Matérias Mais Lidas

Whitesnake: por que Glenn Hughes nunca foi chamado para a banda, segundo CoverdaleWhitesnake
Por que Glenn Hughes nunca foi chamado para a banda, segundo Coverdale

Iron Maiden: veja Bruce Dickinson empolgado cantando ZZ TopIron Maiden
Veja Bruce Dickinson empolgado cantando ZZ Top

Slipknot: bateria isolada de Psychosocial mostra criatividade e talento de JordisonSlipknot
Bateria isolada de "Psychosocial" mostra criatividade e talento de Jordison

Cannibal Corpse: por que eles não queriam participar do filme Ace Ventura, de Jim CarreyCannibal Corpse
Por que eles não queriam participar do filme Ace Ventura, de Jim Carrey

Ozzy Osbourne: veja a reação dele ao ouvir solo isolado de Randy Rhoads em Crazy TrainOzzy Osbourne
Veja a reação dele ao ouvir solo isolado de Randy Rhoads em "Crazy Train"

Pearl Jam: por que Eddie Vedder sofreu mais com o sucesso do que os outros integrantesPearl Jam
Por que Eddie Vedder sofreu mais com o sucesso do que os outros integrantes

Joey Jordison: seu disco favorito dos últimos 50 anos era um clássico do black metalJoey Jordison
Seu disco favorito dos últimos 50 anos era um clássico do black metal

Nightwish: banda fez show secreto na Finlândia se passando por banda coverNightwish
Banda fez show secreto na Finlândia se passando por banda cover

Iron Maiden: lendário show no Hammersmith, de 1982, finalmente chega ao streaming; ouçaIron Maiden
Lendário show no Hammersmith, de 1982, finalmente chega ao streaming; ouça

Corey Taylor: Não podíamos trabalhar junto com JordisonCorey Taylor
Não podíamos trabalhar junto com Jordison

Angra: a reação de Edu Falaschi ao saber que Marcelo Barbosa entraria para a bandaAngra
A reação de Edu Falaschi ao saber que Marcelo Barbosa entraria para a banda

Sinistra: o que aconteceu com a banda, que surgiu e logo sumiu? Luis Mariutti respondeSinistra
O que aconteceu com a banda, que surgiu e logo sumiu? Luis Mariutti responde

Utilidade pública: músicas para incomodar vizinhos que ouvem sertanejo no último volumeUtilidade pública
Músicas para incomodar vizinhos que ouvem sertanejo no último volume

Jerry Cantrell: guitarrista do Alice in Chains lança a música Atone e anuncia soloJerry Cantrell
Guitarrista do Alice in Chains lança a música "Atone" e anuncia solo

Lobão: O Rock In Rio de 85 foi muito ruim para o rock brasileiroLobão
O Rock In Rio de 85 foi muito ruim para o rock brasileiro


Pentral

Deadly Fate - Entrevista exclusiva com a banda.

Em 28/09/00

Natural do Rio Grande do Norte e formada por Oruam (vocalista e guitarrista), Onofre Neto (guitarra), Marcos Flávio (baixo) e Wilbert (bateria), o Deadly Fate se destaca pelo excelente álbum, Shine Again. É necessário ter muito censo, bom gosto e musicalidade ao se arriscar dentro de um estúdio, mas a banda mostrou-se competente ao ponto de não somente arriscar, e sim de arriscar e vencer. Shine Again impressiona por haver incorporado, interessantemente, o estilo do heavy metal europeu- agradará em cheio os fãs desta linha musical. Vale dizer que o fato de as músicas serem de excelente qualidade, está diretamente relacionado com a longa experiência de Oruam e Onofre Neto - sendo completada por todos os músicos-, dentro do heavy. Ao conversar com a banda, pudemos conhecer toda a história que envolveu seu início, bem como o passado e as tamanhas dificuldades enfrentadas. Com os caros leitores: Deadly Fate.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Por André Toral.

Whiplash! / Para Oruam e/ou Onofre- Vocês vêm caminhando a muito tempo dentro do heavy metal e muitas coisas mudaram no cenário, desde então. Desta forma, como a banda chegou ao álbum Shine Again e de que maneira o mesmo se encaixa na longa experiência adquirida através de suas atuações?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Onofre Neto / Primeiro quero agradecer por esses elogios aí, André; nos deixaram bastante emocionados. Rapaz, para chegar ao Shine Again foi um processo bastante bonito de conscientização, compromisso e mudanças individuais, incluindo as nossas famílias que se comoveram com a nossa batalha. Tivemos que dar o salto da fé, acreditar no que fazíamos e seguir em frente arriscando até outras chances na vida. Por exemplo, em 1997 os pais do Oruam foram transferidos e ele só ficou aqui por causa da banda, mesmo na época em que estávamos sem baixista.

Oruam / Hoje em dia estamos muito satisfeitos com o retorno de Shine Again, provando que tudo feito com atitude, seriedade, compromisso e principalmente amor dá resultado.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Whiplash! / Shine Again traz um heavy metal composto por vários momentos e inspirações, possuindo violões, elementos clássicos, violinos, vocais épicos etc. Tudo isto foi fruto de muito planejamento ou algo espontâneo?

Neto / São as duas coisas, pois a alma e esqueleto da música surgem de forma bastante espontânea. Depois trabalhamos a estrutura, floreamos e mesmo assim houveram coisas que não foram acrescentadas, adicionadas ou mudadas, no ambiente de gravação. É muito prazeroso .

Whiplash! / É interessante perceber como, mesmo com a inclusão de várias influências clássicas, nada soa enjoativo. Ao incorporar elementos do tipo, percebe-se que o Deadly Fate trabalha "na dose certa". Isso tem a ver?

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Oruam / Nós fazemos um som que envolve muito sentimento, pois queremos agradar quem está ouvindo e não nos preocupamos com o modismo; talvez o ouvinte perceba a nossa sinceridade. Se isso é trabalhar na dose certa, com certeza estamos indo no caminho certo. É muito bom saber que agradamos de forma natural.

Whiplash! / Strings Poem possui violões e violinos. Como surgiu esta idéia de trabalhar com esta composição?

Oruam / Eu tinha composto a música somente no violão para desenvolver minha técnica de violão clássico, porém, na época da gravação de Shine Again, Neto sugeriu inserir a música no CD; a partir daí compus também a linha do violino, passei para a partitura e convidamos o maestro da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, Osvaldo D'Amore para executar.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Whiplash! / Além de tudo, Shine Again é o tipo de álbum que envolve o fã de heavy metal, pois possui um conjunto de emoções variadas. Pode-se dizer, então, que se trata de um trabalho completo?

Neto / Não. Nós não tivemos muito o que explorar, porque gravamos tudo em nosso estúdio caseiro; na época não tínhamos muitos recursos. Acredito que, se estivéssemos em um estúdio profissional, transmitiríamos melhor nossos sentimentos.

Whiplash! / Músicas como The Time Took it Away e I’m a Light representam uma fase mais calma e por vezes melancólicas; Excalibur e Rich in Spirit são representantes de um heavy mais vigoroso, mas sem deixar de soar melódico. Esta variedade sempre será marca registrada da banda?

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Neto / Com certeza nós lidamos com o sentimento e sempre será a marca registrada da banda.

Whiplash! / Em se falando de produção, podemos ouvir algo muito bem feito e que nos permite entender, perfeitamente, o significado do Deadly Fate. Como foram os trabalhos nesta área?

Oruam / Na verdade, Shine Again foi uma demo que virou CD, pois apenas pegamos a gravação, acrescentamos mais alguns elementos, aprimoramos algumas letras e arranjos, retiramos um cover do Blind Guardian (A Past and Future Secret) e a partir daí inserimos no álbum.

Whiplash! / Para Oruam - Você, como vocalista, passa, em Shine Again, dentro de quatro estilos de voz: rouco (Excalibur), melódico (The Time Took it Away), limpo e alto (Heavy Metal Moonlight) e agressivo/rasgado (Rich in Spirit). Como estas idéias foram desenvolvidas, tanto para o estúdio quanto para situações de shows?

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Oruam / Tento transmitir na voz o que a letra diz, explorando a interpretação, pois o sentimento que envolve a música é bastante importante, tanto para o intérprete como para o ouvinte. Ao vivo tento mostrar o que se ouve no CD, e fica até mais gostoso para mim, pois consigo interagir o sentimento com o público, que me inspira muito.

Whiplash! / Falando em shows, de que maneira o Deadly Fate tem se saído? Como ficam as músicas com mais influências clássicas?

Neto / A recepção sempre foi surpreendente, mesmo nas situações mais adversas. Nosso público já enfrentou chuva, microfonia, aperto e horas de atraso sem nunca deixar de nos incentivar. Agora, lógico que colocar violinos ou orquestras em uma banda de heavy metal, para apresentações ao vivo, já é difícil, imaginem se esta banda fica no nordeste do Brasil; não se torna impossível porque a fé remove montanhas. Pensamos muito em prestigiar o nosso público guerreiro com surpresas e inovações. Quando as coisas melhorarem, poderemos representar mais fielmente as músicas do CD, ao vivo. Procuramos compensar isto tudo com outros atrativos que o velho dueto de guitarras e cozinha ( baixo e bateria ) podem e sabem fazer.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Whiplash! / Quais são as músicas que mais enlouquecem os fãs?

Oruam / Excalibur, Heavy Metal Moonlight, The Time Took It Away, Shine Again e Power Of God.

Whiplash! / Quanto à receptividade vinda do Brasil, o que a banda pode dizer?

Oruam / Está melhor do que esperávamos, pois fizemos o Shine Again apenas para abrir as portas para o novo trabalho, que já está sendo gravado e com certeza será bem mais trabalhado. Temos que agradecer a Deus por isso.

Whiplash! / Se considerarmos que o Deadly Fate, musicalmente, segue uma linha européia de fazer heavy metal, logo chegaremos à conclusão de que a Europa é uma opção para distribuição, contatos, etc. Alguma coisa têm sido planejada neste sentido?

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Oruam / Temos uma distribuidora exclusiva, ou seja, a PRW

( www.progressive.com.br), que também cuidará do mercado externo.

Whiplash! / A banda abriu os shows de Paul Di’ anno e Blind Guardian no Nordeste. Gostaríamos de saber como foi a sensação e se houveram opiniões destes músicos quanto ao som do Deadly Fate.

Oruam / A sensação do público foi impressionante, principalmente no show do Paul Di’Anno. Tivemos um contato rápido com o baterista do Blind Guardian, demos alguns CD’s de demonstração para ele, pois tínhamos gravado um cover da banda. Com o Paul Di’Anno não tivemos contato.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Whiplash! / Deixem um recado para aqueles que ainda não tiveram a oportunidade de conhecer o Deadly Fate e, após lerem esta entrevista, podem interessar-se.

Neto / Você que gosta da energia do metal épico, melódico, tradicional e progressivo, com letras que abordam também o ser humano e suas relações, veja o que o Nordeste está produzindo. Assim como o Deadly Fate, existem outras bandas guerreiras do metal como: Terrozone, Expose Your Hate, Twiligth Fire, Lord Blasphemate e Shedim, todas de Natal (RN). Temos também, lá do Ceará, o Lost Valley, Dark Side, Insanity, Northeast, Dose Lethal, Tiglath ,Kruz Kredo, Kamerata entre outras como Drearylands de Salvador e Dyluvian de Recife.

Whiplash! / O espaço é de vocês. Deixem um recado.

Oruam / Atitudes como esta de fazer um site seríssimo como o WHIPLASH! nos dão a certeza que o METAL no Brasil está cada vez mais forte, pois existe muita gente competente que ama de verdade este estilo de música. Desejamos que continuem lutando. Saibam que é um orgulho para nós sermos entrevistados por vocês.

Para contactar a banda: [email protected]

Para acessar o site da banda: http://www.deadlyfate.com.br/

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Iron Maiden: Fã em cadeira de rodas emociona Bruce em Belo HorizonteIron Maiden
Fã em cadeira de rodas emociona Bruce em Belo Horizonte

Dead Fish: A proposta mais indecente que a banda já recebeu pelo FacebookDead Fish
A proposta mais indecente que a banda já recebeu pelo Facebook