Curtindo A Vida Adoidado: Lembra-se do som de Ferris Bueller?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Atores não são os únicos que podem causar um impacto em uma cena no cinema. Abaixo, uma compilação feita pela revista inglesa What Hi-Fi? sobre as melhores aparições de sistemas de áudio em filmes ao longo dos tempos.

Separados no nascimento: Cazuza e Lauro CoronaVanessa Frehley: amor sem limites ao Kiss

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

1. Os Infiltrados [2006]

Madolyn usa um par de fones de ouvido Sennheiser HD-280 Pro para ouvir detalhes das atividades criminosas do Sargento Costello com o mafioso Frank Sullivan em um sistema McIntosh.

2. O Conselheiro do Crime [2013]

Algo bastante atraente atrai sua atenção nessa cena, e não é a camiseta de Reiner. Sim é a caixa de som Meridian DSP7200 ocupando espaço no escritório do personagem de Javier Bardem.

3. Negócio Arriscado [1983]

Um jovem Tom Cruise tem a liberdade da casa de seus pais, o que implica em controle sobre o armário de bebidas e o equipamento de som de seu pai - incluindo um raríssimo deck toca-fitas Phase Linear 7000 II. Mais do que suficiente para dançar de cuecas pela casa, não é?

4. Psicopata Americano [2000]

O banqueiro de investimentos Patrick Bateman gosta das coisas da vida, incluindo o que parece ser a linha Harman Kardon 700 com falantes KEF. Ele também goste de assassinatos conduzidos ao som de 'Hip To Be Square', de Huey Lewis and The News.

5. O Grande Lebowski [1998]

Jeff Lebowski poderia ser mais bem-sucedido em sua vida, mas quando você tem um walkman auto-reverse da Sony, por que não simplesmente ficar deitado no chão de sua sala? Bem, pra começo de conversa porque você está sendo forçado a resgatar a esposa sequestrada de um milionário.

6. Se Beber, Não Case III [2013]

Esse é um filme que com certeza não vai ser lembrado por tanto tempo como os demais desta lista, mas 'Se Beber Não Case III' tem a cena com o uso mais ostentativo de fones de ouvido da cinematografia recente - com um par de fones de ouvido da linha Beats, criada pelo rapper Dr. Dre.

7. Batman - O Cavaleiro das Trevas [2008]

Se você é Bruce Wayne, é óbvio que você terá um belo de um setup em sua casa. No caso, a marca escolhida é a Bang & Olufsen, talvez porque o 'bang' do nome remeta aos dias da onomatopeia do seriado com Adam West no papel do paladino.

8. Alta Fidelidade [2000]

Rob Gordon é um entusiasta por música completamente assumido obcecado, e seu equipamento reflete isso - um Marantz 110, um Sansui AU-7700 ou 7900, um CD player NAD CD522. Eis um kit que faz jus ao título do filme!

9. Laranja Mecânica [1971]

Alex parece muito entusiasmado ao ouvir à Nona Sinfonia de Beethoven com seu tuner Bang & Olufsen 500 e um toca-discos Transcriptor Hydraulic.

10. Curtindo A Vida Adoidado [1986]

Se você tivesse um Carver M-500t, um equalizador Audio Source EQ-One, um Carver DTL-100 e um receiver Carver 2000, você iria querer tirar o dia de folga e desfrutar dele. O que não faria diferença alguma para Ferris Bueller.

11. A Conversação [1974]

Esse toca-discos é um Rek-o-kut? Sim, e Gene Hackman, no papel de Harry Caul, é o feliz proprietário. Nada que surpreenda vindo de um técnico que tinha por profissão gravar conversas sob as mais adversas condições no campo da vigilância.

12. O Pentelho [1996]

Esta lista não poderia estar completa sem um sistema completo de Home Theater. E não é de surpreender que um filme que no original se chama 'o cara da TV a cabo' tenha um dos melhores já vistos nas telas.

13. Um Sonho de Liberdade [1994]

Você se tranca no escritório do diretor do presídio, liga o toca-discos e o conecta ao sistema de PA da carceragem. O resultado? Uma prisão cheia de detentos que de repente estão cativados por 'Le Nozze di Figaro'.

14. Pulp Fiction - Tempo de Violência [1994]

Com um player/gravador de rolo TEAC X-2000r rodando e Uma Thurman dançando, a última coisa que queríamos ver nessa cena era John Travolta de rabo-de-cavalo estragando o panorama.

15. Isto é Spinal Tap [1984]

Há uma certa licença artística aqui, mas quem é que não iria querer um amp da Marshall que chegasse ao nível 11?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção CuriosidadesTodas as matérias sobre "Áudio"


Indústria: ouvir MP3 tendo as tecnologias de 2015 é estupidezIndústria
Ouvir MP3 tendo as tecnologias de 2015 é estupidez

CD vs Vinil: não diga que o som do vinil é melhor - porque não éCD vs Vinil
Não diga que o som do vinil é melhor - porque não é


Separados no nascimento: Cazuza e Lauro CoronaSeparados no nascimento
Cazuza e Lauro Corona

Vanessa Frehley: amor sem limites ao KissVanessa Frehley
Amor sem limites ao Kiss


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Goo336x280