Ozzy Osbourne: "pela 1ª vez na vida sei o que quero fazer"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Emanuel Seagal, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Sarah Rodman do The Boston Globe recentemente conduziu uma entrevista com Ozzy Osbourne. Confira abaixo alguns trechos da conversa.

De AC/DC a ZZ Top: Origens dos nomes de bandas e artistas de rockZakk Wylde: cinco momentos insanos do guitarrista

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

The Boston Globe: O novo álbum ["Scream"] tem algumas faixas que se destacam, em particular "Life Won't Wait"...

Ozzy: Meu garoto mais novo, Jack, é tipo, "aquela música é incrível!" e eu pergunto, "você acha?" pois tudo fora do heavy metal, eu tenho uma certa timidez. Minha ambição, um dia, não num futuro próximo, é, eu gostaria de formar.. você já ouviu o álbum "The Fireman" do Paul McCartney?

The Boston Globe: Sim.

Ozzy: É tão diferente do Paul McCartney que é brilhante. A liberdade daquele álbum, a vibe dele, é meio U2 em alguns momentos mas eu o admiro por fazer aquilo e é o que eu amaria fazer um dia. Eu tenho o nome mas não irei te contar. Aquele álbum é tão bem feito. Quando você pensa em "Silly Love Songs", que é uma ótima música pop, e então ouve aquela faixa tão blues [em "The Fireman"] é brilhante.

The Boston Globe: Bem, você é Ozzy Osbourne. Você deveria ser capaz de fazer o que quiser, certo? Por que não fazer isso no próximo álbum?

Ozzy: É o que quero fazer antes de morrer. E a questão que continua vindo agora, "Você acha que um dia vai ter uma reformulação do Black Sabbath?" Eu nunca digo nunca. Eu falei com Tony Iommi ontem. Falei com Geezer Butler semana passada. Falo com Bill Ward muito freqüentemente, ele mora perto de mim. Estamos todos conversando e isso é um ótimo sinal. Eu também gostaria de fazer um grande álbum do Ozzy. O tempo não está mais ao meu lado (risos). Eu estou nos meus 60 e tenho todos estes grandes planos. Eu acho que pela primeira vez na minha vida eu sei o que quero fazer.

The Boston Globe: Você as vezes deseja que não tivesse levado tanto tempo para descobrir?

Ozzy: Não, é como a música diz, "A vida não vai esperar por você, meu amigo." Quando você é jovem você pensa "Eu tenho todo o resto da minha vida." Repentinamente você está nos seus 60 anos e a estrada fica mais estreita. Pobre Ronnie Dio faleceu recentemente, isso foi muito triste.

A entrevista completa (em inglês) pode ser conferida aqui.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Ozzy Osbourne"


Ozzy Osbourne: Tentei parar, mas ainda tenho vida em meus ossosOzzy Osbourne
"Tentei parar, mas ainda tenho vida em meus ossos"

Ozzy: se não fosse o Black Sabbath, eu já teria morridoOzzy
"se não fosse o Black Sabbath, eu já teria morrido"


De AC/DC a ZZ Top: Origens dos nomes de bandas e artistas de rockDe AC/DC a ZZ Top
Origens dos nomes de bandas e artistas de rock

Zakk Wylde: cinco momentos insanos do guitarristaZakk Wylde
Cinco momentos insanos do guitarrista


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor