Dave Murray: "reação dos fãs nos shows é impressionante"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Rangel, Fonte: Blabbermouth
Enviar correções  |  Comentários  | 

Christina Fuoco do The Flint Journal recentemente entrevistou o guitarrista do IRON MAIDEN, Dave Murray. Confira alguns trechos da conversa.

619 acessosDuplas de guitarristas: Loudwire elenca suas dez melhores5000 acessosLemmy Kilmister: "Estou pronto para morrer. Minha vida foi boa"

Sobre a banda estar tocando todas as músicas do seu novo álbum, “A Matter of Life and Death” na atual turnê: “Nós achamos que as músicas eram tão fortes que seria injustiça não tocá-las ao vivo. Existem vários altos e baixos nessas músicas. Vários climas diferentes... Elas não são apenas porrada, porrada, porrada. Existem diversas passagens mais calmas e mudanças de tempo. Os fãs podem parar e escutar a música, o oposto de ficar batendo cabeça durante duas horas.”

“Nós pensamos: ‘Bem, em todas as turnês nós temos tocado bastante coisa do material antigo, e talvez duas, três, quatro, cinco, seis músicas do novo álbum. Nós apenas sentimos isso, ‘Vamos tocar o álbum inteiro’. A reação dos fãs na outra noite foi impressionante, então nós percebemos que tínhamos tomado a decisão correta. Existirão outras turnês em que iremos tocar todo o material antigo.”

Sobre “A Matter of Life and Death” estrear como número 9, na lista dos 100 melhores álbuns da Billboard (número 2 no Canadá), a primeira aparição da banda num Top 10 nos Estados Unidos: “Eu acredito que fizemos basicamente aquilo que vínhamos fazendo normalmente. Nós lançamos um álbum, então nos preparamos para a turnê. Talvez por causa de coisas como a Internet, a banda está mais acessível. Através disso, os fãs podem acompanhar tudo o que está acontecendo".

“Eu não sei direito. Por alguma razão desconhecida, este álbum se destacou. Talvez porque as pessoas têm escutado o material mais recente e estavam apenas esperando para este ser lançado. Já faz alguns anos desde o último álbum. (“Dance of Death, de 2003) Essa é uma boa pergunta. Se soubéssemos porque, nós engarrafaríamos isso e venderíamos como uma poção mágica.”

Sobre ainda serem relevantes após 30 anos de altos e baixos, inúmeras mudanças de formação e o desentendimento com a Sharon Osbourne: “Yeah, é bom ainda ser relevante. Acredito que todos querem ser relevantes – especialmente agora. É uma época tão diversificada na música. Mas com o IRON MAIDEN, os fãs meio que sabem o que eles irão receber".

“Eu acho que este é o décimo quarto álbum de estúdio que fazemos, e Deus sabe quantas turnês. É bom sentir isso, ‘Yeah, OK, ainda existe um sentimento.’ Você apenas quer fazer um álbum e se divertir com isso, sair em turnês e se divertir, e aproveitar isso tudo.”

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Iron MaidenIron Maiden
Steve Harris assiste show do Metallica no Canadá

619 acessosDuplas de guitarristas: Loudwire elenca suas dez melhores1109 acessosBruce Dickinson: voando em um bombardeiro da II Guerra Mundial0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Iron Maiden"

Iron MaidenIron Maiden
Mulheres em uniforme de couro e com spikes

MetallicaMetallica
Uma pequena homenagem ao Iron Maiden em 2008

HalloweenHalloween
Dez clássicos do Heavy Metal para curtir a data

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Iron Maiden"

Lemmy KilmisterLemmy Kilmister
"Estou pronto para morrer. Minha vida foi boa"

Dinheiro não é tudo mas ajudaDinheiro não é tudo mas ajuda
5 Rock Stars que nasceram ricos

Em 19/03/1982Em 19/03/1982
Randy Rhoads morre em um acidente de avião

5000 acessosRammstein: "Se alguém rir das gordinhas, eu quebro a cara dele!", diz Till Lindemann5000 acessosEm cana: os rockstars em suas fotos mais constrangedoras5000 acessosAs regras do Black Metal5000 acessosTarja Turunen: covers de Slipknot e Rammstein no Wacken5000 acessosMetallica: banda faz maior show de metal da história da Suécia5000 acessosRefrãos: alguns dos mais marcantes do Rock/Metal

Sobre Vitor Rangel

Um carioca apaixonado pela boa música que no momento está cursando o 5º período de Publicidade na PUC-Rio. Teve seu primeiro contato com o rock ainda na infância, quando sua irmã colocava os discos de Iron Maiden e Pantera no toca-fitas de sua casa. Nos últimos anos, tem se dedicado inteiramente à música e à guitarra. Sua banda favorita é Metallica e também é fã incondicional de Zakk Wylde, Steve Vai e John Petrucci. Escuta de tudo um pouco, desde Madonna até Sepultura. Espera que um dia o Metallica ainda venha fazer um show no Brasil e não tem vergonha em dizer que chorou no show do Black Sabbath, em 2004, no Ozzfest.

Mais matérias de Vitor Rangel no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online