Edguy: Felix Bohnke conta tudo sobre o novo CD da banda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  


Desde "Hellfire Club", o Edguy vem sofrendo várias mudanças em sua sonoridade. O power metal germânico vem dando lugar a um som mais direto e energético, com fortes pitadas do chamado metal tradicional e do hard rock. O mais novo lançamento, "Superheroes", traz uma banda revigorada, com uma proposta musical que continua o ciclo de mudanças iniciado no último CD, e o intensifica, como a faixa título logo nos mostra. Conversamos via fone com o simpático baterista Felix Bohnke, que nos deu vários esclarecimentos sobre esse "novo" Edguy. E de quebra já começou avisando: "Nos esperem em 2006".

Whiplash! - Vamos começar falando sobre a turnê de "Hellfire Club". O que você pode nos falar sobre a reação do público às novas músicas?

Felix Bohnke – Foi maravilhosa. Visitamos vários países e cidades aonde nunca havíamos tocado, e o público foi nota 10. Pela primeira vez pudemos viajar com decoração de palco, o que incrementou nosso show e o deixou bem mais legal. Claro que não posso deixar de comentar a turnê brasileira, que foi maravilhosa, e o público, como sempre fantástico. Nos esperem em 2006.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Whiplash! - "Hellfire Club" foi diferente de "Mandrake", e o mesmo acontece com "Superheroes", com uma pegada bem mais voltada para o "hard rock". O que está mudando na banda?

Felix Bohnke – Nada na verdade. Temos muitas influências, ouvimos vários tipos de música, e cada vez mais trabalhamos em conjunto nas composições, o que se reflete no resultado final. Desta vez resolvemos dar uma atenção especial a este trabalho, e deixamos nossa mente aberta para novas idéias... não acho que algumas mudanças tenham sido tão radicais.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Whiplash! - Particularmente considero "Superheroes" uma das melhores músicas do Edguy. Bons "riffs", um refrão marcante e o bom uso de teclados. Fale mais sobre esta música.

Felix Bohnke – Obrigado! Toby veio com a idéia, e nos apresentou o esqueleto da música no piano, como gosta de fazer. Depois ouvimos uma demo que ele gravara em casa, e trabalhamos na música. Mudamos bastante coisa, principalmente na melodia e no refrão, e o resultado ficou bem diferente da demo que ele nos trouxe.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Whiplash! - "Spooks In The Attic" tem fortes influências de Helloween, e partes dela me lembraram "I´m Alive". Você concorda com isso?

Felix Bohnke – Se você se refere aos "Keepers", com certeza (risos). O Helloween foi, e ainda é, uma banda marcante no cenário metal. Seria hipocrisia dizer que eles não nos influenciaram. Eu ouvia os "Keepers" sem parar! (risos). Mas a banda atualmente não nos influencia, embora seja muito boa. Acho que as mudanças que aconteceram na formação mexeram no estilo deles, e isso acabou por torná-los bem diferentes do que eram.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Whiplash! - O Edguy vem trazendo uma temática bem mais descontraída e divertida nas músicas, com letras mais descompromissadas e leves, como já fizera em "Lavatory Love Machine". Você não teme que isso altere a identidade da banda?

Felix Bohnke – Sinceramente acho que não. Em nossos shows pelo Brasil em 2004 nosso objetivo era entreter o público e nos divertirmos ao máximo. Estamos evoluindo cada vez mais como músicos, e isso nos deixa mais relaxados para brincar, nos divertir, e ainda assim fazermos um show seguro. E Toby pode se dar ao luxo de contar várias piadas no palco (gargalhadas).

Whiplash! - "Blessing In Disguise" é uma ótima balada, e o Edguy sempre obtém excelentes resultados com esse estilo de música. Pensam em explorar isso mais em futuros lançamentos?

Felix Bohnke – Com certeza! Queremos colocar mais baladas no CD. Desta vez trabalhamos com produtores e esta foi a balada mais diferente que já compusemos. Gostamos de usá-las para quebrar o ritmo no CD, e isso ficou muito legal em "Hellfire Club". São músicas mais complicadas de escrever, mas vamos sim trabalhar com elas.

publicidade

Whiplash! - Vocês convidaram Michael Kiske para cantar em "Judas At The Opera". Há alguma ligação com o excelente trabalho que ele fez no Avantasia? Como foi gravar com ele?

Felix Bohnke – Toby o convidou. Eles já haviam trabalhado juntos como você disse, e ele topou. Foi legal, embora tudo tenha sido muito rápido. No final ficou muito bom. Adoro o vocal dele.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Whiplash! - Ainda falando sobre Michael Kiske, não é esquisito para você que ele continue participando de CDs de heavy metal, tendo declarado para todos os cantos seu desapreço ao estilo?

Felix Bohnke – Com certeza (risos). Não entendo as coisas que ele disse, mas respeito sua opinião. Por outro lado, existem vários projetos nos quais ele está metido, e todos são heavy metal (risos). Ainda bem que ele participa disso, porque as pessoas ficam felizes de ainda vê-lo cantando metal. Mas é uma pena que ele esteja se desligando de tudo o que já fez.

Whiplash! - Tobias declarou que o vídeo-clip de "Superheroes" é um dos mais engraçados que vocês já gravaram, com uma atmosfera anos 80 a lá Twisted Sister. O Edguy está se tornando uma banda hard?

Felix Bohnke – A princípio não sei dizer sobre nos tornarmos uma banda de hard... mas sobre o vídeo acho que foi um dos melhores que fizemos. Fomos até a produtora já com a idéia em mãos, e eles toparam. Fizemos um vídeo lotado de garotas (risos) e foi um dia maravilhoso (gargalhadas). Foi divertido fazer e dou risadas quando assisto o resultado final. A única coisa é que ele não tem nada a ver com a letra da música (risos).

Whiplash! - Foi divulgada uma foto da banda num cenário do velho oeste, vocês vestidos como caçadores e cercados de coelhinhas da Playboy. Esta foto foi tirada do vídeo?

Felix Bohnke – Sim... tiramos a foto no último dia... você pode imaginar o que vem por aí! (risos).

Whiplash! - O embrião do DVD "Superheroes" (com lançamento previsto para novembro no Brasil) surgiu da idéia de gravar o show no "Rock The Planet Festival" em São Paulo. O DVD trará a apresentação completa ou apenas algumas imagens do show? Vocês tiveram problemas durante a edição, não? O que podemos esperar deste lançamento?

Felix Bohnke – Foi uma merda. Tivemos uma série de problemas técnicos e perdemos quase tudo. Salvamos apenas 3 músicas. O resto foi perdido em meio a vários problemas de filmagem. Para ser honesto acho que só uma ou duas câmeras funcionaram corretamente. Tentamos salvar o máximo de material que fosse possível, mas ficamos num dilema: ou abortávamos o projeto ou pegávamos o que dava e compilávamos com outras coisas. Tentamos ao máximo, mas infelizmente não deu. Teremos que fazer outro DVD com um show completo ao vivo.

Whiplash! - Este MCD me deixou curioso sobre o que vem por aí no próximo CD. O que você pode nos adiantar sobre o novo trabalho?

Felix Bohnke – Bom... não direi o nome ok? (risos). Será lançado em 26 de janeiro, e logo depois começaremos um giro europeu. O mesmo terá 11 músicas. Só "Superheroes" estará no CD, logo comprem o MCD (risos). Quem comprou "King Of Fools" (N. do E.: MCD que precedeu "Hellfire Club") compre "Superheroes" (gargalhadas). Será um CD típico do Edguy, mas teremos sim mais músicas voltadas para o hard rock, algumas bem ao estilo do Judas Priest e algumas surpresas.

Whiplash! - O Edguy tocou em alguns festivais em 2005. Vocês chegaram a apresentar as novas músicas para o público?

Felix Bohnke – Não. Até pensamos em colocar algo novo, mas soaria estranho. O som nos festivais nem sempre está 100%, e por isso não queríamos jogar nosso novo material nesses shows. O público poderia não entender, e as músicas não soarem como deviam, por causa do som. Não seria uma boa idéia e abortamos.

Whiplash! - Felix, obrigado pela entrevista e nos vemos no Brasil em breve!

Felix Bohnke – Obrigado a você e a todos os nossos fãs. Queremos tocar no Brasil em 2006, e pode ter certeza que o faremos. Levem seus amigos e por favor suas irmãs, ok?




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Andre Matos: Livro oficial terá prefácio escrito por Tobias SammetAndre Matos
Livro oficial terá prefácio escrito por Tobias Sammet


Avantasia: Andre Matos devolve os elogios de Tobias SammetAvantasia
Andre Matos devolve os elogios de Tobias Sammet

Edguy, Avantasia: Tobias Sammet e os álbuns que mudaram a sua vidaEdguy, Avantasia
Tobias Sammet e os álbuns que mudaram a sua vida


Felipe Andreoli: Se você quiser se arriscar a ligar para o ex-cantor do Angra...Felipe Andreoli
"Se você quiser se arriscar a ligar para o ex-cantor do Angra..."

Sepultura: Pavarotti gravou uma versão de Roots Bloody Roots?Sepultura
Pavarotti gravou uma versão de "Roots Bloody Roots"?


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

Cli336 Cli336 Cli336 Cli336 CliHo WhiFin Cli336 CliIL