Matérias Mais Lidas

João Gordo: ele diz não ser representante do metal e cita os verdadeirosJoão Gordo
Ele diz não ser representante do metal e cita os "verdadeiros"

Há quem goste: As 10 bandas mais odiadas do universoHá quem goste
As 10 bandas mais odiadas do universo

K.K. Downing: De onde o Iron Maiden tira tanta energia?K.K. Downing
"De onde o Iron Maiden tira tanta energia?"

Metallica: a palavra mais presente nas letras da banda é...Metallica
A palavra mais presente nas letras da banda é...

Black Sabbath: o que Geezer Butler não suportava em Ozzy que o fez adorar DioBlack Sabbath
O que Geezer Butler não suportava em Ozzy que o fez adorar Dio

1983: 15 grandes álbuns lançados no ano que o mundo conheceu o Metallica e o Slayer1983
15 grandes álbuns lançados no ano que o mundo conheceu o Metallica e o Slayer

Helloween: Comemorando três décadas de história em primeiro disco com nova formaçãoHelloween
Comemorando três décadas de história em primeiro disco com nova formação

Rainbow: a incrível semelhança entre Stargazer e o filme Mágico de OzRainbow
A incrível semelhança entre "Stargazer" e o filme "Mágico de Oz"

Roberto Barros: Até ouvir Angra eu não gostava de power metal, revela o guitarristaRoberto Barros
"Até ouvir Angra eu não gostava de power metal", revela o guitarrista

Thrash metal: dez grandes álbuns do estilo que foram lançados em 1990Thrash metal
Dez grandes álbuns do estilo que foram lançados em 1990

Relax: 20 músicas para ouvir e acalmar os ânimos nos dias de fúriaRelax
20 músicas para ouvir e acalmar os ânimos nos "dias de fúria"

Nirvana: Dave Grohl revela como foi seu primeiro dia após morte de Kurt CobainNirvana
Dave Grohl revela como foi seu primeiro dia após morte de Kurt Cobain

Death metal: vocalista do At The Gates diz qual banda inventou o estiloDeath metal
Vocalista do At The Gates diz qual banda "inventou" o estilo

1984: 15 grandes discos lançados em um dos anos mais impressionantes da música pesada1984
15 grandes discos lançados em um dos anos mais impressionantes da música pesada

Helloween: confira lyric video de Best Times, música do novo discoHelloween
Confira lyric video de "Best Times", música do novo disco


Stamp
Pentral

Fones de Ouvido: a história da reprodução musical introspectiva

Por Nacho Belgrande
Fonte: Playa Del Nacho
Em 22/11/13

Surpreendentemente, nem todo mundo quer ouvir a música que você gosta. Elas podem perder a concentração e se irritar. O mesmo deve acontecer com você em relação ao gosto musical alheio por vezes. Por essas e muitas outras razões, os fones de ouvido são uma necessidade imperativa em nosso mundo. Muito tempo antes de Steve Jobs produzir earbuds brancos e Dr. Dre entrar no jogo, as pessoas já surravam seus canais auditivos. O texto abaixo explica, cronologicamente, como tudo aconteceu.

Por MIKE NEWMAN para o site Cool Material

1881 – Muito antes do MP3, dubstep e contas no Spotify, os fones de ouvido tinham muito pouco a ver com música. Nos anos 1880, os primeiros fones de ouvido [ou pelo menos seus ancestrais mais antigos] eram usados por telefonistas. Tratava-sede apenas uma saída, monaural, que se apoiava no ombro do usuário e pesava mais de 5 quilos [meio tipo que como se você colocasse um rádio grande no seu ombro].

1895 – Graças ao sistema Electrophone, em 1895 as pessoas começaram a poder ouvir ao som insano de seus teatros de ópera locais do aconchego de seus lares. Assinantes desse caro serviço ouviam, através de fones que mais pareciam estetoscópios, à música que pessoas bastante corpulentas faziam em um palco a quilômetros de suas casas.

1910 – Nathaniel Baldwin começou a fabricar o primeiro fone de ouvido moderno. Ele os produziu em sua cozinha e os vendeu todos para a marinha dos EUA. Essa foi a primeira vez em que um par de latas pareceu com algo que você vê hoje. Baldwin nunca os patenteou, contudo.

1937 – O modelo DT-48 da Beyerdynamic tornou-se o primeiro fone de ouvido dinâmico a chegar ao mercado. Apesar de ele ter saído algumas décadas antes dos fones eletroestáticos surgirem, esse foi um enorme salto à frente na evolução do invento. Os fones de ouvido dinâmicos são, até hoje, o tipo mais popular do mercado.

1949 – Concentrando-se no design, a AKG produziu seu primeiro par de fones de ouvido, o K120. Se eles voltassem a ser fabricados hoje, eles ainda venderiam muito bem. Esse modelo, assim com outros mais populares que o seguiram, foram o suficiente para fazer com que a AKG se desligasse do ramo de equipamento foto-cinematográfico e se focasse apenas no áudio.

1958 – John C. Koss mudou o conceito de fones de ouvido de um modo que deixaria Dr. Dre com inveja. Em 1958, Koss criou os primeiros fones de ouvido estéreo [os Koss SP-3] e deslanchou um assalto aos canais auditivos da população. Ao longo das décadas seguintes, Koss dominaria a indústria de fones de ouvido, e ele fez tudo isso sem jamais ter pisado em uma faculdade.

1959 – Em uma exposição em Tóquio, a Stax estreou o primeiro par de fones de ouvidos eletrostáticos do mundo. O modelo SR-1 começaria a ser produzido em massa um ano depois. Eles são extremamente raros hoje em dia, assim como um usuário de fones do presente que não sofra de perda auditiva.

1968 – Uma década depois de apresentar o primeiro fone de ouvido estéreo, a Koss lançou o primeiro modelo eletrostático fabricado nos EUA. O modelo ESP-6 pesava cerca de 3 quilos, ou seja, não era como usar um par de earbuds, mas eram um enorme avanço se comparados às estrovengas criadas um século antes.

1979 – Se você tivesse que escolher o acontecimento mais importante na história dos fones de ouvido, seria difícil bater o lançamento do Walkman da Sony. De repente, os fones de ouvido tinham que ser portáteis. Inclusos com a compra do primeiro Walkman estavam os fones MDL-3L2 e tudo que você precisava para andar por aí ouvindo seu cassete de "London Calling" estava ali.

Anos 80 – Para o homem que não queria estragar seu penteado com o fone, os anos 80 ofereceram a primeira solução. Tanto o earbud como o fone ‘in-ear’ entraram em cena nos anos 80, apesar de não alcançarem seu pico de popularidade até que Steven Paul Jobs pusesse a indústria de cabeça pra baixo anos depois.

1997 – Se você quisesse deixar seu cabelo impecável, mas também odiasse o fato de os earbuds não conseguiram isolar totalmente o som, a Sony achou que você poderia gostar de um par de fones que se apoiava na nuca. Não vingou.

2000 – Bebês chorando e pessoas roncando alto finalmente acharam um adversário à altura quando a Bose concebeu a linha QuietComfort. Apesar de pilotos de avião já usarem tecnologia de cancelamento de ruído fazia décadas, agora os passageiros também podiam usufruir de considerável conforto em voos barulhentos [ou em frente da TV com uma esposa falante demais].

2001 – O iPod mudou todo o universo da música. Tornou-se comum ver várias vezes por dia pessoas com um fio branco saindo de seus bolsos e indo até seus ouvidos. Desde seu surgimento em 2001 até hoje, mais de 300 milhões de iPods já foram vendidos com seus respectivos pares de earbuds.

2008 – O rapper Dr. Dre e Jimmy Lovine juntaram forças, e junto com a Monster, criaram o modelo Beats By Dre. Desenhados para reforçar as frequências graves e com qualidade de áudio otimizada [não que essa última tenha sido necessariamente atingida]. A linha Beats logo abocanhou uma grande fatia do mercado e agora aparece nos ouvidos de quase todo jogador da NBA quando eles saem do ônibus em direção ao vestiário.

2012 – Fones de ouvido adquiriram contornos de estilo e moda tanto quando de qualidade de som. Isso ficou bastante evidente quando Lil Wayne apareceu trajando esse par de Beats de 1 milhão de dólares.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Arte Musical
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Guns N' Roses: Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica, odeia a banda?Guns N' Roses
Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica, odeia a banda?

Túmulos: alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUATúmulos
Alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUA


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande.