Rob Halford em filme pornô: Mas esse assunto é tão místico...

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 


O vocalista ROB HALFORD, do JUDAS PRIEST, é oriundo da classe trabalhadora britânica do pós-guerra, um período particularmente difícil para o Reino Unido.
2549 acessosBlend Guitar: os dez solos de guitarra mais fáceis da história5000 acessosCourtney Love: "Parei com drogas e transei como um coelho"

Tendo vivido o começo de sua vida adulta na cidade de Birmingham, complexo operário da Inglaterra do qual saiu também o contemporâneo BLACK SABBATH, Halford entrou para o Judas Priest quando um dos fundadores da banda, o baixista IAN HILL, começou a mergulhar o golfinho na irmã do crooner, com a qual casaria em 1976.

Labutando em bicos e empregos temporários na cinzenta terra da Rainha, Halford passou por períodos bastante complicados enquanto buscava se estabelecer no meio artístico, e é desse tempo que emana uma passagem ainda não totalmente esclarecida – e, portanto, bastante mística – da vida do God Of Metal.

Antes do advento da internet, algumas publicações dos EUA e do UK por vezes publicavam pequenas notas sobre um filme pornô hardcore que Rob teria feito na primeira metade da década de 70, e que, claro, ressurgiu com enorme poder de comercialização no fim daquela década, quando a marca JUDAS PRIEST tornara-se famosa dos dois lados do Atlântico.

Revistas como a estadunidense CREEM chegaram a publicar capturas mal feitas da película, mas a história, de algum modo, parece ter sido competentemente enterrada.

Rob chegou a negar ter feito um filme pornô propriamente dito, mas em entrevista ao jornalista KURT LODER em 1979, declarou.

“O que aconteceu foi que eu fiz alguns trabalhos para um laboratório de artes onde eu vivia, Birmingham, cerca de sete anos atrás [1972]. Um deles foi essa coisa meio surrealista chamada ‘Beyond Armaggedon’ , que é o qual eu trabalhei e houve outro que era mais pra pornô, certo? Daí, um ou dois anos depois, esses filmes foram exibidos em um festival anual de cinema em Amsterdam. E de algum modo, meu nome acabou envolvido nesse filme pornô através de matérias em jornais de Birmingham.”

Ele ainda acrescentou:

“É algo com que eu terei que viver. É irritante. Quer dizer, claro que minha família foi atingida e tudo mais. Minha mãe gritou comigo, ‘O que é que você está fazendo em filmes pornôs? Achávamos que você estava tentando ganhar a vida de modo decente! ’ – se é que você pode chamar isso aqui de vida decente.”

Apesar do depoimento acima, há evidências bastante contundentes de que ele teria de fato participado da produção que acabaria sendo intitulada comercialmente de ‘Teenage Rape’, na qual ele aparece em cenas tórridas com quatro mulheres. A revista CIRCUS [EUA] publicou uma nota de teor bastante diferente na mesma época, noticiando que o filme era exibido em cinemas por onde o Judas Priest passasse e que o nome do vocalista era colocado em destaque nos painéis das marquises. Ele respondeu, confirmando que havia feito o filme por ‘uns 50 mangos’:

“Quando foi feito, eu estava desempregado e praticamente falido. Não foi algo prazeroso de se fazer; mais pra desesperado.”

Alguns conspiracionistas ainda afirmam que, visando borrar a história, Rob teria aceitado participar da película ‘Spun’ de 2003, estrelada por MICKEY ROURKE e onde o vocalista interpreta um balconista de um sex shop. Ao inserir os parâmetros “Rob Halford + Sex + Movie” em mecanismos de procura, os resultados booleanos tendem, obviamente, a dar destaque a ocorrências com o filme, chamado no Brasil de ‘Spun – Sem Limites’.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 27 de janeiro de 2017

Blend GuitarBlend Guitar
Os dez solos de guitarra mais fáceis da história

1445 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's445 acessosLoudwire: em vídeo, 10 maiores riffs de metal dos anos setenta1362 acessosPhil Campbell: solo terá Dee Snider e Matt Sorum, além de Halford1015 acessosVocalistas: 5 famosas falhas ao vivo0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Judas Priest"

DúvidaDúvida
O que é hard rock e o que é heavy metal quando falamos dos anos 1970?

Rob HalfordRob Halford
"O sucesso não o mudou em nada", diz pai

VocalistasVocalistas
Os menos conhecidos de bandas famosas

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Judas Priest"0 acessosTodas as matérias sobre "Rob Halford"

Courtney LoveCourtney Love
"Parei com drogas e fodi como um coelho"

RoadrunnerRoadrunner
Os melhores frontmen de todos os tempos

Iron MaidenIron Maiden
A tragédia pessoal do baterista Clive Burr

5000 acessosMetallica: James Hetfield imitando Dave Mustaine na TV5000 acessosCinema: o melhor e o pior dos rockstars em filmes5000 acessosSepultura: Derrick Green não era o cara certo, diz Max Cavalera5000 acessosMamonas Assassinas: viúva do Piloto comenta vídeo de Feliciano5000 acessosSepultura: drum cam de Igor Cavalera tocando "Territory"5000 acessosIdioma: bandas que já cantaram em sua língua natal

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online