AC/DC: "gravamos mais álbuns que um monte de bandas"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Oswaldo Marques, Fonte: Undercover News, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Paul Cashmere, do Undercover News australiano, entrevistou em outubro de 2008 o guitarrista Angus Young, que falou sobre inúmeros tópicos relacionados ao AC/DC.

3106 acessosPhil Rudd: por que ele se recusa a fazer solos de bateria5000 acessosMulheres: as bandas mais famosas em suas versões femininas

Undercover News: Que tipo de estilo de vida o dinheiro e a fama te proporcionaram?

Young: "Sempre fui um sujeito simples. Nunca fui daquele tipo de pessoa superficial que gosta de esbanjar. Penso que o mesmo acontece com o resto dos integrantes do AC/DC. Acho que é por isso que permanecemos como sempre fomos. Se você pedir a alguém para descrever um guitarrista de rock essa pessoa não imaginará uma pessoa como eu, usando short e uniforme de escola. Nós sempre fomos diferentes do resto".

Undercover News: E sobre os bens materiais?

Young: "Bens materiais? Eu nunca fui a favor de uma vida superficial e fútil, uma casa grande com uma piscina enorme e um monte de garotas em volta".

Undercover News: Os discos tem rareado ultimamente. Vocês lançaram dois no primeiro ano, cinco nos dois primeiros anos e meio, mas esta produtividade está muito distante agora.

Young: "É verdade, mas temos gravados mais álbuns em nossa carreira que um monte de bandas por aí. Lançamos mais álbuns do que o The Who nos últimos vinte anos. Temos sorte em ter mais tempo de concentrarmos nosso tempo para compor, o que é muito gratificante. Você consegue realmente se concentrar. No passado tinha o prazo final para entrega do material expirando ao mesmo tempo em que havia uma turnê. Muito do material anterior da banda foi escrito e gravado enquanto excursionávamos. Hoje em dia é legal o fato de termos tempo para relaxar e criarmos o que queremos de forma mais tranqüila.

Undercover News: Como a morte de Bon Scott afetou vocês?

Young: "Para mim foi como perder alguém da família. Nós éramos muito próximos. Realmente muito próximos. Uma banda como o AC/DC é como um grupo de amigos de infância. Nós pensamos da mesma forma, há uma conexão muito forte entre nós. Passamos muito tempo juntos e uma perda é algo muito difícil de superar".

Undercover News: O quão difícil foi substituir Bon?

Young: "Isto também foi algo muito difícil. Nós realmente não sabíamos como proceder. Na época alguns diziam 'vão em frente' e outros diziam para pararmos. Não queríamos procurar por um novo vocalista. Tudo que sei é que Malcolm (irmão de Angus e guitarrista base) me chamou um dia e disse que deveríamos continuar juntos e escrever novas músicas. Ele disse que isso nos ajudaria a manter nossas mentes longe do que ocorreu. Você nunca poderia substituir Bon Scott com alguém parecido com ele. Nós tivemos sorte em conhecer Brian Johnson. Ele tem uma personalidade única assim como Bon. Sempre procurei por alguém que fizesse algo diferente no mundo da música. Foi o que aconteceu com Brian Johnson. Ele tem uma personalidade única".

Leia a entrevista completa (em inglês) no link abaixo.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 19 de outubro de 2012
Post de 09 de março de 2014
Post de 09 de março de 2014

Phil RuddPhil Rudd
Por que ele se recusa a fazer solos de bateria

1468 acessosRock: gênero é um trintão decadente, segundo Spotify753 acessosAC/DC: a primeira vez com "Let There Be Rock"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "AC/DC"

AC/DC e Axl RoseAC/DC e Axl Rose
O que Gene Simmons achou da parceria?

InspiraçãoInspiração
Bandas que adotaram títulos de músicas como nome

Heavy MetalHeavy Metal
25 bandas que fizeram o gênero ser o que é

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "AC/DC"

MulheresMulheres
As bandas mais famosas em suas versões femininas

ManowarManowar
A vida real e nada épica dos Reis do Metal?

RockstarsRockstars
As filhas mais lindas dos astros do rock

5000 acessosAutismo: rockstars famosos autistas, ou com suspeita de autismo5000 acessosDerek Riggs: "Eddie vende mais do que Mickey Mouse"5000 acessosNot Troo: João Gordo posta foto com James Hetfield na Disney4325 acessosIron Maiden: os álbuns da banda, do pior para o melhor4681 acessosMegadeth: "nosso sucesso é abençoado por Deus"5000 acessosMamonas Assassinas: Capa era homenagem aos seios de Mari Alexandre

Sobre Oswaldo Marques

Oswaldo Marques é casado, músico, tradutor, intéprete e admirador de um bom vinho (não necessariamente nessa ordem).

Mais matérias de Oswaldo Marques no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online