Matérias Mais Lidas

Whitesnake: por que Glenn Hughes nunca foi chamado para a banda, segundo CoverdaleWhitesnake
Por que Glenn Hughes nunca foi chamado para a banda, segundo Coverdale

Iron Maiden: veja Bruce Dickinson empolgado cantando ZZ TopIron Maiden
Veja Bruce Dickinson empolgado cantando ZZ Top

Slipknot: bateria isolada de Psychosocial mostra criatividade e talento de JordisonSlipknot
Bateria isolada de "Psychosocial" mostra criatividade e talento de Jordison

Cannibal Corpse: por que eles não queriam participar do filme Ace Ventura, de Jim CarreyCannibal Corpse
Por que eles não queriam participar do filme Ace Ventura, de Jim Carrey

Ozzy Osbourne: veja a reação dele ao ouvir solo isolado de Randy Rhoads em Crazy TrainOzzy Osbourne
Veja a reação dele ao ouvir solo isolado de Randy Rhoads em "Crazy Train"

Pearl Jam: por que Eddie Vedder sofreu mais com o sucesso do que os outros integrantesPearl Jam
Por que Eddie Vedder sofreu mais com o sucesso do que os outros integrantes

Joey Jordison: seu disco favorito dos últimos 50 anos era um clássico do black metalJoey Jordison
Seu disco favorito dos últimos 50 anos era um clássico do black metal

Nightwish: banda fez show secreto na Finlândia se passando por banda coverNightwish
Banda fez show secreto na Finlândia se passando por banda cover

Iron Maiden: lendário show no Hammersmith, de 1982, finalmente chega ao streaming; ouçaIron Maiden
Lendário show no Hammersmith, de 1982, finalmente chega ao streaming; ouça

Corey Taylor: Não podíamos trabalhar junto com JordisonCorey Taylor
Não podíamos trabalhar junto com Jordison

Angra: a reação de Edu Falaschi ao saber que Marcelo Barbosa entraria para a bandaAngra
A reação de Edu Falaschi ao saber que Marcelo Barbosa entraria para a banda

Sinistra: o que aconteceu com a banda, que surgiu e logo sumiu? Luis Mariutti respondeSinistra
O que aconteceu com a banda, que surgiu e logo sumiu? Luis Mariutti responde

Utilidade pública: músicas para incomodar vizinhos que ouvem sertanejo no último volumeUtilidade pública
Músicas para incomodar vizinhos que ouvem sertanejo no último volume

Jerry Cantrell: guitarrista do Alice in Chains lança a música Atone e anuncia soloJerry Cantrell
Guitarrista do Alice in Chains lança a música "Atone" e anuncia solo

Lobão: O Rock In Rio de 85 foi muito ruim para o rock brasileiroLobão
O Rock In Rio de 85 foi muito ruim para o rock brasileiro


Pentral

Glory Opera: Entrevista exclusiva com a banda manauara

Em 16/06/03

WHIPLASH! - A Sonoridade de Rising Moangá em muitas passagens chega a lembrar a fase mais melódica do Symbols, quando o Edu Falaschi era o vocalista. O que acham desta comparação?

HELMUT QUACKEN / Sério? Você acha? Eu particularmente admiro muito o trabalho do Symbols. Acho, por exemplo, o "Call To The End" um disco fantástico repleto de composições empolgantes, mas realmente não vejo muitas semelhanças! Muitas pessoas associam mais o "Rising Moangá" ao "Holy Land", o que para nós é uma grande honra, talvez por conter também elementos explícitos de música brasileira e etc. Mas essas associações e comparações vão de cada um. O que importa é que até agora recebemos muitas críticas positivas e estamos muito contentes com tudo isso!

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

WHIPLASH! - Humberto, quando você estava participando da eliminatória para ocupar o posto de vocalista do Angra, o Glory Opera já existia?

HUMBERTO SOBRINHO / Sim, quando fui chamado pelo Rafael para ir ate SP, já estava no Glory Opera havia alguns meses, tanto que ele se interessou por nosso trabalho após assistir a um vídeo de um show do Glory Opera ocorrido em meados de 2000. E quanto a manter as duas bandas, o Aquiles está aí pra provar que quando se tem profissionalismo e paixão pela música correndo na veia, se consegue tudo! Tanto que nos encontramos no BMU onde eles haviam tocado na semana anterior, e dali estavam seguindo para uma tour pelo nordeste, então isso é sinal de que teria dado para conciliar as duas agendas. O que importa é que isso não aconteceu, e hoje, como sempre fiz, me dedico 110% ao Glory Opera!

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

WHIPLASH! - Conte-nos com detalhes sobre o contexto lírico do primeiro CD do Glory Opera.

JEAN / A banda sempre me deu total liberdade para compor as letras, e o processo que uso é imaginar uma história qualquer e tentar musicá-la. O detalhe é que não gosto de deixar a coisa explícita, e isso é legal pois várias pessoas já me deram interpretações diferentes para uma letra. Em "Half of Darkness", faço referência à banda de forma sutil, assim como em "When Falls the Winter". "Endless Sin" e "Holy Prophecies" são mais religiosas enquanto "One Step Behind" é meio piração minha. A "Rising Moangá" foi algo como o rascunho do que está por vir para o segundo CD. Eu costumo pensar nela como um ensaio, já que foi nossa primeira experiência na área conceitual, mas amadurecemos muito e isso vai ficar claro nas letras e arranjos do segundo trabalho da gente.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

WHIPLASH! - A cena amazonense de Heavy Metal está mais unida e melhor estruturada com o sucesso do Glory Opera, ou vocês não alteraram em nada o andamento da cena?

HUMBERTO SOBRINHO / O que posso dizer é que existem atualmente bandas muito boas aqui em Manaus, fazendo desde metal extremo ate hardcore melódico. Muitas tem uma postura bem profissional e tem grandes chances de acontecerem para o resto do país. O que falta realmente, como em todo o Brasil, é espaço para mostrarem seus trabalhos, mas isso vem mudando pouco a pouco e creio que dentro de mais dois ou três anos teremos ótimas surpresas por aí.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

WHIPLASH! - Qual foi o melhor show que a banda fez fora de Manaus?

HELMUT QUACKEN / Difícil de responder essa pergunta. Todos os shows que fizemos fora de Manaus foram muito marcantes e seria uma injustiça apontar apenas um. Em BH com o Nightwish foi muito bom, no ATL HALL no RJ, também com o Nightwish, a galera nos recebeu com muito carinho e agitou o tempo todo. Com o Shaman no Via Funchal, nossa, foi demais! Lembro de me falarem que as pessoas na fila se perguntavam: "Glory Opera? Que

WHIPLASH! - Qual foi a sensação de serem escolhidos e depois se apresentado na terceira edição do "Brasil Metal Union"?

HUMBERTO SOBRINHO / Como sempre falamos, tocar no BMU foi a realização de um sonho. Vimos que tínhamos sido selecionados entre as bandas para a votação e já ficamos contentes. Depois recebemos a informação de que estávamos dentro, daí foi só correr pro abraço! Só temos a agradecer sempre ao Richard por ter nos tratado com muita cordialidade e por todo o suporte que nos foi dado durante o evento. Quanto às bandas, não vimos as que se apresentaram no sábado anterior ao que tocamos, mas ouvimos falar muito bem de todas. Das que tivemos a oportunidade de ver e ouvir, posso dizer que todas mandaram muito bem e mereceram realmente estar ali naquela noite.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

WHIPLASH! - A temática do álbum é algo que faz parte da cultura de vocês, o que é considerado um tema que de certa forma mexe com seus sentimentos. Na parte instrumental, há muita técnica e precisão na hora de executar as músicas, que beiram o progressivo. A combinação da espontaneidade de seus sentimentos com a técnica dos instrumentos seria a formula que o Glory Opera utilizou e utilizará para fazer músicas?

JEAN / Como você mesmo disse, existe muita espontaneidade na construção dos arranjos e partes instrumentais. Cortamos algumas coisas para não alongarmos demais as músicas, pois tentamos encontrar o equilíbrio para que não fique chato aos ouvidos que nunca passearam pelo estilo. Gostamos muito de colocar partes progressivas nas canções e pretendemos fazer isso sempre que possível, e é interessante que as letras estão conectadas às partes instrumentais. A música só é finalizada quando encontramos esse "casamento".

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

WHIPLASH! - Shows acústicos não são convencionais no brasil, mas na Europa ocorrem com freqüência. O Glory Opera já teve a oportunidade de realizar um acústico. Como foi a experiência? Foi difícil montar este show?

HELMUT QUACKEN / Já tocamos sim de forma acústica, se não me engano tivemos a oportunidade de realizar uns quatro shows, todos aqui em Manaus e todos foram bem legais. Inclusive o lançamento do CD aconteceu em um lugar chamado "CASA DE MUSICA IVETE IBIAPINA". Neste evento realizamos uma noite de autógrafos e logo depois um show acústico.Tivemos até que fazer uma outra apresentação na mesma noite, pois havia tanta gente que o local não conseguiu comportar a todos, houve até a distribuição de senhas! Foi muito louco! Geralmente tocamos nossas músicas com arranjos adaptados, é óbvio, e também clássicos de bandas como Angra, Iron Maiden e Dream Theater.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

WHIPLASH! - Quais os planos da banda? O próximo álbum será baseado na cultura amazonense também?

HUMBERTO SOBRINHO / Já começamos a compor o próximo álbum e no momento estamos lapidando tanto essas músicas novas como o show, pois estamos negociando nossa primeira tour pelo Brasil. Agora em Maio/Junho, faremos todo o norte e a partir de Julho/Agosto cairemos na estrada para tentar fazer sul, sudeste, centro-oeste e o nordeste até outubro. Daí, nós entraremos em estúdio para gravar o segundo álbum que será lançado possivelmente no final do ano e nele constarão algumas surpresas que ainda não podemos falar. O que posso adiantar é que toda a temática dele já esta pronta e é bem provável que continuemos seguindo esta linha regional, da cultura brasileira, até porque as pessoas nos cobram muito que tudo tenha uma continuidade.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

WHIPLASH! - Gostaria que falassem algo sobre estas bandas brasileiras:

WHIPLASH! - Shaman...

HUMBERTO SOBRINHO / Sou suspeito pra falar pois sou um admirador quase fanático do André Matos, sua postura, sua voz e seu profissionalismo aliados às suas composições tornam ele quase imbatível hoje no mercado do metal mundial.

HELMUT QUACKEN / Realmente, respeitamos muito esses caras. Tivemos a oportunidade de tocar por duas vezes com eles - em SP e aqui em Manaus - e nas duas vezes, os caras quebraram tudo!

JEAN / O "Ritual" é um álbum único que mostra toda a maturidade desta banda onde os integrantes fizeram história. Também fiquei impressionado com a pegada do Hugo e com os seus riffs "cantantes"!

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

WHIPLASH! - Eterna...

HELMUT QUACKEN / Tenho todos os discos deles. O Danilo é um puta batera além de cantar muito, também. Espero um dia poder vê-los em ação em um show, seria bem interessante pra mim!

JEAN ROTHEN - O "Terra Nova" é um disco muito bom. Quando fomos a SP pro BMU, trouxemos e ouvimos. Tudo é bem redondo, desde a produção até a execução. Tem que ter!

WHIPLASH! - Krisium...

HELMUT QUACKEN / Porra! O que falar desses caras? Eles são animais. O Max é uma maquina destruidora de peles! Pude conferir eles ao vivo em um show aqui em Manaus no Coração Blue, mesma casa que fizemos o lançamento do "Rising" por aqui e foi matador!

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

JEAN ROTHEN / Eu estava lá também e não conseguia acreditar no que estava acontecendo, ali a coisa é séria! Os caras tocam com uma precisão impressionante! A velocidade deles deixa qualquer um atordoado.

WHIPLASH! - Symbols...

HUMBERTO SOBRINHO / Infelizmente com a saída do Edu a coisa deu uma estagnada, mas agora estão voltando e ficaremos torcendo pra que as coisas tornem a ser como antes.

JEAN ROTHEN / Só ouvi até hoje o "Call to the end" e posso dizer que o trabalho de guitarras é perfeito! Todos os solos são marcantes e muito bem construídos, além de "The Traveller" e "Eyes in Flames" estarem na minha lista de hinos do metal!

HELMUT QUACKEN / Falando do meio quase underground, considero o "Call to the end", ao lado do "Inside your soul", do Hangar e do projeto Hamlet os três melhores discos já feitos por bandas brasileiras!

WHIPLASH! - Obrigado pela entrevista e oferecemos este espaço para a banda.

HUMBERTO SOBRINHO / Gostaríamos de agradecer e muito mesmo, a todo pessoal do WHIPLASH! pelo enorme apoio que tem nos dado sempre, e dizer que estamos trabalhando muito pra tentar levar um trabalho de qualidade a todos vocês. Esperamos poder tocar em lugares que ainda não tivemos a oportunidade de passar, e espero que a gente possa encontrar a todos nos nossos shows, vai ser bem legal! Valeu e até a próxima!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Glory Opera: guitarrista Casé Mar morre de Covid-19 aos 39 anosGlory Opera
Guitarrista Casé Mar morre de Covid-19 aos 39 anos


Metallica, Guns, Slipknot, Kiss: tombos, erros e fatos engraçadosMetallica, Guns, Slipknot, Kiss
Tombos, erros e fatos engraçados

Heavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregosHeavy Metal
Os maiores álbuns da história para os gregos