fazer um som que vai agradar determinado público ou não, faço canções que gosto de ouvir usando as referências que tenho pra modular algo diferente e novo. O compositor é como um liquidificador onde misturam-se todas as influências produzindo uma mistura diferente e nova . Minha preocupação é fazer um som que primeiro me agrade e para isso sou muito exigente em relação a qualidade do material, quando chegamos a apresentar ou gravar alguma música é porque ela já passou por uma peneira gigantesca, várias músicas que fiz ficaram pelo caminho por eu achar que não se encaixavam na proposta da Nitrovoid ou que não estavam à altura do material já apresentado antes

Maggot's Soldiers: Vocês tem algum show previsto para este ano?

José Fernando Costa: Ainda não marcamos nada, porém, com o lançamento do single de 'Senhor de todo caos' esta semana, pensei que poderíamos marcar alguma data em São José do Norte e Rio Grande, talvez até em Porto Alegre ou Pelotas, mas não temos nada confirmado.

Maggot's Soldiers: Houve algum momento dificil em que vocês pensaram que seria o fim do sonho?

José Fernando Costa: Pra mim o período mais crítico foi quando a formação que gravou o 'Morphocoda' saiu antes mesmo do disco estar nas lojas.
Fiquei alguns meses pensando em carreira solo, gravar sozinho em casa, e até em abandonar a idéia de ter banda. Hoje em dia estou mais relaxado, sinto que a banda está num caminho legal, fazemos o som que gostamos, estou tocando com pessoas que entendem o que penso e que gostam dos mesmos sons que eu. Além disso, acho que temos um público bacana, embora restrito, mas que agita bastante e acompanha tudo o que a gente tem feito, isso pra mim é sinônimo de sucesso!

Maggot's Soldiers: Existe alguma música em especial da Nitrovoid, ou todas tem o mesmo valor?

José Fernando Costa: Existem as preferidas, mas depende do momento, existem também algumas que são simbólicas de alguns períodos 'Sem Lar, sem fim' é um marco na minha forma de compor, foi uma música que levou meses para ser ajustada e chegar no formato que foi gravada além de representar todo um contexto no qual ela foi composta, outra que possui essa característica é 'Karmavírus', foi mais um avanço na sonoridade da Nitrovoid .
Talvez seja ela a música que sintetize tudo o que a banda tem para mostrar, desde a melodia, letra e o som.
'Senhor de Todo Caos' também tem esse status, foi composta depois de uma discussão entre a gente e além de ser uma música forte com riff e refrão marcante, existe a questão da letra, e é também uma canção que marca uma nova fase na sonoridade da Nitrovoid rumo a uma identidade própria.
Mas eu também gosto bastante das músicas acústicas como 'Juiz Celestial, 'Bota Velha Preta', 'Divino Imperfeito', pois mostram um contraponto ao lado pesado da banda

Maggot's Soldiers: E o rock'n'roll tanto nacional tanto como o internacional, existe alguma banda nova que vocês estão acompanhando?

José Fernando Costa: É estranho isso porque eu gosto de bandas velhas ou que surgiram há um certo tempo, acompanho o Wolfmother, embora já não seja tão novo assim.
Basicamente, as bandas que acompanho são aquelas que surgirão de 2000 em diante além das bandas grunge de seattle e alguma coisa de metal, Slipknot, Metallica, Seventh Void, Sahg, essas coisas... No âmbito nacional está difícil, Eu gostava um pouco da Pitty mas o último disco dela deixou a desejar. Já pelo underground tem várias bandas que eu gosto, Água Pesada, Trend, Fusarium são boas bandas.

Maggot's Soldiers: E o rock'n'roll brasileiro, sobre essa nova onda de adolescentes que só ouvem o estilo por moda, sendo influenciados pela midia e por certas bandas que se auto - nomeam 'banda de rock', fazendo o estilo deles virar piada. Isso, de certo modo prejudica e envergonha o velho e bom rock'n'roll das antigas?

José Fernando Costa: Não acho que seja uma vergonha para o rock, até porque nem considero essas bandas como rock, mas essa história de seguir a moda é até certo modo explicável, diante dessa sociedade da informação em que vivemos é quase impossível fugir da influência midiática. Óbvio que existem aqueles que sabem separar o joio do trigo, mas grande parte dessa geração que vive na frente da tv e do computador, basicamente se inspira e quer ser como os atores da "malhação" ou como a banda do momento Restart.
Se formos analisar como isso era antes veremos várias bandas que moldaram gerações, porém com muito mais qualidade e integridade musical. O que difere essas bandas mais novas que se intitulam 'rock' que na verdade não servem nem para pop das bandas que estiveram na moda antigamente Nirvana, por exemplo, esteve na moda no começo dos anos 90 é justamente a ausência de conteúdo tanto nas letras quanto na parte musical arranjos pobres, melodias corriqueiras e banais, nada de inovador.

Maggot's Soldiers: Quem quiser entrar em contato com a Nitrovoid, como pode fazer?

José Fernando Costa: Pode encaminhar e-mail para: [email protected] ou deixar recado em qualquer rede social ou pelo telefone (53) 99688898.

Maggot's Soldiers: E pra encerrar, você gostaria de mandar alguma mensagem para o pessoal que acessa este site, ou até mesmo mandar um recado pra galera que já tem uma banda e tem um sonho, e com certeza devem estar passando pelas dificuldades que vocês passaram no incio?

José Fernando Costa: Embora exista toda uma dificuldade para se começar a fazer um som e manter uma banda, o que realmente importa é gostar do que se faz.
A partir disso tudo que vier em seguida será muito prazeroso e divertido. Posso dizer que é possível sim fazer som aqui em São José do Norte e além disso viver do que se gosta sem precisar tocar forró ou qualquer outro ritmo corriqueiro, Para quem está começando fica a dica de investir e se preparar para o desafio, porém, se você curte rock e quer isso, vá em frente porque é legal e sempre te traz bons frutos.
Deixo aqui registrado meu agradecimento ao pessoal do site Maggot's Soldiers que vem desbravando fronteiras nessa são josé do norte e segue firme na luta pelo espaço que o rock'n'roll deve ter.
Keep on rockin'!!
Abraços!

Visite o link abaixo para mais detalhes e fotos do Nitrovoid.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Nitrovoid"


Lauren Harris: Como é ser filha do baixista do Iron MaidenLauren Harris
Como é ser filha do baixista do Iron Maiden

Cradle of Filth: Chimbinha, do Calypso, usando camiseta?Cradle of Filth
Chimbinha, do Calypso, usando camiseta?


Sobre Everton Costa

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin