[an error occurred while processing this directive]

Matérias Mais Lidas


Stamp

Terrorstorm: entrevista com a banda no Metal Maniacs Zine

Por Paulo Henrique do Nascimento
Fonte: Metal Maniacs Zine
Postado em 17 de março de 2010

Paulo Henrique, do Metal Maniacs Zine, conduziu uma entrevista com Alexandre "Chakal", vocalista da Banda de Thrash Metal carioca TERRORSTORM e à frente do Selo/Distro Music Reunion, cujos trechos seguem abaixo:

Salve Chakal... obrigado pela entrevista, então cara, nos fale um pouco sobre o ínicio da banda, como tudo começou?

Alexandre Chakal: Salve Paulo. O Terrorstorm iniciou suas atividades em novembro de 1996, querendo tocar Thrash metal na linha 80’s, mas com o tempo fomos agregando ai alguns outros elementos sonoros de outros estilos e caminhando. Do inicio para cá, ocorreram algumas mudanças no line-up, participamos de umas 10 compilações underground e lançamos dois discos de forma independente sendo eles: Neurotic World em 2004 e Euthanasia em 2008. De 96 até 99 a banda participou de poucos eventos devido às instabilidades em formação. Só entramos para o circuito de shows no underground por volta de 2001 na busca de divulgar as músicas de nosso 1º disco e estamos fazendo isso até hoje.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

A banda passou por várias formações e pelo que eu vi parace que o Carlos Brutal não faz mais parte da banda atualmente,estou certo? Qual foi o motivo da saída?

Chakal: Sim, Carlos era um dos integrantes com mais tempo na banda, cerca de 11 anos. Foi uma pessoa que contribuiu muito com o TERRORSTORM em várias situações e esteve sempre muito envolvido com nossos objetivos. Além de ser grande amigo pessoal de todos os integrantes.

Infelizmente há cerca de um ano ele começou a apresentar divergências pessoais com alguns integrantes e isso estava comprometendo as ações da banda prejudicando o andamento de nossos trabalhos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

Conversamos na busca de resolver os problemas que criavam as tais divergências, mas ele decidiu se desligar da banda então só nos restou a opção de concordar com a decisão e recrutar outro guitarrista para o seu posto.

A banda Terrorstorm, conta com 2 álbuns, Neurotic World e Euthanasia, lançados de forma independentes,que são álbuns consagrados no Underground nacional,foi muito difícil lançá-los e como fica a distribuição do material?

Chakal: Ambos os álbuns tiveram uma carga de trabalho grande por serem independentes e nos termos pouca experiência de como fazer. O "Neurotic", apesar de ter sido o 1º, foi mais fácil, pois a idéia inicial era gravar um demo, mas como havia 10 sons, então lançamos tudo de uma vez mas com produção e qualidade de demo. Mesmo assim esse álbum teve boa saída. Na época tivemos procura pelo CD de países da América latina e foram vendidas mais de 600 cópias ao todo. Acho que foram umas 666 cópias.(risos).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

Para distribuir foi outra parada, tivemos algum suporte de algumas distros independentes na Europa, Ásia, E.U.A. e América do Sul e para quem tava com o 1º disco, 100% independente achamos os resultados legais.

Em 2008, liberamos o NEUROTIC WORLD para download em nosso MySpace.

Já o "Euthanasia" é um álbum oficial que teve uma série de questões de produção que tornaram o lançamento mais trabalhoso. A distribuição inicial desse álbum seria feita apenas pelos parceiros que apoiaram inicialmente o projeto comprando as cópias do disco antecipadamente: Mountain Distro, Anaites ZDP, Requiem Rock Store, Nihilistic Distro e mais algumas produtoras de eventos aqui do RJ. Mas em pouco tempo tivemos o suporte de outras distros, gravadoras e lojas somaram aqui no Brasil, Alemanha, E.U.A., Portugal e Itália 30 pontos de venda para o nosso 2º CD. Esse canal de distribuição independente ajudou muito na divulgação de nosso trabalho e somos muito gratos a todos que nos apoiaram e ainda apóiam. Com isso, a tiragem do "Euthanasia" está praticamente esgotada nesse inicio de 2010.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4

Leia a matéria completa no link abaixo.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Jason Becker: O mais tocante desafio do balde de gelo

Strip-Tease: algumas canções que combinam com o tema


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Paulo Henrique do Nascimento

Editor e responsável pelo Blogzine Underground Metal Maniacs Zine. Colecionador de vinil, CDs, DVDs, tapes, fanzines e HQs. Começou a Curtir Heavy Metal no inicio da decada de 90 , por influência de seu primo. "O primeiro show que compareci foi o do Sepultura, na Praça Charles Miller em 91 , eu era apenas um pivete magrelo , que ficou totalmente assustado com o incidente ocorrido, mas de lá para cá, não consegui mais parar de curtir! Todo mundo achava que era apenas uma fase, mas continuo! Heavy Metal é o meu estilo de Vida!"
Mais matérias de Paulo Henrique do Nascimento.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS