The Gard: A junção do clássico com o contemporâneo

Resenha - Madhouse - Gard

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Renan Soares
Enviar Correções  

10

Após ficar conhecida na cena de Campinas por conta dos shows tributos ao Led Zeppelin, o trio The Gard finalmente lançou esse ano o seu primeiro álbum autoral completo, intitulado de Madhouse, que contêm músicas as quais a banda já vinha apresentando em seu repertório em seus shows ao longo dos anos.

Linkin Park: 20 coisas que você não sabe sobre a banda

Ghost: uma foto assustadora dos bastidores do Rock In Rio

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Confesso que quando li esse detalhe da banda ter ficado conhecida por conta dos tributos ao Led Zeppelin, tive receio de que eles ficassem na mesmice de repetir uma sonoridade parecida, ou igual, a clássica banda em seu repertório autoral.

Mas, como já disse em outros textos e volto a repetir, é sempre bom quando uma banda consegue "calar sua boca" e superar as suas expectativas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O grupo conseguiu em oito músicas fazer uma junção da sonoridade clássica com a contemporânea da forma mais sensacional que já vi. Por mais que o Led Zeppelin seja uma de suas influências, o The Gard conseguiu não se prender a sonoridade deles e fazer algo único da própria banda.

Tanto que nem mesmo a faixa "Immigrant Song", que é um cover do Led Zeppelin, ficou soando igual a versão original da clássica banda, tendo o The Gard nem sequer se utilizado de guitarras elétricas nessa releitura e usado um baixo distorcido que caiu muito bem.

Em praticamente todo o álbum a banda consegue fazer uma junção de peso e técnica, sendo "Music Box" a única faixa com uma sonoridade mais diferenciada, tendo a mesma um ritmo mais lento do que as outras.

Outra faixa que podemos destacar é a "The Gard Song" por conta da sua extensão (10 minutos de música), onde a banda mostra também beber um pouco da fonte do progressivo, sendo essa uma música muito bem trabalhada tecnicamente.

O principal destaque do álbum fica por conta da faixa "Back to Rock", que possui uma energia envolvente por conta do seu peso e da potência dada pelo vocal do Beck Norder.

Por isso, tenham certeza que após a audição do excelente álbum "Madhouse", o The Gard será mais uma das bandas novas a qual farei questão de acompanhar as novidades.

TRACKLIST:

1- Immigrant Song (Led Zeppelin Cover)
2- Play of Gods
3- Madhouse
4- The Gard Song
5- Music Box
6- Back to Rock
7- Kaiser of the Sea
8- Panem et Circenses




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Linkin Park: 20 coisas que você não sabe sobre a bandaLinkin Park
20 coisas que você não sabe sobre a banda

Ghost: uma foto assustadora dos bastidores do Rock In RioGhost
Uma foto assustadora dos bastidores do Rock In Rio


Sobre Renan Soares

Nascido em Recife no dia 03 de novembro de 1994, Renan adentrou ao mundo do rock/metal a partir dos 13 anos de idade e até hoje permanece fielmente no mesmo. Desde que se formou em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco, tem se dedicado a conseguir dar a relevância merecida ao nome do estilo.

Mais matérias de Renan Soares no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline WhipDin