Carpe Diem: o uso da expressão em faixas de rock e metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Pequena 23, Fonte: Attitude23
Enviar correções  |  Ver Acessos

Quem nunca ouviu falar na expressão Carpe Diem?

Acredito que muitas pessoas que curtem rock já tenham ouvido falar já que a mesma expressão se faz presente em letras de música como Carpe Diem Baby - METALLICA onde a música incentiva a aproveitar o máximo do dia, fazer o que te der vontade mesmo que pra isso seja necessário quebrar as regras... Espremer e sugar o dia

"Come squeeze and suck the day".

A banda DREAM THEATER em sua música A Change Of Seasons fala da efemeridade da vida e aconselha a aproveitar o dia pois tudo passará "Gather ye rosebuds while ye may". Fala que podemos aprender com o passado. Mas ele não volta. Podemos esperar pelo Futuro, mas que talvez, não aja um:

"We can learn from the past
But those days are gone
We can hope for the future
But there might not be one"

A Banda de rock brasileiro, FRESNO possui uma música que tem por titulo Carpe Diem e nela ele fala da velhice, que não entende porque tem que envelhecer, mas ele sabe que quando estiver velho não terá o mesmo vigor, não terá uma razão para estar vivo já que estará impossibilitado de fazer muitas coisas

"pois quando eu for velho
eu não vou mais ter razão pra viver, um amor pra sofrer
pernas pra correr uma missão pra ter"

Diz que deve viver intensamente pra mais tarde não se arrepender das coisas que fez e que nunca mais poderá fazer por estar velho. E que só assim poderá morrer.

Também a banda brasileira de rock CATEDRAL possui uma música por titulo Carpe Diem e fala na sua letra, de uma forma mais sutil, para aproveitar o dia usando metáforas como

"Não se entra duas vezes no mesmo rio"

Como forma de alertar que não é possível voltar atrás. O rio, apesar de parecer, não será o mesmo, já não possui as mesmas águas.

Não apenas essas, mas muitas outras bandas, cantores, não apenas de rock fizeram uso dessa expressão. Mas de onde ela vem?!

Senhoras e senhores, apresento a vocês, Quinto Horácio Flaco.

Horácio nasceu em 65 a.C. em Venúsia, atual Venosa na região da Basilicata. Escravo liberto, teve uma boa educação apesar da sua condição social. Foi um poeta lírico e satírico romano além de filósofo.

Grande nome na literatura clássica antiga, se destacava por ser um poeta de obra singular e diferenciada.

Dando- se conta de como a vida é vulgar e passageira, Horácio, na sua Ode 11 do seu primeiro livros das Odes, fala sobre a efemeridade da vida.

Ele usa as duas palavras latinas Carpe Diem para conselhar a viver o momento, pois é apenas isso que temos. O passado já não volta. E o futuro é incerto:

"Carpe diem quam minimum credula postero.
Tu ne quaesieris, scire nefas, quem mihi,
quem tibi finem di dederint.
Leuconoe, nec Babylonios
temptaris numeros.
Ut melius, quidquid erit, pati.
Seu pluris hiemes seu tribuit Iuppiter ultimam,
quae nunc oppositis debilitat pumicibus mare.
Tyrrhenum: sapias, vina liques et spatio brevi spem longam reseces.
dum loquimur, fugerit invida.
Aetas: carpe diem quam minimum credula postero."

Tradução:

Colha o dia, confia o mínimo no amanhã.
Não perguntes, saber é proibido,
o fim que os deuses darão a mim ou a você,
Leuconoe, com os adivinhos da Babilônia não brinque.
É melhor apenas lidar com o que cruza o seu caminho.
Se muitos invernos Júpiter te dará ou se este é o último,
que agora bate nas rochas da praia com as ondas do mar.
Tirreno: seja sábio, beba seu vinho e para o curto prazo
reescale suas esperanças.
Mesmo enquanto falamos, o tempo ciumento está fugindo de nós.
Colha o dia, confia o mínimo no amanhã.
Podemos sempre ser melhores. Basta pensarmos melhor.
Viva o momento. Viver é agora. Existir é hoje! O tempo não volta.
O futuro talvez não exista.
Aproveite o momento. Viva sem medo do futuro.

Carpe Diem.


Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção CuriosidadesTodas as matérias sobre "Metallica"Todas as matérias sobre "Dream Theater"Todas as matérias sobre "Fresno"Todas as matérias sobre "Catedral"


Metallica e Lady Gaga: o único dueto que faz sentidoMetallica e Lady Gaga
O único dueto que faz sentido

Metallica: Tom Araya, do Slayer, critica o Death MagneticMetallica
Tom Araya, do Slayer, critica o "Death Magnetic"


Hard Rock: as 25 melhores músicas acústicas do gêneroHard Rock
As 25 melhores músicas acústicas do gênero

Massacration: saiba quem é o baterista que tocava de verdadeMassacration
Saiba quem é o baterista que tocava "de verdade"


Sobre Pequena 23

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336x280