Matérias Mais Lidas

AC/DC: as ordens de Malcolm para quem ia subir ao palcoAC/DC
As ordens de Malcolm para quem ia subir ao palco

Iron Maiden: As 44 músicas nunca tocadas ao vivo, segundo a LoudwireIron Maiden
As 44 músicas nunca tocadas ao vivo, segundo a Loudwire

AC/DC: a reação de Angus Young quando ouviu Jimi Hendrix pela primeira vezAC/DC
A reação de Angus Young quando ouviu Jimi Hendrix pela primeira vez

David Ellefson: a diferença de trabalhar com Max Cavalera e Dave Mustaine, segundo eleDavid Ellefson
A diferença de trabalhar com Max Cavalera e Dave Mustaine, segundo ele

Metallica: a fortuna que Robert Trujillo recebeu só para se juntar à bandaMetallica
A fortuna que Robert Trujillo recebeu só para se juntar à banda

Metaleiro também ama: músicas escritas por bandas de metal que falam de amorMetaleiro também ama
Músicas escritas por bandas de metal que falam de amor

Guns N' Roses: quando a banda ajudou Ian Astbury, do The Cult, a fugir da políciaGuns N' Roses
Quando a banda ajudou Ian Astbury, do The Cult, a fugir da polícia

Gene Simmons: como Paul Stanley teve a ideia do nome KissGene Simmons
Como Paul Stanley teve a ideia do nome Kiss

Nightwish: As 10 músicas que mudaram a vida de Floor JansenNightwish
As 10 músicas que mudaram a vida de Floor Jansen

Motorhead: 10 das frases mais marcantes de Lemmy KilmisterMotorhead
10 das frases mais marcantes de Lemmy Kilmister

Pitty: cantora publica foto nua na internet e bate recorde de curtidasPitty
Cantora publica foto nua na internet e bate recorde de curtidas

Dia dos Namorados: 15 músicas para você ouvir junto com mozão nesta data especialDia dos Namorados
15 músicas para você ouvir junto com "mozão" nesta data especial

Brian May: por que ele prefere tocar com moeda ao invés de palhetaBrian May
Por que ele prefere tocar com moeda ao invés de palheta

Andre Matos: músicas gravadas em 2019 chegaram a reuni-lo com Rafael BittencourtAndre Matos
Músicas gravadas em 2019 chegaram a reuni-lo com Rafael Bittencourt

Sepultura: Wacken Open Air compartilha quatro clássicos da banda do show de 2018Sepultura
Wacken Open Air compartilha quatro clássicos da banda do show de 2018


Pentral
Arte Musical

Sammy Hagar: entrevista para a Guitar International

Por Lara Paiva
Fonte: Guitar International
Em 08/02/11

O ex-vocalista do Van Halen e atual vocalista da CHICKENFOOT, SAMMY HAGAR, concedeu entrevista para a revista Guitar International. Confira parte dessa entrevista traduzida por mim, aqui embaixo:

É tão difícil de acreditar que o prolífico guitarrista, compositor e cantor trabalha como profissional há quase 44 anos, começou a carreira gravando "Reach Out to Find Me" e "Ready My Thoughts" em 1967. Durante os anos seguintes, Sammy Hagar teve vários sucessos em carreira solo, participou da banda de rock Montrose e trabalhou por uma década com o Van Halen, durante o auge da banda. Por isso que mantêm ainda a exuberância e o entusiasmo pela música que, muitas vezes, é encontrada em artistas com metade de sua idade ou mais novos.

Hagar tem estado muito animado, nesses últimos tempos. Quando deixou o Van Halen, isto poderia ter sido uma desvantagem para a carreira, mas ele teve a oportunidade de reconstruir, em 2008, e formou o super grupo CHICKENFOOT. A banda também conta com Chad Smith (Red Hot Chili Peappers), Michael Anthony (Van Halen) e o virtuoso guitarrista Joe Satriani. Atualmente estão trabalhando em seu segundo álbum. De acordo com o cantor, as sessões de gravações estão muito à frente do cronograma e a química da banda é realmente boa, dando aos fãs a esperança que o álbum seja lançado ainda este ano.

Neste ano, o vocalista escreverá um livro que, para ele, é um novo hábito. O título será "Red: My Uncensored Life in Rock" (em português "Vermelho: Minha vida censurada no Rock", sendo que "Red" é um apelido de Hagar), uma autobiografia co-escrita por Joel Selvin, que relata a experiência do Sammy como um dos roqueiros mais famosos e bem sucedidos do mundo, tendo um olhar sobre sua vida e a música na perspectiva em que viveu. O livro será lançado nas livrarias no mês de março e, como parte de seu lançamento, o cantor vai embarcar em uma turnê, incluindo uma parada para Canadian Music Week, em Toronto, no qual ele será um dos destaques do evento.

Com tudo isso que está acontecendo, é difícil imaginar que o cantor não se aposente tão cedo, ao contrário de muitas pessoas de sua faixa etária. Hagar compõe novas canções, está gravando novo disco e continua sendo tão criativo, tudo isso com o entusiasmo palpável de que não podemos deixar abatidos quando escutamos seus novos empreendimentos.

Guitar International: Vocês estão gravando o álbum do Chinckenfoot há uma semana, como conseguiram ir tão longe?

Sammy Hagar: Começamos no último sábado - faz uma semana hoje. Sete dias e você não vai acreditar, mas gravamos onze músicas. Não costumamos escrever uma música, depois ensaiar e gravar. Nós escrevemos no estúdio, na hora. Joe [Satriani] dá algumas ideias que são realmente boas e não são vagas. Ele lhe presenteia com uma introdução, um verso, um refrão, uma ponte, um solo e um fim.

Eu sinto que as músicas estão melodicamente no meu repertório de blues. [Risos] Então, meu trabalho é vir para cima com um título antes de terminar o ensaio. Por último, mas não menos importante, eu saio e escrevo as letras. Acredite ou não, eu já escrevi cinco canções para o novo disco. Em seguida, gravamos boas músicas e continuamos com o processo. Eu não consigo acreditar o quão rápido as coisas estão indo nas gravações. É incrível.

Guitar International: Parece que vocês estão voando no processo de gravação. Será que vão bater com a data de lançamento, já que as coisas estão se movendo rapidamente?

Sammy Hagar: Nós estamos voando com ele, mas não acho que teremos problemas quando for lançado. E não acho que vamos lançá-lo perto do final do ano. Está acontecendo rápido por conta própria, mas tivemos que meter o Chad [Smith] para este período de cinco semanas que temos para ser feito [o disco]. Estimava que nessas cinco semanas conseguisse escrever apenas 12 ou 13 canções e estabelecer as gravações de bateria. Então o Chade poderia ir embora e Joe, Michael e eu poderíamos terminar as gravações. Esse era o plano, mas estamos muito além disso.

É muito porra louca a química da nossa banda. Estamos neste momento nos empurrando para fazer alguma coisa musicalmente e sabemos da nossa capacidade em fazê-las, mas ainda não tocamos. E continuo dizendo a Joe [Satriani]: "Que ideia você deseja para mim? Como você gostaria de me ouvir cantar? Escreva uma música como essa e eu vou me esticar e fazer a minha voz trabalhar de forma lírica". Fizemos isso em um curto espaço de tempo, e parece que a banda só vem fácil. Há uma química muito especial.

Guitar International: Falando em química, vocês gravarão por cinco semanas por causa do Chad com o Chili Peappers. Houve rumores que você pode encontrar como um substituto para o Chad, para que a banda possa entrar em turnê, mas qual é sua posição sobre isso? Você procura um baterista para turnê ou esperará Chad ficar livre para poder ir à estrada juntos?

Sammy Hagar: É difícil dizer. Eu não estou pronto para me comprometer e dizer uma coisa dessas. Se fosse do meu jeito, Chad seria o baterista da banda e não haveria outro. Mas, ao mesmo tempo, é o que fizemos para este CD, nós conversamos por oito meses para entrar em estúdio. Poderíamos fazer um registro a qualquer momento, porque eu tenho um estúdio próprio, mas esperamos o Chad. Os promotores estão tentando reservar a gente para este verão, para poder tocar na Europa e em alguns cantos dos Estados Unidos, mas decidimos dizer não.

Nós não vamos fazer show até que a gravação esteja pronta. Vamos lançar este disco e ver o que acontece. Se a resposta for à mesma da última vez, provavelmente vamos tocar fora. Se conseguirmos um baterista substituto, teremos o pior filho da puta e teremos que sair com ele. Talvez Chad possa fazer isso de novo [arranjar baterista substituto].

Chad é o baterista da Chinckenfoot. Não faríamos uma mudança dizendo "Este é o novo baterista". Seria a mesma coisa em dizer: "Aqui está o baterista que vai preencher o espaço de Chad até quando ele possa voltar". Esse é o jeito que tem que ser para mim, Chad como baterista da Chinckenfoot, por causa da química.

Para conferir mais sobre a entrevista (em inglês) de Sammy Hagar à Guitar International, é só acessar o site da revista:
http://guitarinternational.com/wpmu/2011/02/07/sammy-hagar-interview-the-red-rocker-uncensored/

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Pentral
Arte Musical
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Van Halen: Sammy Hagar só topa voltar se David Lee Roth ficarVan Halen
Sammy Hagar só topa voltar se David Lee Roth ficar

Sammy Hagar: Eu posso me gabar um pouco; eu vim do nada!Sammy Hagar
"Eu posso me gabar um pouco; eu vim do nada!"

Separados no nascimento: Joe Satriani e Lord VoldemortSeparados no nascimento
Joe Satriani e Lord Voldemort


Death Metal: as 10 melhores bandas de acordo com a AOLDeath Metal
As 10 melhores bandas de acordo com a AOL

Lista: clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1Lista
Clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1


Sobre Lara Paiva

Estudante de jornalismo da UFRN. Aos 12 anos começou a escutar Black Sabbath. No início, os pais pensavam que isso seria uma fase, mas a fase virou uma tórrida paixão pelo Rock and Roll.

Mais matérias de Lara Paiva.