Scott Weiland: Slash, rock e Stone Temple Pilots

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Amanda Dumont, Fonte: Blabbermouth
Enviar correções  |  Comentários  | 

The Sydney Morning Herald conduziu uma entrevista com Scott Weiland, atual STONE TEMPLE PILOTS/ ex-VELVET REVOLVER. Alguns trechos da entrevista estão abaixo.

1089 acessosGuns N' Roses: em 2° lugar no ranking dos que mais faturaram em 20165000 acessosAntes do Black Sabbath: as 50 músicas mais pesadas do rock

Sobre como as turnês mudaram desde o início dos anos 90:

"Tudo está diferente agora. Todos costumávamos sair em turnê no mesmo ônibus e ficar doidos e costumava ter garotas. Mas tudo mudou. Agora é mais ou menos assim; terminar os shows, ir direto para o ônibus e fazer alguma entrevista rápida. Eu tenho uma cama na parte de trás do ônibus e eu posso descansar e não gastar minha voz falando a noite inteira. Eu vou dormir muito mais cedo agora."

Sobre sua saída do VELVET REVOLVER:

"Havia uma grande química com o VELVET REVOLVER. Mas havia tantos egos na banda e uma pessoa em particular, que não podia concordar com ninguém e isso causava muita discórdia. Foi um infortúnio como acabou, mas é assim que acontece para muitas bandas de rock'n'roll hoje em dia."

Sobre seu relacionamento com Slash hoje me dia:

"Eu não o vejo com tanta frequência assim, mas recentemente o encontrei em Las Vegas e foi tudo bem. Eu não tenho rancor em relação a Slash."

Sobre a decisão de fazer do novo álbum do STONE TEMPLE PILOTS um lançamento auto-intitulado:

"Deu um sentimento de começar do zero, mas também parecia como se disséssemos, 'nós não precisamos criar um grande título conceitual'. A imagem da capa (o símbolo da paz) e a música falam por si só."

Sobre o foco do STONE TEMPLE PILOTS nos shows ao vivo:

"O rock está muito fraturado. Tudo se resume às apresentações ao vivo - que é algo de que eu nunca tive medo. Ocasionalmente existem muitas surpresas e bandas que vendem muitos álbums. Eu passei por isso com o VELVET, mas isso não acontece mais tão frequentemente quanto nos anos 90. Não há mais aquela coisa de brigar com bandas novas pela atenção, como o punk, ou o glam e o grunge faziam no início dos anos 90. Tudo está em todo lugar agora."

Sobre não poder mais 'testar' novas músicas ao vivo primeiro:

"Você não pode mais fazer isso hoje em dia porque as pessoas gravam o show, então teríamos várias versões mal feitas das novas músicas no YouTube e isso não deixaria muito à imaginação quando o álbum fosse finalmente lançado."

Sobre tocar para fãs novos e antigos durante as apresentações mais recentes de STONE TEMPLE PILOTS:

"Os mais antigos são da minha idade agora. Eles estão no final do 30 anos, começo dos 40, casados, com trabalhos sérios. Então eles têm que conseguir uma babá. Mas nós atraímos uma nova geração de fãs também, entre 18 e 25 anos, e eu acho que isso se deve ao legado que deixamos. E o objetivo desde o início foi deixar um legado forte, não Lamborghinis."

Para ler a entrevista na íntegra, em inglês, acesse este link.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Guns N RosesGuns N' Roses
Em 2° lugar no ranking dos que mais faturaram em 2016

1384 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's1537 acessosFabio Lima: 13 músicas pelo Guns N' Roses1743 acessosGuns N' Roses: turnê com rappers N.W.A. quase rolou; Axl era fã0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

Guns N RosesGuns N' Roses
Confira a primeira aparição da banda na MTV

Guns N RosesGuns N' Roses
Tudo o que não lhe dizem sobre a reunião desde 2008

Guns N RosesGuns N' Roses
28 curiosidades sobre "Sweet Child O' Mine"

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Stone Temple Pilots"0 acessosTodas as matérias sobre "Velvet Revolver"0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"

RockRock
As 50 músicas mais pesadas antes do Sabbath

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
"O morcego era quente e tinha uma textura crocante!"

Heavy MetalHeavy Metal
As figuras do Diabo e personagens bíblicas nas capas

5000 acessosMetallica: as extravagâncias da banda para tocar no Rock in Rio5000 acessosTom Grosset: O mais rápido baterista do mundo segundo o Guinness5000 acessosMax Cavalera: "Deveríamos ter demitido aqueles dois e mantido o nome"5000 acessosDoc Martens: Rockstars mortos em propaganda de sapatos5000 acessosNightwish: "Encontros com fãs são luxo, não obrigação", diz Floor2784 acessosUltimate Classic Rock: Top 10 canções com "Devil"

Sobre Amanda Dumont

Formada em jornalismo é colaboradora no site desde 2011. Cobriu o Rock In Rio de 2011 e 2013 como integrante da TV Rock In Rio e atualmente trabalha com assessoria de imprensa. Apaixonada por música, está sempre atrás de novidades e curiosidades.

Mais matérias de Amanda Dumont no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online