Ted Nugent: "música divertida, intensa e furiosa"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por César Enéas Guerreiro, Fonte: Brave Words & Bloody Knuckles, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

A lenda norte-americana do rock TED NUGENT falou com o site Themonitor.com sobre vários assuntos. Alguns trechos desse papo seguem abaixo.

MMA: os lutadores que curtem Rock e Heavy MetalFotos de Infância: Anselmo, Dimebag, Rex Brow e Vinnie Paul

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Themonitor.com: O que os fãs podem esperar do seu show?

"O mais puro terror e a ameaça genuína de que se você não se mexer com um entusiasmo animal, há uma grande possibilidade de que coisas violentas possam acontecer com você - com o máximo de paz e amor, é claro. Mick Brown na bateria e Greg Smith no baixo representam a mais perigosa seção rítmica com a qual um guitarrista poderia algum dia sonhar em tocar e criamos todas as noites uma tempestade da mais básica fúria R&B&R&R. E não nos acomodamos. Minha música nunca esteve tão divertida, intensa ou furiosa em toda a minha vida. Não há explicação, exceto a de que Mick, Greg e eu temos tanta vontade de enlouquecer com a música que vivemos cada jam, música, show e momento com toda a nossa energia. Isso não é deste mundo. Se você não tiver o momento mais inesquecível de sua vida num de meus shows, você precisa urgentemente de ajuda".

Themonitor.com: Como as suas composições, shows de televisão e opiniões influenciaram os seus fãs ao longo dos anos?

"Meus fãs são os mais entusiasmados, apaixonados e amalucados amantes de rock 'n' roll de todos os tempos. Eles sempre foram assim, mas como aqui nos Estados Unidos temos agora um fã-clube de Mao Tse Tung na Casa Branca [N.: Crítica ao governo de viés socialista de Obama], nossa paixão pela América de verdade impulsiona nossa celebração musical para um nível mais alto, pois sabemos que nossa exigência popular de um retorno para a América de verdade está pegando fogo por toda esta grande nação e isso nos traz muita energia. Estamos unidos em nosso objetivo de destruir toda essa apatia que abriu as portas para o clã Obama. Minha música é a trilha sonora para o Dia da Oposição [N.: Referência à coletânea 'Happy Defiance Day']".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Themonitor.com: De todas as coisas que você já fez e continua a fazer, de qual você tem mais orgulho?

"Eu sou mais do que orgulhoso de meus filhos, de minha família e do fato de estar cercado da mais dedicada equipe de apoio, que inclui minha banda e guias de caça, além de meus amigos, que são realmente as melhores pessoas do mundo. Mas ter sido convidado a entrar para o seleto grupo das muitas famílias que se preparam para dizer adeus a crianças com doenças em estágio terminal durante tantos anos é indescritível. O motivo deles terem pensado neste velho guitarrista num momento tão traumático de suas vidas é realmente inexplicável. Mas tenho muito orgulho por eles terem me escolhido para estar com eles nesses tempos tão difíceis. Eles me tornam um homem melhor. Tenho muita sorte".

Leia a entrevista completa (em inglês) neste link.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Ted Nugent"


Ramones: o dia em que foram vaiados por uma plateia de 50 mil hard rockersRamones
O dia em que foram vaiados por uma plateia de 50 mil hard rockers

Guitar World: os 100 piores solos de guitarra da históriaGuitar World
Os 100 piores solos de guitarra da história


MMA: os lutadores que curtem Rock e Heavy MetalMMA
Os lutadores que curtem Rock e Heavy Metal

Fotos de Infância: Anselmo, Dimebag, Rex Brow e Vinnie PaulFotos de Infância
Anselmo, Dimebag, Rex Brow e Vinnie Paul


Sobre César Enéas Guerreiro

Nascido em 1970, formado em Letras pela USP e tradutor. Começou a gostar de metal em 1983, quando o KISS veio pela primeira vez ao Brasil. Depois vieram Iron, Scorpions, Twisted Sister... Sua paixão é a música extrema, principalmente a do Slayer e do inesquecível Death. Se encheu de orgulho quando ouviu o filho cantarolar "Smoke on the water, fire in the sky...".

Mais informações sobre César Enéas Guerreiro

Mais matérias de César Enéas Guerreiro no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280