Anthrax: Joey Belladonna comenta seu retorno à banda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Gonçalves, Fonte: Metal Sucks, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos


Metal Sucks recentemente conduziu uma entrevista com o vocalista Joey Belladonna, do ANTHRAX. Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

Heavy Metal: "cristãos podem aprender muito com o gênero"Cults: 10 álbuns influentes que fracassaram nas vendas

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Metal Sucks: Do ponto de vista de um fã, parece que o ANTHRAX tem dificuldade em manter os vocalistas felizes. Como você se sente sobre isso?

Joey Belladonna: Eu não sei o que é. Para mim, não é difícil estar na banda, permanecer motivado e ser uma pessoa fácil de lidar. Eu acho que às vezes eles são muito meticulosos com o som que eles querem e quem eles querem na banda. Isso me deixa doido. As vezes, quando você está lá, você se sente como, "Puxa, está tudo OK? Estou indo bem para vocês, caras?" Tenho certeza que isso vai se passar pela minha mente. Eu não gosto de estar nessa situação, mas infelizmente é o que parece. Eles me garantiram que eles estão muito felizes com tudo, então vamos descobrir. Eu vou manter minha cabeça erguida e fazer o que eu faço, entende? Vamos esperar que tudo se desenrole.

Metal Sucks: Você quer dizer que os caras da banda são difíceis de entender?

Joey Belladonna: As vezes. As pessoas têm perspectivas diferentes sobre que tipo de voz que gostam e qual deve ser o estilo da banda. Para mim é como se a banda dissesse: "É ótimo, Joe, mas estamos procurando algo como isso." Cara, eu diria algo como [magnanimamente] "Ohhh realmente? Uau. Isso é péssimo." [Risos]

Metal Sucks: [risos]

Joey Belladonna: "Oh, você o quer! O que estou fazendo nesta banda?" É um relacionamento. Você espera que todas as cores combinem e que você goste do que está fazendo. Eu certamente acho que o que fiz e tenho feito com eles, pode ser bem legal. E foi - eu nunca tive dúvidas - mas quando você começa a pensar sobre isso, surge um pouco de hesitação. Eu não sei se isso é bom, mas eu não sei se isso é ruim. Todo mundo tem opiniões.

Metal Sucks: Como você disse, é um relacionamento. As vezes você tem dúvidas. Houve uma entrevista recente na qual John Bush listou uma meia dúzia de boas razões para ele não voltar ao ANTHRAX. Como você foi capaz de varrê-las de lado e voltar à banda?

Joey Belladonna: Acima de tudo, é um negócio. Você quer que o negócio seja eficiente, bem feito e adequado. Mas estando em uma banda, você quer ser capaz de fazer o que você faz e ser quem você é com as intenções certas. É difícil moldar uma voz ou apenas ligar um interruptor e ser alguém diferente. Eu finalmente alcancei meu próprio estilo ao longo dos anos, com o qual eu me sinto confortável e isso é o que eu faço. Não quero ter que modificá-lo forçadamente. Você espera ouvir "Hey, você manda bem! É assim que nós gostamos!" E você responde: "Maneiro!" Você espera ouvir essas coisas, em vez de ficar sendo tolhido de todos os lados. Mas é assim com todo mundo, eu não me importo. Eu adoro quando estamos tocando e alguém [diz]: "Cara, isso foi incrível!" "Yeah, foi foda!" Você quer se divertir lá dentro. Ter todo mundo participando, sem hesitação.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Metal Sucks: Tem sido dito que material do "Worship Music"[álbum de inéditas do ANTHRAX com Dan Nelson nos vocais] contará com novos vocais seus, e outras canções serão totalmente novas. Essa informação procede?

Joey Belladonna: Sim, vão sair algumas músicas novas, com certeza. Eu estou apostando que tudo vai acontecer. Mas alguns ajustes são necessários. Há algumas canções realmente muito boas. Eu vou cantar uma, nesta turnê. Eu fiz a minha parte nela. Foi apenas uma questão de entrar lá , dar uma oxigenada, e colocar o meu carimbo sobre ela. Mas há um monte de músicas que eu gosto - quatro, cinco, seis...

Metal Sucks: Um ponto que se perde na discussão é que as mudanças no ANTHRAX não estão limitadas aos vocalistas, há também um movimento de volta ao som da fase pré-Bush.

Joey Belladonna: Por enquanto, tem um monte de músicas que eu ainda não ouvi. Eu relembrei algumas coisas do passado também. Eu não estava certo sobre que estilo seria seguido, mas a abordagem é realmente mais old school, com alguns dos elementos mais recentes. Você sabe, um pouco de tudo. Eu não sei se um é mais do que o outro. Eu não ouvi o suficiente ainda. Ainda não avançamos muito na pré-produção para afirmar alguma coisa.

Metal Sucks: Então você ainda não ouviu tudo que eles finalizaram?

Joey Belladonna: Não.

Metal Sucks: Isso é interessante. Estou surpreso com isso. Parece que vai ser um álbum difícil de lançar, porque vai ser totalmente controlado.

Joey Belladonna: Sim. Sobre a sua pergunta anterior, sobre ter reservas quanto às coisas - essa é a terceira coisa. Talvez não nessa ordem. É uma merda estar nessa linha de fogo, quando dizem: "Ele fez isso, ele fez aquilo" ... quem se importa. Ele fez isso, agora estou de volta. Eu faço o que eu faço, e ele fez o que fez. Ele é diferente, eu sou diferente, e é isso. É péssimo quando você tem que seguir um certo padrão. John pode ter tido a mesma experiência. Eu não sei. É algo que eu realmente não passei no início. Você é quem você é. Se você gosta da banda, você gosta da maneira como fazemos as coisas, então relaxa. Tem gente que vive resmungando: "eu gostava mais quando ele ...". Eu tenho que ignorar isso tudo, eu só posso fazer o que faço e espero que entendam.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Anthrax"


Metallica: John Bush não aguentaria a pressão de ser o vocalistaMetallica
John Bush não aguentaria a pressão de ser o vocalista

Anthrax: ele tem 1,50 de altura e pesa 50 kgs diz esposa de DanAnthrax
"ele tem 1,50 de altura e pesa 50 kgs" diz esposa de Dan


Heavy Metal: cristãos podem aprender muito com o gêneroHeavy Metal
"cristãos podem aprender muito com o gênero"

Cults: 10 álbuns influentes que fracassaram nas vendasCults
10 álbuns influentes que fracassaram nas vendas


Sobre Rafael Gonçalves

Mineiro de Juiz de Fora, nascido em 1985, graduando em Administração de Empresas, leitor do Whiplash! desde 2001, guitarrista mediano. Teve seus primeiros contatos com o Rock na infância, com Legião Urbana, Raul e Pink Floyd. Porém foi somente aos 14 anos que teve os cabelos da nuca arrepiados ao ouvir uma bolachinha chamada Appetite for Destruction, de um tal Guns N'Roses. Desde então, o hard rock e o heavy metal são parte integrante e indispensável de sua vida. Mas como sabe que só existem dois tipos de música (a boa e a ruim), curte também progressivo, rock nacional, blues e até um punk rock de vez em quando.

Mais matérias de Rafael Gonçalves no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline